As mentiras inocentes reforçam amizades (a total honestidade nem tanto)

-

As pequenas mentiras são essenciais para o fortalecimento de comunidades e para a manutenção de laços sociais. Uma conclusão de um estudo que apurou também que a total honestidade não é boa para as relações humanas.

A investigação, levada a cabo pelos professores Kimmo Kaski e Robin Dunbar, do Departamento de Ciência Computorizada da Universidade de Aalto, na Finlândia, constatou que os mentirosos têm um papel central na construção de comunidades e na sua manutenção.

O estudo, publicado no jornal da Royal Society, a Academia de Ciências britânica, foi efectuado em colaboração com investigadores mexicanos e centrou-se no estudo do papel das mentiras nas relações sociais.

Os investigadores procederam a esta análise criando um modelo em computador ilustrativo das relações entre agentes, representando os laços entre eles e as reacções perante um determinado número de interacções.

“Cada agente tem um certo número de ligações, que, geralmente, se fortalece quando ambas as partes partilham a mesma opinião e se enfraquece quando discordam”, diz Kimmo Kaski, citado no site da Universidade de Aalto.

O laço parte-se quando há desacordo suficiente. Se isto acontece, um agente mentiroso tende a evitar o isolamento criando novos laços“, acrescenta o investigador.

“Na perspectiva das comunidades, os mentirosos são extrovertidos interessantes. Eles conseguem chegar até fora das suas pequenas comunidades e constroem pontes entre elas e outras comunidades”, diz Robin Dunbar.

“Às vezes, nem sequer têm a sua própria comunidade ou os laços são frouxos”, acrescenta.

Assim, os investigadores notam que as “mentiras brancas”, como definem o tipo de mentiras inocentes e de pequena dimensão, são um suporte fundamental das relações sociais.

Mas, mais do que isso, estas “mentirinhas” acabam por agradar à própria vítima das mesmas – como quando dizemos a alguém que a roupa lhe fica bem, embora achemos precisamente o contrário.

Os investigadores sustentam, desta forma, que a total honestidade pode ser motivo de ruptura nas relações sociais.

Já as pequenas mentiras têm um efeito de fortalecimento desses laços porque as pessoas dizem, normalmente, a verdade. Se se tornarem a prática, destroem os laços de confiança.

E quando as mentiras são egoístas, beneficiando apenas o mentiroso, são claramente anti-sociais.

SV, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …