A memória espacial humana prioriza os alimentos mais calóricos

Os humanos recorda-se da localização dos alimentos de alto teor calórico com mais precisão do que os alimentos mais pobres do ponto de visto calórico, concluiu uma nova investigação da Universidade de Wageningen, na Holanda.

De acordo com o novo estudo, cujos resultados foram recentemente publicados na revista científica Scientific Reports, a memória espacial do Homem, que permite que as pessoas sejam capazes localizar objetos em relação a outros, evoluiu para priorizar a localização de alimentos com elevado teor calórico.

Para chegar a esta conclusão, conta a agência espanhola Europa Press, a equipa de cientistas, liderada pela especialista Rachelle de Vries, orientou 512 voluntários a percorrer um caminho fixo à volta de uma sala que continha oito amostras de alimentos ou oito almofadas de algodão com o aroma dos alimentos colocadas em lugares diferentes.

Quando os participantes chegavam junto de uma amostra, estes provavam a comida ou o algodão com o seu odor e avaliam depois o quão tinham gostado da amostra. As amostras de alimentos e odores incluíam maçã, batatas fritas, pepino e brownie de chocolate.

Depois de seguirem o percurso e contactarem com as amostras, os voluntários tiveram de indicar a localização de cada alimento ou odor num mapa da sala.

Os resultados mostram que os participantes que provaram a comida foram 27% mais precisos e os que cheiraram as amostras no algodão foram 28% mais precisos no mapeamento de alimentos de alto teor calórico, quando comparados com os alimentos mais pobres do ponto de vista calórico.

Segundo os cientistas, a memória espacial não foi afetada pelo facto de os alimentos serem doces ou salgados ou pelo o quão gostaram de cada amostra.

O mapeamento geral de alimentos foi 243% mais preciso quando os participantes foram apresentados a amostras de alimentos em vez de almofadas de algodão.

As descobertas indicam que a memória espacial humana tende a localizar alimentos com alto teor calórico. De acordo com o estudo, esta tendência pode ter ajudado os ancestrais humanos a sobreviver em ambientes com disponibilidade variável de alimentos, permitindo que localizassem com eficiência alimentos com alto teor calórico.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …