Medicina alternativa duplica risco de morte em pacientes com cancro

De acordo com um novo estudo da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, formas de medicina alternativa não comprovada não são eficazes na cura do cancro. Na realidade, duplicam a probabilidade de morte para os pacientes que optam por tais tratamentos.

Uma equipa médica analisou dados do National Cancer Database, com 34 milhões de registos de pacientes com cancro nos EUA, com repectivos tratamentos e resultados, para identificar pacientes que optaram por renunciar aos tratamentos convencionais, como a quimioterapia, radioterapia e cirurgia, a favor de tratamentos alternativos.

Os investigadores encontraram 280 indivíduos diagnosticados em 2004 com cancro não metastático de mama, próstata, pulmão ou colorretal, que usaram medicamentos alternativos, definidos na base de dados como “outros não comprovados: tratamentos contra o cancro administrados por pessoal não médico”, e compararam as suas taxas de sucesso com as de 560 indivíduos de controle, que receberam tratamento convencional.

A figura mostra a fracção sobrevivente de pacientes que usaram medicina alternativa (linha a cheio) comparada com a de pacientes que recorreram a medicina convencional (linha tracejada).

(dr) Yale University

Após cinco anos, 78,3% dos indivíduos que receberam tratamentos convencionais ainda estavam vivos, por comparação com uma sobrevivência a 5 anos de apenas 54,7% das pessoas que usaram medicamentos alternativos.

“Ficámos interessados neste tema depois de ver nas nossas clínicas demasiados pacientes com cancro avançado, que tinham sido tratados de forma ineficiente apenas com terapias alternativas, sem eficácia comprovada cientificamente”, diz James B. Yu, autor principal do estudo e professor de Radiologia Terapêutica no Yale Cancer Center.

A pesquisa foi publicada no Journal of the National Cancer Institute.

Conclusões

Segundo os cientistas, os pacientes com cancro de mama que usaram tratamentos alternativos eram cinco vezes mais propensos a morrer. Os pacientes com cancro colorretal apresentaram quatro vezes mais risco de morte.  Os pacientes com cancro de pulmão tinham duas vezes mais probabilidade de morrer.

Os pacientes com cancro de próstata também tinham maior probabilidade de morrer, embora a diferença não tenha atingido significado estatístico.

Os investigadores não puderam identificar especificamente quais os medicamentos alternativos que estavam a ser utilizados, embora não haja muita variação entre as terapias – uma vez que, por definição, não há provas convincentes de que qualquer medicamento alternativo seja efectivo no tratamento do cancro.

“Outras limitações dos dados incluem factores de fiabilidade não indicados, ou um qualquer viés de selecção que pudesse ter afectado a taxa de sobrevivência”, realça James B. Yu.

“No entanto, como os pacientes que receberam tratamentos alternativos são mais propensos a ser mais jovens e com menor morbidade, isso provavelmente não explicaria as diferenças observadas nas taxas de sobrevivência” – pelo contrário.

Em conclusão, os investigadores sugerem que os pacientes ponderem o risco maior de morte antes de decidir “experimentar” qualquer tratamento cujos resultados não tenham sido comprovados de forma científica.

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberto uma super-Terra rochosa com 3 sóis vermelhos

O LTT 1445, também conhecido como TIC 98796344, TOI 455, L 730-18 ou BD-17 588, é um trio hierárquico de estrelas anãs vermelhas a aproximadamente 22,5 anos-luz de distância. O mundo recém-descoberto orbita o LTT 1445A, …

A Via Láctea é canibal (e já comeu uma galáxia vizinha)

A nossa Via Láctea comeu uma galáxia gigante há dez mil milhões de anos. Galáxias menores - como a Via Láctea na sua vida anterior - fundem-se e criam as maiores. Ao fazer isso, formam-se …

Bill Gates é o homem mais admirado do mundo. Ronaldo também está na lista

O cofundador da Microsoft já não é o homem mais rico do mundo, mas continua a ser o mais admirado. Cristiano Ronaldo é o 7.º. Na semana passada, Bill Gates perdeu o lugar que ocupava há …

Volvo vai chamar à oficina mais de 500 mil carros até ao fim do ano

O problema detetado no motor dos carros poderá afetar os automóveis a diesel de quatro cilindros, construídos entre 2014 e 2019, nas marcas V40, o V60, V70, S80 e XC60. A Volvo retirou cerca de 70 …

A baunilha é mais cara do que a prata (e há já quem mate pelo "ouro verde")

A baunilha, que era vendida em 2015 por cerca de 90 euros o quilograma, disparou no ano passado para 535 euros, ultrapassando assim o valor da prata. Esta subida que quase sextuplicou o valor da …

"Nova Expo". 300 milhões para requalificar zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada

O projeto que vai requalificar a zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada conta com um investimento de 300 milhões de euros. À zona ocidental de Lisboa já lhe chamam de "nova Expo". A zona ribeirinha …

Descoberta imensidão de tesouros arqueológicos ao largo da Galiza. São mais de 1.600 objetos

Trabalhos de arqueologia subaquática ao largo das costas galegas permitiram descobrir nas últimas três décadas um total de 1600 objetos arqueológicos. As peças afundaram-se ao longo dos séculos durante inúmeros naufrágios e ali se foram acumulando. …

27 anos depois, Clã anunciam saída de dois elementos

Mais de um quarto do século após a sua formação, a banda do Porto vê dois dos seus elementos fundadores partirem. Os Clã anunciaram a saída de dois dos seus elementos através de um comunicado publicado …

Reduzir o uso de ar condicionado pode ajudar a salvar vidas

Há muitas pessoas a precisar da ajuda preciosa do ar condicionado para sobreviver a temperaturas cada vez mais altas. Contudo, aquele que pensamos ser o nosso maior aliado pode ser, na verdade, o nosso pior …

Porto vai ter policiamento gratificado em "zonas particularmente sensíveis"

Rui Moreira diz que nos últimos 20 anos não houve investimento na polícia e afirma que o espaço público "não pode ser apropriado por gangues". O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, anunciou esta segunda-feira …