Matemáticos querem provar a teoria dos universos paralelos

A existência de universos paralelos pode parecer algo inventado por escritores de ficção científica, com pouca relevância para a física teórica moderna. Mas matemáticos e físicos estão agora na corrida para provar a sua existência.

A ideia de que vivemos num multiverso, composto por um número infinito de universos paralelos, tem sido considerada uma possibilidade científica – embora seja uma questão de debate vigoroso entre os físicos e matemáticos.

Mas os cientistas de ambas as áreas estão na corrida para encontrar uma forma de testar essa hipótese – incluindo procurar nos céus sinais de colisões com outros universos.

A visão de um multiverso não é exactamente uma teoria – é na realidade uma consequência da nossa compreensão actual da física teórica.

E essa distinção é crucial.

Os cientistas não acordaram simplesmente numa manhã mais criativa e resolveram gritar “Que se faça um multiverso”.

Pelo contrário, a ideia de que o universo em que vivemos talvez seja apenas um dos infinitos outros existentes é derivada de outras teorias actuais – como a mecânica quântica e a teoria das cordas.

O ponto de vista da Teoria das Cordas

A Teoria das Cordas é um dos mais promissores caminhos para unificar a mecânica quântica e a gravidade – razão pela qual há tantos físicos teóricos entusiasmados com ela.

Esta unificação, contudo, é notoriamente difícil, porque a força gravitacional é complicada de ser descrita nas escalas pequenas (átomos e partículas subatómicas) – justamente a área da mecânica quântica.

Mas a Teoria das Cordas, que afirma que todas as partículas fundamentais são feitas de cordas unidimensionais, pretende descrever todas as forças conhecidas da natureza de uma só vez: gravidade, eletro-magnetismo e forças nucleares.

Mas para a teoria funcionar matematicamente, são necessárias pelo menos dez dimensões físicas.

Esse é definitivamente um problema, uma vez que só podemos observar quatro dimensões: três espaciais – altura, largura, profundidade – e uma temporal, o tempo.

As dimensões adicionais da Teoria das Cordas, se a teoria estiver correcta, devem portanto estar de alguma forma ocultas.

Para ser capaz de usar a teoria para explicar os fenómenos físicos que vemos com nossos próprios olhos, estas dimensões adicionais teriam que ser “compactadas” de tal forma que seriam absurdamente pequenas para serem vistas.

Segundo a Teoria das Cordas, há muitas formas de fazer essa compactação de dimensões –  mais precisamente 10.500 formas.

Cada uma destas compactações resultaria num universo com leis físicas diferentes – como diferentes massas dos átomos, e diferentes constantes de gravidade.

No entanto, alguns cientistas levantaram objecções fortes à metodologia proposta para estas compactações, pelo que o problema não foi dado como resolvido.

Testando a teoria do multiverso

Antes do Big Bang, o universo passou por um período de “expansão acelerada”.

Esta expansão foi invocada originalmente para explicar por que o universo que observamos actualmente é quase uniforme em termos de temperatura.

No entanto, a teoria também previu um espectro de variações de temperatura próximo desse equilíbrio, que foi posteriormente confirmado por sondas espaciais.

Embora os detalhes exactos da teoria ainda estejam a ser debatidos, a ideia de expansão acelerada é amplamente aceite pelos físicos.

No entanto, uma consequência dessa teoria é que deve haver outras partes do universo que ainda estão a crescer aceleradamente.

Só que devido às flutuações quânticas do espaço-tempo, algumas partes do universo nunca realmente atingiram o fim da inflação.

Isto significa que o universo é, de acordo com a nossa compreensão actual, eternamente expansível.

Algumas partes podem, portanto, acabar por se tornar outros universos, que poderiam tornar-se outros universos, e outros, e outros e assim por diante.

Este mecanismo gera um número infinito de universos.

Se combinarmos este cenário com a teoria das cordas, há a possibilidade de que cada um desses universos possua uma compactação diferente das outras seis dimensões e, consequentemente, leis físicas diferentes.

Os universos previstos pela teoria das cordas e a expansão no mesmo espaço físico, ao contrário dos muitos universos da mecânica quântica que vivem num espaço matemático, poderiam sobrepor-se ou colidirem.

Na verdade, eles vão inevitavelmente colidir, e deixar possíveis pistas dessas colisões no céu cósmico, que podemos tentar procurar.

Estas pistas vão desde a procura de pontos quentes ou frios na radiação cósmica de fundo, ou anomalias na distribuição de galáxias, até pistas indirectas, como a existência de ondas gravitacionais – oscilações no espaço-tempo provocadas pela passagem de objectos maciços.

Identificar a ocorrência destas ondas, por exemplo, permitiria provar directamente a existência da expansão acelerada, e seria indirectamente um apoio à teoria do multiverso.

E são essas inúmeras pistas que estão agora a ser vorazmente perseguidas pelos cientistas.

Se algum dia vamos conseguir provar a existência de um multiverso, é difícil de prever.

Mas talvez, num outro universo, a teoria até já tenha sido provada.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Um texto muito bonito traduzido sem qualquer sentido crítico.

    A teoria das cordas não prevê 10.500 universos mas sim 10^500 universos. Um 1 seguido de 500 zeros. Got the picture?

RESPONDER

Uma mentira de um trabalhador de uma pizzaria forçou o confinamento na Austrália do Sul

O estado da Austrália do Sul decretou um confinamento geral, no dia 18 de novembro, depois de um funcionário de uma pizzaria ter mentido. Segundo o Huff Post, o homem, de nacionalidade espanhola, estava infetado com …

Jogar Monopólio, Scrabble ou até bilhar pode ser (ainda) mais divertido com uma nova mesa touch

Por mais divertidos que sejam os jogos de tabuleiro, estes podem ser um passatempo caro pois quem realmente gosta não se cansa de os comprar. Agora, a empresa Arcade1Up criou o Infinity Game Table que …

A apreensão histórica de cetamina na Tailândia não foi assim tão histórica. Eram só aditivos alimentares

Análises laboratoriais revelaram que a apreensão "histórica" de cetamina anunciada pelo Governo da Tailândia há cerca de duas semanas foi, na verdade, uma apreensão de aditivos alimentares e agentes de limpeza. As autoridades tailandesas anunciaram, …

Para clínicas de Terceiro Mundo. Dispositivo movido a energia solar esteriliza equipamentos médicos ao ar livre

As autoclaves são consideradas essenciais para esterilizar equipamentos médicos, mas não estão disponíveis nos países de Terceiro Mundo, onde o acesso à eletricidade é limitado. Um novo dispositivo portátil, movido a energia solar, pode ser …

China pondera novas regras sobre estrangeiros para "proibir o extremismo religioso"

Um projeto-lei publicado esta semana pelo Ministério da Justiça chinês aponta para novas restrições sobre a atuação de fiéis estrangeiros no país, com o intuito de evitar a disseminação do "extremismo religioso" ou do uso …

Regar, cortar e matar insetos. Robô dá conta de todas as tarefas de jardinagem (e até afasta intrusos)

A jardinagem é uma terapia para muitas pessoas, mas também pode ser um incómodo. O robô Yardroid foi projetado para lidar de forma autónoma com essas tarefas, utilizando inteligência artificial. Semelhante a um tanque em miniatura, …

ProToiro vai impugnar IVA das touradas e avança com queixa em Bruxelas

A Federação Portuguesa de Tauromaquia (ProToiro) vai avançar com a impugnação do valor do IVA na tauromaquia e com uma queixa na Comissão Europeia, exigindo que a taxa passe de 23% para 6%. Em comunicado, a …

Braga 3-3 Leicester | Vardy rouba triunfo luso nos descontos

Um "balde de água fria". A recepção do Sporting de Braga ao Leicester não foi parca em emoção e em bom futebol. Os minhotos foram superiores na primeira parte e chegaram ao intervalo em vantagem. Contudo, …

Equipa de Biden escondeu um anúncio de emprego secreto no código-fonte do seu site

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, escondeu um anúncio de emprego no código-fonte do seu site de transição, enquanto inicia o processo de contratação da nova administração para a Casa Branca. De acordo com …

Costa ligou a Lagarde para garantir que vai cumprir compromissos com Novo Banco

O primeiro-ministro ligou, esta quinta-feira, à presidente do Banco Central Europeu (BCE) para assegurar que o Governo cumprirá os compromissos assumidos no quadro da venda do Novo Banco. "Portugal é um Estado de direito que cumpre …