Em 15 anos, Marte nunca esteve tão brilhante e tão perto da Terra

Marte vai brilhar mais intensamente no céu noturno nas próximas seis semanas do que brilhou nos últimos 15 anos. O planeta vermelho estará assim no ponto mais próximo da Terra desde 2003, durante de junho e julho, quando o nosso planeta passar entre Marte e o Sol.

No dia 31 de julho, quando Marte estiver no auge do seu brilho, encontrar-se-á a 35,8 milhões de quilómetros da Terra, de acordo com o The Weather Channel.

Assim, o planeta ficará facilmente visível a olho nu ao longo do mês de julho, superando todas as estrelas mais brilhantes à medida que se aproxima do ponto mais próximo da Terra.

Este fenómeno – chamado de oposição periélica – ocorre quando a Terra passa diretamente entre Marte e o Sol. No mês passado, Júpiter estava em oposição ao nosso planeta, balançando cerca de 409 milhões de quilómetros da Terra.

A oposição de Marte acontece a cada dois anos, tendo o último sido registado em maio de 2016. No entanto, o fenómeno deste ano é especial pois, a algumas semanas da oposição, o planeta vermelho também atingirá o ponto mais próximo do Sol na sua órbita – periélio é o nome atribuído a este ponto.

De acordo com a NASA, a oposição periquélica ocorre apenas uma vez a cada 15 ou 17 anos, quando as órbitas da Terra e de Marte se alinham, tornando-os mais próximos.

No entanto, e apesar de Marte parecer muito brilhante e bonito a partir dos nossos quintais, a realidade do planeta é muito menos amigável. Atualmente, uma tempestade de areia está a assolar o planeta, cobrindo cerca de 10 mil milhões de acres da superfície do planeta vermelho.

“É uma das mais intensas tempesteadas já observadas no planeta vermelho”, disse a NASA num comunicado de imprensa.

A NASA colocou o rover Opportunity – que é movido a luz solar – em modo de suspensão para enfrentar a tempestade mas, ainda não é certo que o dispositivo sobreviva após a tempestade. A imagem abaixo apresentada mostra uma série de imagens que a agência espacial simulou a partir do posicionamento do robô.

JPL Caltech/TAMUNASA

Prespetiva do robô Opportunity sobre a tempestade de areia que “apagou o sol”

Nestas imagens, são mostradas simulações de como parceria o sol e o céu a partir da superfície de Marte, na sua hora mais brilhante do dia, e à medida que a tempestade de areia piorava. Na simulação do extremo direito da imagem, o sol é totalmente apagado para o rover Opportunity.

O mais recente sonda da NASA, a Curiosity, funciona através de energia nuclear e está localizado numa área menos afetada pela tempestade de areia e, por isso, não parece ter sido tão afetado. Esta animação, também disponibilizada pela NASA, mostra a propagação da tempestade a partir do posicionamento de ambos os robôs.

Animation of a fierce dust storm is kicking up on Mars

O robô Opportunity encontra-se em Marte desde 2004. Inicialmente, foi concebido para durar apenas 3 meses, mas continuou a operar durante quase 15 anos.

PARTILHAR

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …