Com mandato de quatro anos cumprido, Paulo Macedo quer continuar à frente da CGD

António Cotrim / Lusa

Paulo Macedo, presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos

O gestor Paulo Macedo cumpre esta segunda-feira o quarto aniversário como presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD), tendo já ultrapassado a data do primeiro mandato, disponibilizando-se ainda para continuar à frente do banco público.

No dia 05 de novembro, aquando da apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2020 (lucros de 392 milhões de euros), Paulo Macedo afirmou a sua disponibilidade para continuar à frente do banco público, considerando que “há muito trabalho a fazer na Caixa” até 2024, noticiou a agência Lusa.

Questionado, então, acerca de quais os desafios que o levam a querer continuar à frente da Caixa, Paulo Macedo referiu que “há uma enormidade de coisas para fazer face aos desafios da banca”.

“Temos um setor que terá receitas estagnadas, designadamente em Portugal, onde as margens estão a cair e as comissões não se prevê que possam subir”, e onde “as pessoas querem ir cada vez menos às agências e querem ter a comodidade de fazer todas as operações à distância”, indicou.

O gestor apontou ainda a consolidação na banca a nível europeu como um desafio, considerando que “não só há uma vontade das autoridades europeias de haver consolidação, como há uma procura de sinergias e menores custos”.

“Isto leva a aparecer, como está aqui previsto na Ibéria, bancos de muito maior dimensão. Alteram equilíbrios e também fazem com que determinado tipo de escala tenha determinadas vantagens competitivas que outros bancos sem esse tipo de escala não podem ter”, declarou.

O mandato de Paulo Macedo à frente da CGD, cujo acionista único é o Estado português, corresponde ao triénio 2017-2020.

Questionado pela Lusa, o Ministério das Finanças afirmou que “a nova administração para o mandato 2021-2024 deverá ser designada este ano, na assembleia-geral anual que se realiza, habitualmente, em maio”.

Na quinta-feira, a CGD anunciou, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a alteração do seu modelo de governação, que implica a substituição do Conselho Fiscal por uma Comissão de Auditoria.

O banco público explicou, no comunicado, que “a deliberação produz efeitos com a designação dos membros do Conselho de Administração para o mandato 2021-2024 e após obtida a autorização prévia do Banco de Portugal”.

O ECO já noticiou que a mudança poderá ocorrer também na sequência da alteração dos estatutos, que poderá levar a uma redução no número de administradores do banco público. Sobre a revisão dos estatutos o Ministério das Finanças afirmou à Lusa que “não se pronuncia no decorrer do processo”.

Paulo Macedo sucedeu a António Domingues como presidente executivo da CGD, após uma polémica em redor da publicação da declaração de rendimentos do antigo responsável pelo banco público. Esta registou lucros de 392 milhões de euros até ao final do terceiro trimestre de 2020.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mais um com lugar cativo, a vitoria esta certa…pensao vem a caminho…

    Banco chega milhoes do emigrantes e empresas, facil de gerir quem tem meia-testa…pagam extras…e mais uns premios… e algum pela porta do cavalo lusitano…

    Realmente vida dura…

RESPONDER

Pessoas a explorar o mapa 3D mais detalhado do Universo com realidade virtual

Google Earth do Espaço. Já é possível navegar pelo mapa mais detalhado do Universo

Investigadores da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, lançaram este mês um software de código aberto que permite visitas virtuais ao Espaço. O Virtual Reality Universe Project (VIRUP) utiliza o maior conjunto de dados do …

Otamendi e Vertonghen disputam a bola com Lewandowski

Benfica 0-4 Bayern | Primeiro a ilusão, depois o rolo bávaro

A ilusão durou 70 minutos. Ao longo de toda a partida, o Bayern foi melhor, criou inúmeros lances de golo, viu dois anulados, acertou no ferro, Vlachodimos fez defesas importantes, mas o Benfica deu luta, …

China quer punir pais de crianças mal-educadas

O regime chinês está a analisar um projeto de lei que prevê que os pais possam ser punidos se os seus filhos exibirem um mau comportamento ou cometerem crimes. De acordo com a agência Reuters, o …

Rui Moreira com Francisco Rodrigues dos Santos e Carlos Moedas

Rui Moreira promete manter a "identidade do Porto" e concluir os projetos que a pandemia atrasou

O presidente da Câmara Municipal do Porto tomou posse, esta quarta-feira, e comprometeu-se a "tudo fazer" para manter a identidade do Porto e a concluir os projetos que a pandemia atrasou. "Quero concluir os projetos que …

Já há um medicamento para tratar a covid-19 em casa (e vários países assinaram acordos de compra)

Países asiáticos já estão na luta pelo novo comprimido antiviral, cujo uso ainda nem sequer foi autorizado, contra a covid-19. Países da região asiática estão já a fazer encomendas da mais recente arma contra a covid-19: …

A Facebook vai implementar uma nova estratégia e o nome vai ser das primeiras coisas a mudar

As últimas semanas têm sido tumultuosas para a empresa de Mark Zuckerberg, que se viu confrontada com os testemunhos de antigos trabalhadores no Senado norte-americano. As notícias da última semana que resultaram do testemunho, no Senado …

Cadetes da Escola Naval investigados por alegados comportamentos abusivos

A Marinha está a investigar uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos entre cadetes da Escola Naval. "A Marinha informa que hoje, 19 de outubro, teve conhecimento de uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos praticados entre cadetes …

Índia. "Montanha de lixo" que garante sobrevivência de pobres será substituída por estação de tratamento

As "montanhas de lixo" das cidades da Índia em breve serão substituídas por estações de tratamento de detritos. A maior de todas — equivalente a um prédio de 18 andares — garante a sobrevivência de …

Candidatura de Nuno Melo acusa direção de não facultar cadernos eleitorais e de sanear senadores

A candidatura de Nuno Melo à liderança do CDS-PP acusou, esta quarta-feira, os opositores de não facultarem os cadernos eleitorais nem possibilitarem a fiscalização da eleição de delegados ao congresso, apontando também a substituição de …

Bolsonaro acusado de nove crimes pela comissão de inquérito sobre gestão da pandemia

O relatório apresentado, esta quarta-feira, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado brasileiro pede o indiciamento do Presidente por nove crimes durante a pandemia de covid-19. No texto, com mais de 1200 páginas, pede-se que …