A maioria dos imperadores de Roma morreu de forma violenta no início do seu reinado

Governar Roma era arriscado, sendo mais provável que um gladiador sobrevivesse à luta do que um imperador romano morrer pacificamente de velhice e por causas naturais.

De acordo com um artigo publicado na Palgrave Communications, citado pelo NewsWeek,  o primeiro ano de Governo era o mais mortal, com o risco de os imperadores terem uma uma morte violenta a diminuir nos sete anos seguintes.

O autor do artigo, Joseph Saleh, chegou a essa conclusão utilizando as regras da engenharia para calcular um “tempo de morte violenta” para os governantes do Império Romano unificado (entre 31 aC e 395 dC) da mesma maneira que um “tempo para falhar” pode ser calculado para uma peça de engenharia.



A expectativa de vida de um imperador romano era curta: 43 dos 69 imperadores romanos (62%) morreram violentamente, por assassinato, suicídio ou em batalha.

Como explicou Joseph Saleh, “as hipóteses de sobrevivência de um imperador romano eram aproximadamente equivalentes a jogar a roleta russa com um revólver de seis câmaras, no qual o participante coloca não apenas uma, mas quatro balas, gira o cilindro para tornar aleatório o resultado, e prime o gatilho com o focinho contra a cabeça”.

A maior parte dos imperadores que não morreram de causas naturais foram assassinados (79%), enquanto enfrentar um inimigo em combate causou 12% das mortes violentas e o suicídio os outros 9%.

Joseph Saleh, um engenheiro aeroespacial do Instituto de Tecnologia da Geórgia, decidiu analisar se havia algum padrão comum associado à morte de cada um dos imperadores romanos, com os dados a sugerirem que sim.

Excavation Committee of the Ancient City of Laodicea

Os modelos estatísticos mostram um padrão no período de tempo desde o início até o final de reinado (ou morte) “semelhante ao de uma série de itens de engenharia mecânica e componentes eletrónicos”.

“Na engenharia, a fiabilidade de um componente ou processo é definida como a probabilidade de que este ainda esteja operacional num determinado momento. O tempo que leva para um componente ou processo falhar é chamado de tempo até a falha e isso mostra semelhanças com a hora da morte violenta dos imperadores romanos”, esclareceu.

Contudo, existem alguns problemas com o uso de dados históricos, que podem ser tendenciosos e imprecisos. Além disso, no estudo, a morte dos imperadores que tiveram fins indeterminados foi classificado como natural. Apesar dessas limitações, o engenheiro descobriu uma curva semelhante a uma banheira, que imita um padrão frequentemente visto em componentes elétricos.

O modelo mostra que o risco de morte violenta foi maior durante o primeiro ano do reinado de um imperador. Da mesma forma, os componentes de engenharia geralmente falham no início. Embora possam existir fatores específicos envolvidos na morte de qualquer imperador, Saleh acredita que essas mortes precoces (e violentas) podem ser generalizadas como um fracasso em atender às demandas do cargo.

O risco de encontrar uma morte violenta estabiliza quando o reinado se aproxima dos oito anos, antes de aumentar novamente por volta do 12.º ano. Saleh atribui essa mudança à “mortalidade por desgaste”, que pode ocorrer porque os antigos inimigos tiveram tempo de reagrupar. Mas tudo se resume a fadiga, corrosão ou desgaste – algo que também se aplica aos componentes elétricos.

“É interessante que um processo aparentemente aleatório, tão pouco convencional e perigoso quanto a morte violenta de um imperador romano pareça ter uma estrutura sistemática notavelmente bem capturada por um modelo estatístico amplamente usado em engenharia”, disse Saleh.

E acrescentou: “Embora possam aparecer como eventos aleatórios quando considerados singularmente, esses resultados indicam que pode ter havido processos subjacentes que governam o comprimento de cada regra até a morte”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Será que aqui é correto o emprego da palavra “reinado”? Estamos na presença de um império e não de um reino. Fica a dúvida para alguém mais esclarecido.

    • rei·na·do
      substantivo masculino
      1. Governo de um soberano.
      2. [Por extensão] Soberania.
      3. [Figurado] Período de tempo em que alguém exerce poder ou preponderância.
      4. Império; domínio; predomínio.
      reinado“, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

RESPONDER

"Juneteenth". Novo feriado americano comemora o fim da escravatura

Este sábado comemora-se o mais recente feriado nacional a ser instituído nos Estados Unidos da América. É o chamado Juneteenth, um termo que funde as palavras "june" (junho) e "nineteenth" (dezanove), e representa a data …

Chef Enrico Derflingher trabalhou em Buckingham e na Casa Branca (e revela as preferências da rainha e de Bush)

O chef Enrico Derflingher já alimentou algumas das figuras mais poderosas do mundo. Do Palácio de Buckingham à Casa Branca, o chef italiano sabe melhor do que ninguém quais são as preferências culinárias de Isabel …

Maiores de 35 anos vão poder agendar toma da vacina na segunda-feira

As pessoas com 35 ou mais anos vão poder agendar a toma da vacina contra a covid-19 na próxima segunda-feira. A informação foi confirmada ao Público por fonte da task force. A mesma fonte não adiantou …

Portugal vs Alemanha em direto: Jota reduz para Portugal

A seleção portuguesa de futebol pode garantir hoje o apuramento para os oitavos de final do Euro2020, mas terá de vencer a poderosa Alemanha, ainda à procura dos primeiros pontos no Grupo F. O jogo …

Braga faz testes gratuitos a quem trabalhou em Lisboa

As autoridades de Braga estão a proporcionar testes gratuitos de despistagem da covid-19 a trabalhadores do concelho que tenham estado a trabalhar na Área Metropolitana de Lisboa, indicaram hoje os promotores da iniciativa. Os testes realizam-se …

Botswana descobre diamante que pode ser o terceiro maior do mundo

A empresa de diamantes Debswana, que se situa no Botswana, anunciou a descoberta de uma pedra de 1.098 quilates que descreveu como a terceira maior do seu tipo em todo o mundo. Contudo, ainda é …

Hungria 1-1 França | Magiares travam campeões do Mundo

A Hungria empatou hoje 1-1 com a França, em encontro da segunda jornada do grupo F do Euro2020 de futebol em que travou a campeã mundial, algo desinspirada no ataque, graças a uma atuação organizada …

Governo diz que limites à circulação na AML está protegida por Lei de Bases

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde afirmou hoje que a medida que impõe limites à circulação na Área Metropolitana de Lisboa (AML) está “bem protegida e consolidada” naquilo que é a Lei de …

Cidade australiana está coberta de teias de aranha. Fenómeno tem explicação

Uma região australiana está a ser inundada por teias de aranha, após se deparar com severas inundações que obrigaram os habitantes - e os aracnídeos - a procurar terras mais secas para se estabelecerem. A região …

Governo decide que mortes sob custódia policial passam a ter autópsia obrigatória

Decreto-lei de 16 de junho frisa a necessidade de haver sempre autópsia quando há mortes sob custódia ou em sequência de intervenções policiais e militares. O decreto formaliza "uma prática própria de um Estado democrático", diz …