Maiores gorilas do mundo estão a um passo da extinção

henrikpalm / Flickr

Gorilla Beringei, o Goila da Montanha

Gorilla Beringei, o Gorila da Montanha

Os maiores gorilas do mundo encontram-se à beira da extinção devido a um aumento da caça ilegal na República Democrática do Congo (RDC), anunciaram hoje as autoridades.

Quando restam apenas 5 mil exemplares de Gorilas do Oriente (Gorilla Beringei) à face da Terra, a majestosa espécie enfrenta agora o risco de desaparecer totalmente, indicaram responsáveis numa conferência mundial da União Internacional para Conservação da Natureza, em Honolulu.

Quatro em seis dos maiores símios do planeta estão em grave perigo, “a apenas um passo da extinção”, incluindo o Gorila do Oriente, o Gorila do Ocidente, o Orangotango do Bornéu e o Orangotango de Sumatra, segundo a mais recente atualização da Lista Vermelha da IUCN, o maior inventário mundial de espécies animais e vegetais.

Os Chimpanzés e os Bonobos constam da lista como “em perigo”.

“Ver o Gorila do Oriente – um dos nossos primos mais próximos – a avançar para a extinção é verdadeiramente perturbador”, disse a diretora-geral da IUCN, Inger Andersen.

A guerra, a caça e a perda de terra para os refugiados nos últimos 20 anos levaram a um “devastador decréscimo da população de mais de 70%” no caso do Gorila do Oriente, revela o relatório da IUCN.

Uma das duas subespécies do Gorila do Oriente, conhecida como Gorila de Grauer, sofreu uma queda abrupta desde 1994, quando existiam 16900 exemplares, para apenas 3800 em 2015.

Embora matar estes primatas seja ilegal, a caça é a maior ameaça que pende sobre eles, de acordo com especialistas.

A segunda subespécie do Gorila do Oriente – o Gorila da Montanha – registou uma ligeira recuperação nos números da sua população e conta agora um total de 880 exemplares.

Na opinião de John Robinson, um primatologista e diretor do departamento de conservação da Sociedade de Conservação da Vida Selvagem, o genocídio do Ruanda desencadeou uma série de acontecimentos que tiveram também impacto nos gorilas.

“O genocídio empurrou muita gente para fora do Ruanda, muitos refugiados foram para o leste da RDC, para zonas relativamente não ocupadas por seres humanos”, explicou à agência de notícias francesa, AFP.

“Foi uma situação que, de repente, surgiu”, comentou.

Algumas pessoas caçavam gorilas para comer, enquanto atividades como exploração mineira e produção de carvão e o povoamento humano também violavam o habitat dos gorilas.

“As pessoas que se mudaram para essa parte da RDC viam os gorilas como uma iguaria”, disse Robinson. “É absurdo que estejamos a perder os nossos parentes mais próximos neste planeta”, acrescentou.

A atualização da Lista Vermelha da IUCN inclui 82.954 espécies, entre animais e vegetais, e quase um terço – 23928 – está ameaçado de extinção.

Há boas notícias para os pandas, cujo estatuto passou de “em perigo” para “vulnerável” devido a intensos esforços de conservação por parte da China.

O Antílope Tibetano (Pantholops Hodgsonii) também está em melhor situação, depois de a sua proteção ter ajudado a movê-lo de “em perigo” para “quase ameaçado”, após um período de caça estimulado pela comercialização da sua valiosa segunda camada de pelo ou ‘shahtoosh’, usada para fazer casacos.

Mas a situação piorou noutros casos, como o da Zebra da Planície (Equus Quagga), cada vez mais caçada pela sua carne e pela sua pele, que passou de uma espécie que despertava “menos preocupação” para “quase ameaçada”.

A população de zebras sofreu uma redução de 24% nos últimos 14 anos, de cerca de 660 mil para o atual número estimado de pouco mais de 500 mil animais”, disse a IUCN.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …

Afinal, os deuses da Antiguidade eram às cores (e já as podemos ver)

https://vimeo.com/379277357 Nos nossos livros da escola e em museus de todo o mundo, as obras de arte da antiga Grécia e Roma não têm cores: são simples, puro e branco mármore. Mas será este apenas um mito? …

A sede do petróleo está a levar os povos indígenas do Equador à extinção

Os povos indígenas do Equador estão sob ameaça dos interesses do território em que habitam. Quase metade das reservas equatorianas de petróleo estão debaixo do Parque Nacional Yasuní. Os interesses dos políticos e dos grandes magnatas …

"Lesmas-leopardo" acasalam da forma mais espantosamente bizarra (e ninguém sabe porquê)

As "lesmas-leopardo" têm talvez o acasalamento mais intrigante e espantoso de todo o reino animal. Os biólogos ainda não conseguiram decifrar porque razão estes moluscos acasalam desta forma. Na escuridão da noite, duas grandes "lesmas-leopardo" começam …