O maior reator de fusão nuclear do mundo é um puzzle gigante (e já começou a ser montado)

Catorze anos após receber aval, cientistas começaram a montar uma máquina gigante no sul de França, projetada para demonstrar que a fusão nuclear, o processo que alimenta o Sol, pode ser uma fonte de energia viável e segura na Terra.

A inovadora experiência multinacional, conhecida como Reator Experimental Termonuclear Internacional (ITER), tem recebido componentes, que chegarem à pequena cidade de Saint-Paul-les-Durance a partir de locais de produção em todo o mundo nos últimos meses.

Agora, de acordo com a Agência France-Press, os componentes vão ser cuidadosamente reunidos para completar o que é descrito pelo ITER como o “maior puzzle do mundo”.

Cerca de 2.300 pessoas estão a trabalhar no local para montar a enorme máquina.

“Construir a máquina peça por peça será como montar um quebra-cabeça tridimensional numa intrincada linha do tempo”, disse o diretor geral do ITER, Bernard Bigot. “Todos os aspetos da gestão de projetos, engenharia de sistemas, gestão de riscos e logística da montagem da máquina devem funcionar em conjunto com a precisão de um relógio suíço. Temos um roteiro complicado a seguir nos próximos anos”.

O projeto ITER foi lançado em 2006 por 35 países, incluindo os Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha, Suíça, índia, Japão, Coreia do Sul e os 27 estados-membros da União Europeia.

O objetivo da central experimental é demonstrar que o poder de fusão pode ser gerado de forma sustentável e segura em escala comercial, com as experiências iniciais programadas para começar em dezembro de 2025.

A fusão alimenta o Sol e outras estrelas quando os núcleos atómicos da luz se fundem para formar núcleos mais pesados, libertando enormes quantidades de energia ao fazê-lo. O desafio é construir uma máquina que possa aproveitar essa energia que deve ser mantida no reservatório do reator e controlada por um campo magnético imensamente forte.

A tecnologia garante “energia limpa, sem carbono, segura e praticamente sem desperdício”, disse Emmanuel Macron, presidente francês, que há muito tempo defende a energia nuclear na luta global contra as mudanças climáticas causada pelos gases de efeito estufa produzidos pela queima de carvão, petróleo e gás natural.

A fusão é segura, com quantidades mínimas de combustível e sem possibilidade física de uma fuga acidental e colapso, como ocorre nas centrais nucleares tradicionais. Além disso, o combustível para a fusão e o lítio para ajudar a gerir a reação é encontrado no mar e é suficientemente abundante para abastecer a humanidade durante milhões de anos.

O reator de fusão nuclear “Tokamak” incluirá cerca de um milhão de componentes, como imensos supercondutores extremamente poderosos, tão altos como um prédio de quatro andares e cada um com 360 toneladas.

O reator deverá recriar os processos de fusão que ocorrem no coração das estrelas, a uma temperatura de cerca de 150 milhões de graus Celsius, 10 vezes mais quente do que o Sol.

O ITER deverá produzir cerca de 500 megawatts de energia térmica, equivalente a cerca de 200 megawatts de energia elétrica se operada continuamente, suficiente para abastecer cerca de 200 mil residências.

Se a tecnologia se mostrar viável, os futuros reatores de fusão poderão alimentar dois milhões de residências cada um a um custo operacional comparável ao dos reatores nucleares convencionais.

Por outro lado, estes “sóis artificiais” são criticados pelos ambientalistas como uma miragem científica incrivelmente cara.

O projeto ITER está atrasado cinco anos e o seu orçamento inicial triplicou para cerca de 20 mil milhões de euros.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ambientalistas criticam preço? Isto deve ser mas é um lobby da Chega. é uma vergonha!
    Entretanto a EDP e Galp devem estar a esconder dinheiro por baixo do carpete para mealhar o suficiente

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …