O maior reator de fusão nuclear do mundo é um puzzle gigante (e já começou a ser montado)

Catorze anos após receber aval, cientistas começaram a montar uma máquina gigante no sul de França, projetada para demonstrar que a fusão nuclear, o processo que alimenta o Sol, pode ser uma fonte de energia viável e segura na Terra.

A inovadora experiência multinacional, conhecida como Reator Experimental Termonuclear Internacional (ITER), tem recebido componentes, que chegarem à pequena cidade de Saint-Paul-les-Durance a partir de locais de produção em todo o mundo nos últimos meses.

Agora, de acordo com a Agência France-Press, os componentes vão ser cuidadosamente reunidos para completar o que é descrito pelo ITER como o “maior puzzle do mundo”.

Cerca de 2.300 pessoas estão a trabalhar no local para montar a enorme máquina.

“Construir a máquina peça por peça será como montar um quebra-cabeça tridimensional numa intrincada linha do tempo”, disse o diretor geral do ITER, Bernard Bigot. “Todos os aspetos da gestão de projetos, engenharia de sistemas, gestão de riscos e logística da montagem da máquina devem funcionar em conjunto com a precisão de um relógio suíço. Temos um roteiro complicado a seguir nos próximos anos”.

O projeto ITER foi lançado em 2006 por 35 países, incluindo os Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha, Suíça, índia, Japão, Coreia do Sul e os 27 estados-membros da União Europeia.

O objetivo da central experimental é demonstrar que o poder de fusão pode ser gerado de forma sustentável e segura em escala comercial, com as experiências iniciais programadas para começar em dezembro de 2025.

A fusão alimenta o Sol e outras estrelas quando os núcleos atómicos da luz se fundem para formar núcleos mais pesados, libertando enormes quantidades de energia ao fazê-lo. O desafio é construir uma máquina que possa aproveitar essa energia que deve ser mantida no reservatório do reator e controlada por um campo magnético imensamente forte.

A tecnologia garante “energia limpa, sem carbono, segura e praticamente sem desperdício”, disse Emmanuel Macron, presidente francês, que há muito tempo defende a energia nuclear na luta global contra as mudanças climáticas causada pelos gases de efeito estufa produzidos pela queima de carvão, petróleo e gás natural.

A fusão é segura, com quantidades mínimas de combustível e sem possibilidade física de uma fuga acidental e colapso, como ocorre nas centrais nucleares tradicionais. Além disso, o combustível para a fusão e o lítio para ajudar a gerir a reação é encontrado no mar e é suficientemente abundante para abastecer a humanidade durante milhões de anos.

O reator de fusão nuclear “Tokamak” incluirá cerca de um milhão de componentes, como imensos supercondutores extremamente poderosos, tão altos como um prédio de quatro andares e cada um com 360 toneladas.

O reator deverá recriar os processos de fusão que ocorrem no coração das estrelas, a uma temperatura de cerca de 150 milhões de graus Celsius, 10 vezes mais quente do que o Sol.

O ITER deverá produzir cerca de 500 megawatts de energia térmica, equivalente a cerca de 200 megawatts de energia elétrica se operada continuamente, suficiente para abastecer cerca de 200 mil residências.

Se a tecnologia se mostrar viável, os futuros reatores de fusão poderão alimentar dois milhões de residências cada um a um custo operacional comparável ao dos reatores nucleares convencionais.

Por outro lado, estes “sóis artificiais” são criticados pelos ambientalistas como uma miragem científica incrivelmente cara.

O projeto ITER está atrasado cinco anos e o seu orçamento inicial triplicou para cerca de 20 mil milhões de euros.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ambientalistas criticam preço? Isto deve ser mas é um lobby da Chega. é uma vergonha!
    Entretanto a EDP e Galp devem estar a esconder dinheiro por baixo do carpete para mealhar o suficiente

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …