O maior reator de fusão nuclear do mundo é um puzzle gigante (e já começou a ser montado)

Catorze anos após receber aval, cientistas começaram a montar uma máquina gigante no sul de França, projetada para demonstrar que a fusão nuclear, o processo que alimenta o Sol, pode ser uma fonte de energia viável e segura na Terra.

A inovadora experiência multinacional, conhecida como Reator Experimental Termonuclear Internacional (ITER), tem recebido componentes, que chegarem à pequena cidade de Saint-Paul-les-Durance a partir de locais de produção em todo o mundo nos últimos meses.

Agora, de acordo com a Agência France-Press, os componentes vão ser cuidadosamente reunidos para completar o que é descrito pelo ITER como o “maior puzzle do mundo”.

Cerca de 2.300 pessoas estão a trabalhar no local para montar a enorme máquina.

“Construir a máquina peça por peça será como montar um quebra-cabeça tridimensional numa intrincada linha do tempo”, disse o diretor geral do ITER, Bernard Bigot. “Todos os aspetos da gestão de projetos, engenharia de sistemas, gestão de riscos e logística da montagem da máquina devem funcionar em conjunto com a precisão de um relógio suíço. Temos um roteiro complicado a seguir nos próximos anos”.

O projeto ITER foi lançado em 2006 por 35 países, incluindo os Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha, Suíça, índia, Japão, Coreia do Sul e os 27 estados-membros da União Europeia.

O objetivo da central experimental é demonstrar que o poder de fusão pode ser gerado de forma sustentável e segura em escala comercial, com as experiências iniciais programadas para começar em dezembro de 2025.

A fusão alimenta o Sol e outras estrelas quando os núcleos atómicos da luz se fundem para formar núcleos mais pesados, libertando enormes quantidades de energia ao fazê-lo. O desafio é construir uma máquina que possa aproveitar essa energia que deve ser mantida no reservatório do reator e controlada por um campo magnético imensamente forte.

A tecnologia garante “energia limpa, sem carbono, segura e praticamente sem desperdício”, disse Emmanuel Macron, presidente francês, que há muito tempo defende a energia nuclear na luta global contra as mudanças climáticas causada pelos gases de efeito estufa produzidos pela queima de carvão, petróleo e gás natural.

A fusão é segura, com quantidades mínimas de combustível e sem possibilidade física de uma fuga acidental e colapso, como ocorre nas centrais nucleares tradicionais. Além disso, o combustível para a fusão e o lítio para ajudar a gerir a reação é encontrado no mar e é suficientemente abundante para abastecer a humanidade durante milhões de anos.

O reator de fusão nuclear “Tokamak” incluirá cerca de um milhão de componentes, como imensos supercondutores extremamente poderosos, tão altos como um prédio de quatro andares e cada um com 360 toneladas.

O reator deverá recriar os processos de fusão que ocorrem no coração das estrelas, a uma temperatura de cerca de 150 milhões de graus Celsius, 10 vezes mais quente do que o Sol.

O ITER deverá produzir cerca de 500 megawatts de energia térmica, equivalente a cerca de 200 megawatts de energia elétrica se operada continuamente, suficiente para abastecer cerca de 200 mil residências.

Se a tecnologia se mostrar viável, os futuros reatores de fusão poderão alimentar dois milhões de residências cada um a um custo operacional comparável ao dos reatores nucleares convencionais.

Por outro lado, estes “sóis artificiais” são criticados pelos ambientalistas como uma miragem científica incrivelmente cara.

O projeto ITER está atrasado cinco anos e o seu orçamento inicial triplicou para cerca de 20 mil milhões de euros.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ambientalistas criticam preço? Isto deve ser mas é um lobby da Chega. é uma vergonha!
    Entretanto a EDP e Galp devem estar a esconder dinheiro por baixo do carpete para mealhar o suficiente

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …