Mágico indiano morre afogado ao tentar recriar truque de Houdini

A polícia indiana recuperou o corpo do mágico Chanchal Lahiri, que se afogou no rio Hooghly, em Bengala Ocidental, no domingo, quando tentava recriar um dos famosos truques do húngaro-americano Harry Houdini.

Segundo noticiou o Guardian na segunda-feira, Chanchal Lahiri, de 42 anos, conhecido por Mandrake, desapareceu depois de ser transportado para a parte mais ampla do rio, por volta do meio-dia. O mágico encontrava-se dentro de uma pequena jaula, fechado com cadeado. Estava vedado, com os braços e as pernas amarrados e o corpo enrolado numa corrente. O objetivo era conseguir soltar-se e nadar até à margem.

As autoridades foram alertadas quando os espetadores se aperceberam que o mágico não tinha regressado à superfície, tendo sido iniciadas operações de busca, com a participação de uma equipa de mergulhadores. O corpo acabou por ser encontrado a cerca de um quilómetro do local onde tentou o truque, com os membros ainda amarrados.

Jayanta Shaw, fotojornalista de um jornal local que assistiu ao truque, explicou à BBC, que falou com Chanchal Lahiri antes de o mágico mergulhar no rio. “Perguntei-lhe porque é que ele arriscava a vida pela magia”, ao que o mesmo respondeu: “Se o fizer bem, é magia. Se cometer um erro, torna-se uma tragédia”.

Há mais de 20 anos, o mágico tinha feito um truque no mesmo rio, tendo conseguido escapar do interior de uma estrutura de vidro que estava debaixo de água.

Sumit Kharbanda, presidente da Irmandade Indiana de Mágicos em Deli, disse que Mandrake realizou o mesmo truque com sucesso pelo menos uma dúzia de vezes antes. “Ele costumava praticar em piscinas e rios”, contou.

“Toda a magia tem que ser perfeita e é preciso mesmo muita prática, porque as coisas podem dar errado. Este foi um desempenho muito perigoso. Não sei se foi um problema respiratório ou simplesmente não conseguiu desfazer as fechaduras”, acrescentou.

Entre os vários truques perigosos que consagraram o húngaro-americano Harry Houdini como um dos mais famosos mágicos da História, esteve a ocasião, em junho de 1912, em que foi colocado com mãos e pés algemados dentro de um caixão, amarrado e preso a 90 quilogramas de chumbo, e atirado ao East River, em Nova Iorque. Subiu à tona 57 segundos depois. Quando o caixão foi içado, estava intacto, com as algemas dentro.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Depois de um conselho nacional tenso, líder do CDS reúne-se com a bancada parlamentar

O líder do CDS vai reunir-se, esta quinta-feira, com os cinco deputados centristas para dialogarem sobre a articulação entre a direção e a bancada parlamentar. Tal como recorda o jornal Público, esta reunião de trabalho acontece depois …

Enquanto Flamengo afasta regresso de Jorge Jesus, o "Galo" vem ao ataque

O treinador benfiquista afasta o cenário de uma saída precoce do Estádio da Luz. O Flamengo rejeita o regresso de Jorge Jesus, enquanto o Atlético Mineiro manifesta o seu interesse. Jorge Jesus foi categórico: "Não vou …

"Ihor gritava como um cão atropelado". Seguranças contam nova versão em tribunal

O segurança Manuel Correia testemunhou esta quarta-feira que “ouviu gritos” de Ihor Homeniuk vindos de uma sala do SEF no aeroporto de Lisboa e que encontrou um dos inspetores com um pé em cima da …

Dos pés de Cancelo para a cabeça de Bernardo Silva. City ganha na Champions com um golo 100% português

Os internacionais portugueses João Cancelo e Bernardo Silva foram fundamentais para a vitória do Manchester City sobre o Borussia Monchengladbach (2-0), na primeira mão dos oitavos da Liga dos Campeões, com ação direta nos dois …

"População não interiorizou a gravidade da situação". Depois de Siza, Cabrita aponta o dedo aos portugueses

Num relatório sobre a aplicação do decreto do estado de emergência na segunda quinzena de janeiro, Eduardo Cabrita justifica o fecho das escolas e o fim das vendas ao postigo, culpando a população pelas decisões …

Esta época há menos 500 clubes. "É o drama absoluto", diz presidente da FPF

Esta época há menos 500 clubes em comparação com a temporada transata. O presidente da FPF, Fernando Gomes, classifica a situação de "drama absoluto". A pandemia de covid-19 e a consequente interrupção das competições foi um …

Psicólogos no recrutamento e mudanças na formação. IGAI quer acabar com discriminação na polícia

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) quer envolver psicólogos no processo de recrutamento de novos polícias e rever os currículos de formação para acabar com práticas discriminatórias nas forças de segurança. As alterações no processo de …

Coleção de joias da era Viking é encontrada na Ilha de Man. É "excecionalmente rara"

Uma coleção de joias da era Viking foi encontrada na Ilha de Man, entre Inglaterra e a Irlanda, em novembro de 2020 e foi agora classificada como tesouro. Os especialistas acreditam que os artefactos, descobertos …

“As brasileiras são mercadoria". Professor da UP suspenso por comentários machistas e xenófobos nas aulas

Após uma denúncia que reuniu assinaturas de mais de uma centena de alunas, o professor auxiliar Pedro Cosme da Costa Vieira foi suspenso pelo período máximo de 90 dias, da Faculdade de Economia da Universidade …

Houve buzinão na Luz (mas sem "carinho"). Jesus culpa covid-19 pela crise do Benfica

Algumas dezenas de adeptos protestaram junto ao Estádio da Luz com um buzinão, entre gritos de "Rua Vieira" devido aos maus resultados do Benfica. Antes disso, Jorge Jesus tinha apelado a um "buzinão de carinho" …