Macron convoca reforços após novos confrontos de coletes amarelos

Etienne Laurent / EPA

A nova manifestação de “coletes amarelos”, no sábado, registou distúrbios violentos na capital francesa. Como resposta, o presidente francês Emmanuel Macron convocou um reforço das forças de segurança.

O dia de sábado marcou mais um protesto dos “coletes amarelos”, que ficou marcado pela violência. Mais de 14 mil pessoas saíram às ruas de França e mais de cem pessoas foram detidas em Paris. O Governo francês criticou os acontecimentos e condenou o uso excessivo e “inaceitável” da violência.

A polícia francesa não conseguiu controlar os protestos deste fim-de-semana e, por isso mesmo, Macron irá reforçar as forças de segurança. Também o primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, prometeu anunciar medidas para evitar que casos como o deste sábado se voltem a repetir.

A Rádio Renascença relata que a polícia estaria preparada para o aumento da violência, mas que a sua resposta às ocorrências, segundo um dos agentes de segurança, acabou por se revelar “um fracasso“.

O secretário de Estado do interior manifestou também a sua preocupação com o assunto, dizendo que a polícia estava “menos reativa“, comparativamente a manifestações anteriores. Além disso, estavam reticentes em relação ao uso de balas de borracha, devido aos vários ferimentos nos últimos protestos.

Segundo a RR, no mês passado, o parlamento francês aprovou um projeto-lei, apoiado pelo Governo de Macron, para impedir um aumento da violência nos protestos. Contudo, segundo a Associated Press, a lei ainda não entrou em vigor.

Em mais uma vaga de manifestações contra o presidente Emmanuel Macron, lojas foram pilhadas e incendiadas no centro de Paris, lançando o pânico nas ruas. A polícia respondeu aos confrontos com gás lacrimogéneo e canhões de água.

De acordo com o Público, pelo menos cinco mil agentes da polícia foram mobilizados para a zona dos Campos Elísios, onde grupos extremistas se terão infiltrado no protesto dos “coletes amarelos”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Marquês. Ministério Público pede alargamento do prazo previsto na lei para recorrer

Depois da decisão instrutória tomada pelo juiz Ivo Rosa, os procuradores Rosário Teixeira e Vítor Pinto já entregaram um requerimento a pedir 120 dias para o recurso. O alargamento do prazo passaria assim a ser …

Duas mortes e 271 infetados em 24 horas. Rt continua a subir em Portugal

O boletim da DGS desta segunda-feira dá conta de mais 271 novos casos. Registaram-se ainda mais duas mortes por covid-19. Segundo a DGS existem 25.784 casos ativos, menos 176 do que na véspera, e há mais …

Maioria dos pobres em Portugal trabalha (os "três D" da pobreza e 4 perfis que são uma "supresa")

Um quinto da população portuguesa é pobre e a maior parte das pessoas em situação de pobreza trabalha, mantendo vínculos laborais sem termo. As conclusões são de um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos …

Guillermo Lasso declara-se vencedor das eleições presidenciais no Equador

Guillermo Lasso declarou-se vencedor da segunda e última volta das eleições presidenciais no Equador, numa altura em que foram contabilizados 96,94% dos votos, que lhe deram uma diferença de 5,04 pontos percentuais sobre o socialista …

Número de nascimentos no primeiro trimestre de 2021 regista valor mais baixo desde 2015

No primeiro trimestre de 2021, nasceram em Portugal cerca de 18.200 bebés, o número mais baixo dos últimos sete anos para igual período. Cerca de 18.200 bebés nasceram em Portugal no primeiro trimestre de 2021, o …

Escolhas "unilaterais" agitam PSD. Castelo Branco acusa direção nacional de desrespeitar estatutos

A concelhia do PSD de Castelo Branco acusou esta segunda-feira a direção nacional do partido de desrespeitar os estatutos, ao escolher “unilateralmente e discricionariamente” o nome de João Belém para candidato àquele município, contra a …

Ivo Rosa indigna colegas ao revogar decisões tomadas por tribunais superiores

Ivo Rosa, juiz de instrução da Operação Marquês, revogou decisões tomadas por tribunais superiores, o que resultou numa onda de indignação dos seus colegas e do Conselho Superior da Magistratura. Na decisão que deixou cair 25 …

Marques Mendes diz que Ivo Rosa "é um perigo à solta". Governo deve avançar para confinamentos locais

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes teceu duras críticas à decisão do juiz de instrução Ivo Rosa, no âmbito da Operação Marquês. Sobre a atual situação epidemiológica, o antigo líder do …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Líder da CSU quer cadeira de Merkel (e vai disputar corrida com líder da CDU)

Se a aliança democrata-cristã CDU/CSU vencer nas eleições legislativas de setembro, o próximo chanceler alemão será um homem: o líder da CDU Armin Laschet ou o homólogo da CSU, Markus Soeder. O líder da CSU, Markus …