Um golpe de má sorte pode ter ditado a extinção dos Neandertais

Afinal, pode não ter sido culpa nossa. Uma investigação recente sobre o desaparecimentos dos neandertais sugere que, em vez de terem sido superados pelo Homo sapiens, os nossos ancestrais podem ter sido extintos por azar.

A população neandertal era tão pequena na altura em que os humanos modernos chegaram à Europa e ao Oriente Próximo que a endogamia e as flutuações naturais nas taxas de natalidade, nas taxas de mortalidade e nas relações sexuais poderiam ter resultado na sua extinção.

Os paleoantropólogos sugerem que os neandertais desapareceram há 40.000 anos, quase ao mesmo tempo em que humanos anatomicamente modernos começaram a migrar para o Oriente Próximo e para a Europa. No entanto, o papel que os humanos modernos tiveram na extinção dos neandertais é discutido.

Neste estudo, os cientistas da Universidade Tecnológica de Eindhoven, na Holanda, liderados pela líder da investigação Krist Vaesen, usaram modelos populacionais para explorar se as populações neandertais poderiam ter desaparecido sem fatores externos, como a competição dos seres humanos modernos.

Os autores utilizaram dados de populações existentes de caçadores-coletores como parâmetros e desenvolveram modelos populacionais para populações neandertais simuladas de vários tamanhos iniciais (50, 100, 500, 1.000 ou 5.000 indivíduos).

De seguida, relata o Europa Press, os investigadores simularam para cada uma das suas populações modelo os efeitos da consanguinidade, os efeitos de Allee (onde o tamanho reduzido da população afeta negativamente a aptidão física dos indivíduos) e as flutuações demográficas aleatórias anuais em nascimentos, mortes e proporção de sexos, para ver se estes fatores poderiam ter causado um evento de extinção.

Os resultados mostraram que é improvável que a consanguinidade, por si só, tenha levado à extinção.

Já os efeitos de Allee relacionados à reprodução, nos quais 25% ou menos das fêmeas neandertais deram à luz num determinado ano (como é comum em caçadores-coletores existentes), poderiam ter causado a extinção em populações de até 1.000 indivíduos.

Juntamente com as flutuações demográficas, os efeitos Allee e a consanguinidade poderiam ter causado a extinção em todos os tamanhos populacionais modelados nos 10.000 anos atribuídos aos investigadores.

É necessário salvaguardar que estes modelos populacionais são limitados devido aos seus parâmetros, baseados em caçadores-coletores humanos modernos, além de excluírem  o impacto do efeito Allee nas taxas de sobrevivência.

Os cientistas admitem que também pode ter sido possível que os humanos modernos tenham impactado as populações neandertais de maneira a reforçar os efeitos da consanguinidade e do Allee. No entanto, essa sugestão não é refletida nos resultados desta investigação.

Os autores acrescentam que o estudo sugere que os neandertais não desapareceram por culpa dos seres humanos modernos. “O desaparecimento das espécies pode ser simplesmente devido a um golpe de má sorte demográfica“, rematam.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente estamos nós tbm a caminho da extinção, em grande medida por causa da diminuição da inteligência humana e de um crescente ego.

RESPONDER

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação, no âmbito do concurso externo imposto ao Estado pela União Europeia. Mais de 800 professores passaram a integrar os quadros do Ministério da Educação através …

Após saída do primeiro-ministro, Macron faz remodelação governamental e muda ministros-chave

O Presidente francês Emmanuel Macron aproveitou a mudança de primeiro-ministro para levar a cabo uma profunda remodelação do seu Governo. Anunciada na segunda-feira, a grande mudança é o novo ministro do Interior, Gérald Darmanin, até …

Marcelo promete ir todas as semanas ao Algarve para "puxar pelo turismo"

O Presidente da República disse esta segunda-feira, no Algarve, que é necessário “olhar para a frente e lutar” para o turismo na região superar as perdas causadas pela exclusão de Portugal do corredor aéreo com …

Portugal sabe a 27 de julho se entra nos corredores aéreos do Reino Unido

A reavaliação da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido, da qual Portugal foi excluído devido aos surtos de covid-19, vai ser feita a 27 de julho, revelou esta segunda-feira o …