Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente.

Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a “captura acidental” de tartarugas marinhas em mais de 70% e a de pequenos cetáceos – como golfinhos – em mais de 66%.

O estudo, da Universidade de Exeter e da organização de conservação ProDelphinus, analisou embarcações que partiram de três portos peruanos, entre 2015 e 2018. Além das vantagens que as tartarugas e os golfinhos agradecem, os cientistas chegaram à conclusão que as luzes não reduziam a quantidade de “espécies-alvo” capturadas – isto é, aquelas que os pescadores querem mesmo apanhar.

Estes resultados apoiam uma pesquisa anterior, publicada em julho do ano passado na The Royal Society, que sugeria que as luzes LED reduzem a captura acessória de aves marinhas em cerca de 85%.

Segundo a autora principal do mais recente artigo científico, Alessandra Bielli, as redes de pesca são, normalmente, sinónimo de “altas taxas de capturas acessórias de espécies marinhas ameaçadas”, como tartarugas marinhas, baleias, golfinhos e aves marinhas. A investigadora salientou ainda que são poucas as soluções existentes para reduzir esta captura acessória.

No novo estudo, publicado dia 4 de dezembro na Biological Conservation, conclui-se que “dicas sensoriais” – neste caso, luzes LED – são uma forma eficaz de alertar estas espécies sobre a presença de utensílios de pesca nas águas.

A equipa de cientistas colocou luzes LED a cada 10 metros ao longo de uma linha flutuante composta por 864 redes de pesca, e combinaram cada rede iluminada por uma rede apagada, de forma a comparar os resultados.

“A dramática redução na captura acessória de tartarugas marinhas e cetáceos em redes iluminadas mostra como esta técnica simples e de custo relativamente baixo pode ajudar as espécies e permitir que os pescadores pesquem de maneira mais sustentável”, disse Jeffrey Mangel, da ONG ProDelphinus.

“Este trabalho mostrou ainda a utilidade das luzes nas redes para salvar a vida selvagem. Agora, precisamos de luzes cada vez mais robustas e acessíveis”, acrescentou o professor Brendan Godley, da Universidade de Exeter, citado pelo Phys.org.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

As ilhas havaianas atingem o jackpot da longevidade (e já se sabe porquê)

As ilhas vulcânicas não duram para sempre, mas há algumas que atingem o jackpot da longevidade. De acordo com uma nova investigação, a explicação prende-se com dois fatores: a velocidade da placa tectónica e o …

Uma inexplicável explosão de ondas gravitacionais atingiu a Terra (e atordoou os astrónomos)

Uma equipa de investigadores detetou uma misteriosa explosão de ondas gravitacionais, cuja natureza deixou os astrónomos totalmente perplexos. O fenómeno foi registado a 14 de janeiro deste ano pelo Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferómetro Laser …

O mar interno da misteriosa Encélado "grita" habitabilidade

Uma equipa de especialistas desenvolveu um novo modelo geoquímico que revela que o dióxido de carbono do interior de Encélado, lua de Saturno que abriga um oceano, pode ser controlado através de reações químicas no …

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …