Luzes em galáxia distante podem ser vela de nave extraterrestre

M. Weiss / CfA

Conceito artístico de uma vela de onda de rádio (a vermelho) com origem na superfície de um planeta

Conceito artístico de uma vela de onda de rádio (a vermelho) com origem na superfície de um planeta

Uma equipa de investigadores na Universidade de Harvard levantou a possibilidade de que os flashes de energia detectados numa galáxia distante da nossa podem ser emissões de uma nave alienígena.

De acordo com investigadores do Harvard-Smithsonian Centre for Astrophysics, emissões de rádio que foram captadas em 2007 por alguns dos mais poderosos telescópios, cuja origem até agora não foi descoberta, podem de facto ser resultado de actividade de alienígenas.

Num estudo publicado no The Astrophysical Journal Letters, os professores Avi Loeb e Manasvi Lingam sugerem que estes flashes podem ser fugas de energia com origem em poderosas “velas de luz” de naves extraterrestres, capazes de emitir uma forte luminosidade nas suas viagens interestelares.

“As emissões rápidas de rádio (FRB) são excessivamente luminosas, se atendermos às suas durações curtas e origem longínqua. Não identificámos até agora uma possível fonte natural com precisão, pelo que é válido considerar e verificar uma origem artificial“, diz Loeb, citado pelo Phys.org.

De acordo com os especialistas, a suposta “vela de luz” usaria uma quantidade pequena de pressão exercida por luz, que seria capaz de produzir uma aceleração contínua ao longo tempo, permitindo que uma nave possa atingir altas velocidades.

Apesar do fundamento de física usado na sua teoria, Loeb prefere manter a cautela e afirmar que tudo ainda não passa de especulação, já que não existem provas a respeito da origem destas emissões. Além disso, estas emissões ocorreram há cerca de 2,5 mil milhões de anos atrás. Mesmo assim, fica a esperança.

A ciência não é uma questão de crença, é uma questão de provas. Mas vale a pena colocar ideias em discussão e deixar os dados serem o juiz”, argumenta o cientista.

10 COMENTÁRIOS

  1. Bem, eu penso que jÁ VÃO APARECENDO COISAS que viajam à velocidade do olhar. Tambem é possivel, não é? O que interessa é que à pala de tantas novas unviersidades, tantas outras descobertas e tão novas pretensões, cada um aproveite e mande das suas. Diz o ditado que a luz que vai `a frente, é a que ilumina. Força,… quem nisso primeiro falar será aquele que descobriu,…. e agora são tantos os investigadores……….!

  2. “… estas emissões ocorreram há cerca de 2,5 mil milhões… ” isto é, agora já estão a fazer tijolo algures.

  3. O problema com os “2,5 mil milhões” – o uso do redshift como medição de “Distância” está completamente errado e obsoleto. E a comunidade científica teima em não querer abandonar conceitos errados. O porquê disso deixo ao vosso critério quando investigarem o assunto.
    Para quem quiser saber mais, ver trabalho de Dr. Halton Arp, Dr. Harold Aspden. Dois Galileus modernos. Einstein é venerado como um deus e ai de quem for contra o que ele pregou… Parece que o homem não pode falhar…

  4. A NASA tem que tomar vergonha e parar com estas mentiras, pois o espaço não existe, vivemos sob um domo, e após ele existe água, e nada ultrapassa este domo!

RESPONDER

Os famosos autocarros de Londres agora são movidos a café

É a primeira vez que um biocombustível derivado do café é usado nos transportes públicos de Londres. A partir desta segunda-feira, parte do combustível usado nos double deckers londrinos vai ser feito a partir de …

Tribunal confirma incapacidade de centenário que se casou com empregada em Bragança

O centenário milionário de Bragança que se casou com uma empregada em maio, dois meses antes de morrer, estava incapaz de tomar decisões, indica uma sentença judicial datada desta segunda-feira, a que a Lusa teve …

Alemanha proíbe smartwatches que espiam crianças

O órgão regulador das telecomunicações alemãs anunciou, este fim de semana, a proibição da utilização de smartwatches a todas as crianças. Aos pais, o Bundesnetzagentur pediu que destruíssem estes equipamentos. A decisão foi tomada pelo órgão …

Ministério Público pede 3 anos e 4 meses de pena suspensa para Carrilho

O Ministério Público pediu, esta segunda-feira, três anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, para Manuel Maria Carrilho pelo crime de violência doméstica contra a ex-mulher Bárbara Guimarães. Foram mais de três horas de …

El Mundo aponta Centeno como favorito à presidência do Eurogrupo

Faltam duas semanas para serem tornados públicos os nomes dos candidatos à presidência do Eurogrupo que vão suceder a Dijsselbloem. O espanhol El Mundo já tem um favorito e é português: Mário Centeno. "Mário Centeno, o …

João Lourenço exonera comandante da polícia e chefe da secreta militar

O Presidente angolano exonerou hoje o comandante-geral da Polícia Nacional, Ambrósio de Lemos, e o chefe da secreta militar, general António José Maria, nomeando respetivamente, para os mesmos lugares, o comissário-geral Alfredo Mingas e o …

Porto perde a Agência Europeia do Medicamento para Amesterdão

A cidade do Porto foi eliminada, esta segunda-feira, na votação no Conselho da União Europeia para escolher a futura sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), que vai abandonar o Reino Unido devido ao Brexit. À …

NASA mostra como o furacão Ofélia influenciou os incêndios em Portugal

A agência espacial norte-americana NASA divulgou um vídeo que ilustra o impacto dos furacões que atingiram o Oceano Atlântico, nos últimos meses, mostrando em particular como o Ofélia teve influência nos grandes incêndios que abalaram …

Cesarianas e tempos de espera nas urgências vão condicionar financiamento

Os hospitais com taxas de cesariana superiores a 29,5% ou 31,5%, consoante o grau de diferenciação, não vão receber do Estado o pagamento pelos respetivos episódios de internamento, no âmbito do programa para a redução …

Empresas públicas escondem das Finanças os salários dos gestores

Cerca de metade das empresas públicas não comunicaram dados sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao Ministério das Finanças, como está estipulado na Lei. O Correio da Manhã apurou que, em 2016, 118 …