A localização dos Moai na Ilha da Páscoa não era casual (e agora sabe-se o que escondiam)

As imensas figuras de pedra da Ilha de Páscoa intrigaram os investigadores e o resto do mundo durante séculos, mas agora os especialistas dizem ter quebrado um dos maiores mistérios: por que as estátuas estão onde estão.

Os investigadores dizem que analisaram a localização das plataformas megalíticas nas quais muitas das estátuas conhecidas como moai estão, bem como examinaram locais dos recursos da ilha, e descobriram que as estruturas são normalmente encontradas perto de fontes de água doce.

Os cientistas dizem que a descoberta reforça a ideia de que aspetos da construção de plataformas e estátuas, como o seu tamanho, poderiam estar ligados à abundância e à qualidade de tais suprimentos.

“O importante é que isto demonstra que os próprios locais das estatuetas não são um lugar ritual estranho – representam o ritual no sentido de que há um significado simbólico, mas estão integrados nas vidas da comunidade”, disse Carl Lipo, da Universidade Binghamton, em Nova York, que liderou o estudo publicado este mês na revista PLOS.

A Ilha de Páscoa tem mais de 300 plataformas megalíticas, cada uma das quais pode ter sido feita por uma comunidade separada. Acredita-se que o primeiro deles tenha sido construído no século XIII. Muitos são encontrados em redor da costa.

Acredita-se que os monumentos representem ancestrais e estejam ligados à atividade ritual, formando um ponto focal para as comunidades, mas o motivo das suas localizações era, até agora, um mistério.

A equipa concentrou-se no leste da ilha, onde vários recursos foram bem mapeados, e analisou a distribuição de 93 plataformas megalíticas construídas antes que marinheiros europeus aparecessem no século XVIII.

Depois de não descobrirem nenhuma ligação com a proximidade da rocha usada para ferramentas ou monumentos, observaram se os monumentos foram encontrados perto de outros recursos importantes: jardins espalhados com pedras nas quais culturas como batata-doce eram cultivadas, locais ligados à pesca e fontes de água doce.

Lipo ficou interessado nestas últimas depois de começar a investigar de onde os moradores de Rapa Nui tiravam a água potável. A ilha não tem ribeiros permanentes e há pouca evidência de que os moradores dependiam dos lagos da ilha.

No entanto, a água doce passa através do solo em aquíferos, infiltrando-se em cavernas e emergindo ao longo da costa.

“É incrível quando a maré baixa, de repente, há riachos correndo em diferentes pontos da costa que são apenas água doce pura”, disse Lipo, citado pelo The Guardian. “Percebemos isso quando estávamos a fazer um estudo na ilha e vimos cavalos a beber do oceano.” Registos históricos revelam que os habitantes da ilha bebiam estas água salgada, enquanto estudos sugerem que também faziam poços para capturar água potável.

As conclusões mostram que a proximidade a fontes de água doce é a melhor explicação para a localização das estátuas – e explica porque surgem no interior e na costa.

Lipo disse que os resultados combinaram com as experiências da equipa no solo. “Todas as vezes que víamos grandes quantidades de água fresca, víamos estátuas gigantes”, disse. “Era ridiculamente previsível”.

Os resultados faziam sentido, já que a água potável é essencial para as comunidades e é impraticável ter que caminhar quilómetros para um rápido gole.

O estudo acrescenta peso à ideia de que as comunidades competiam e interagiam através da construção de monumentos, em contraste com a ideia de que os habitantes se envolviam em violência por causa dos recursos naturais escassos.

A equipa está agora a explorar se vários aspetos das estátuas, como o seu tamanho ou outras características, podem estar ligados à qualidade dos recursos hídricos, oferecendo uma maneira de a comunidade mostrar vantagem competitiva a outros grupos da ilha.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …

Rara coleção de um dos primeiros fotógrafos da História vai a leilão nos EUA

Quase 200 imagens de um dos primeiros fotógrafos da história, William Henry Fox Talbot, vão a leilão, em Nova Iorque, já este mês. A coleção de William Henry Fox Talbot será parte do leilão "50 obras-primas …

Em greve de fome, Navalny é ameaçado ser alimentado à força. Ativistas falam em tortura

O opositor russo Alexei Navalny afirmou hoje na rede social Twitter que as autoridades penitenciárias estão a ameaçar alimentá-lo à força para quebrar a greve de fome que mantém na prisão desde 31 de março. “Ele …