Livro perdido na II Guerra Mundial regressa a casa

(dr) Universidade de Bonn

Uma obra com mais de 600 manuscritos raros medievais, com gravuras do início do século XV, mapas históricos e aves ilustradas foi roubado, supostamente por soldados belgas de uma biblioteca alemã, no final da II Guerra Mundial.

O livro pertencia ao ao célebre ornitólogo e explorador alemão Maximiliano de Wied-Neuwied  Mais de sete décadas depois, uma cidadã belga fez a doação desse livro e uma equipa de especialistas reconheceu imediatamente que se tratava do volume perdido.

De acordo com o The Guardian, este é um dos maiores regressos culturais perdidos na guerra. “Precisamos limpar muitas das obras e repará-las e catalogá-las de novo, mas este é um desafio de luxo, porque realmente nunca pensamos ver estes volumes novamente”, disse Michael Herkenhoff, curador de manuscritos e livros antigos da Universidade e da Biblioteca Regional de Bonn. Para o especialista, o reencontro com esta obra foi “uma enorme surpresa”.

A belga Tania Grégoire viu pela primeira vez o livro quando este foi oferecido pelo seu próprio pai, amante de literatura e soldado em Bonn durante a II Guerra Mundial. A obra seria depois doada à casa de leilões inglesa Sotheby’s e pouco tempo se passou até que especialistas em literatura alemães reconhecessem do que se tratava.

O assistente de catalogação no departamento de literatura da Sotheby’s, Lukas Baumann,

ZAP //

recorda que a sua equipa viu “algo de errado” neste livro e foi exatamente isso que chamou a atenção para algo mais.

“Havia partes não encadernadas, páginas rasgadas e selos de biblioteca danificados”, no que consideraram ser “uma tentativa passada óbvia de ocultar as suas origens“. Mas nem todas as pistas tinham sido adulteradas. “Descobrimos marcas de prateleiras e assinaturas da biblioteca que tinham sido removidas e foi assim que conseguimos concluir que eles pertenciam à ULB”, conta.

Os livros serão agora devolvidos à ULB, num evento que contará com a presença de historiadores e personalidades da cultura. Entretanto, Tania Gregoire recebeu uma recompensa por ter ajudado a desvendar o paradeiro da obra.

Michael Herkenhoff elogiou a “abordagem moral para o assunto desde o início” por parte da cidadã, “tendo ficado bastante chocada ao descobrir que os livros tinham sido adquiridos”.

Não é comum que materiais desaparecidos retornem a grandes instituições como a biblioteca de Bonn. Muitos objetos foram expropriados nesta época histórica, vindos de famílias judias e outros opositores do regime alemão.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Não deviam devolver nada a Biblioteca de Bonn, e as milhares de obras desaparecidas de seus legítimos propietários, roubadas pelos Alemães !!!???

RESPONDER

Soualiho Meité assina com o Benfica por cinco épocas

O médio francês, que representava o Torino, é o mais recente reforço do Benfica, tendo assinado contrato por cinco temporadas, até 2026, anunciou, esta sexta-feira, o clube das águias. "O Sport Lisboa e Benfica informa que …

Descoberta antiga estrada Romana no fundo da Lagoa de Veneza

Um novo estudo revela novas evidências da presença de uma antiga estrada Romana nas profundezas da Lagoa de Veneza, em Itália. De acordo com o site Science Alert, uma série de estruturas antigas foi descoberta nas …

Costa não vai ao Porto apresentar candidato. Tiago Barbosa Ribeiro desvaloriza (e acena com Santos Silva)

Tiago Barbosa Ribeiro vai apresentar a sua candidatura à Câmara Municipal do Porto no domingo, mas o secretário-geral do partido não vai estar presente. António Costa, secretário-geral do PS, escolheu Vila do Conde para a apresentação …

Incidência a subir nos mais idosos. Internados em UCI continuam a aumentar

A taxa de incidência de infeções por covid-19 acumulada a 14 dias é mais elevada entre a faixa etária dos 20 aos 29 anos, mas o maior aumento registou-se nas pessoas com mais de 80. Segundo …

Os tomates têm uma espécie de sistema nervoso que avisa sobre ataques

Os tomates que estão a ser comidos por insetos usam sinais elétricos para enviar um alerta para o resto da planta, semelhante à forma como o nosso sistema nervoso avisa sobre danos. E que efeito têm …

DGS e Infarmed afastam terceira dose da vacina (e especialistas só querem vacinar jovens com comorbilidades)

O Infarmed afastou a necessidade de reforço da vacinação contra a covid-19 com uma eventual terceira dose. Em relação aos jovens entre os 12 e os 15 anos, a maioria dos especialistas da task force …

Sitava também desconvoca greve de julho e agosto na Groundforce

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) anunciou, esta sexta-feira, que desconvocou a greve prevista na Groundforce, nos dias 30, 31 de julho e 1 de agosto, depois da confirmação da TAP do …

Garantia da caução de 5 milhões de Berardo deverá incluir imóveis de pessoas próximas

A proposta de caução apresentada por Joe Berardo ao Tribunal Central de Instrução Criminal será composta por imóveis que pertencem a amigos e pessoas próximas. O Observador avança que a garantia da caução de Joe Berardo …

Cientistas descobrem qual a melhor altura para consumir proteínas

Uma equipa de investigadores sugere que a melhor altura para consumir proteínas é ao pequeno-almoço. É nesta altura do dia em que o corpo humano colhe mais benefícios. Os alimentos mais ricos em proteínas são os …

Matheus: "Não sei o que se passa em Barcelona, nem me trataram como jogador"

Matheus Fernandes tinha contrato com os catalães até 2025 mas, em junho, soube que ia sair do clube... por e-mail. Já assinou pelo Palmeiras mas não esquece o que aconteceu em Espanha. Tinha sido um dos …