Liverpool vence Tottenham nos descontos. Houve uma “azeda” troca de palavras entre Mourinho e Klopp

Peter Powell / EPA POOL

Um golo de Roberto Firmino, ao minuto 90, deu esta quarta-feira a vitória (2-1) ao Liverpool frente ao perdulário Tottenham, de José Mourinho, no encontro da 13.ª jornada da primeira liga inglesa de futebol, e consequente liderança isolada.

Quando tudo se encaminhava para o segundo empate consecutivo das duas equipas, o ponta de lança brasileiro, que esta época tem estado longe da melhor forma, desenvencilhou-se do central Alderweireld e apareceu para dedicir e corresponder, de cabeça, a um pontapé de canto cobrado por Robertson.

Contudo, se havia equipa que merecia sair com os três pontos de Anfiel Road era o Tottenham, mas os londrinos desperdiçaram tantas chances e acabaram por sair derrotados de um jogo em que começaram a perder, por culpa do golo do egípcio Salah (26), beneficiando de um ressalto em Alderweireld para bater Lloris.

A capacidade de contra-atacar, que tem desfeito quase todas as defesas que enfrentam a equipa de Mourinho, veio ao de cima, num passe de Lo Celso para Son (33) levar a melhor sobre Alisson. A facilidade com que as bolas eram metidas nas ‘costas’ da defensiva dos ‘reds’ anteviam novo golo dos visitantes, contudo a baliza do guardião brasileiro estava abençoada e, prova disso, foram os dois remates de Bergwijn para fora e ao poste, seguidos de uma tentativa de chapéu, um cabeceamento a rasar o poste e um remate cruzado, todos pelo ‘artilheiro’ britânico Kane.

A jogar com algum público nas bancadas, o Liverpool, além do golo, o melhor que tinha feito nos segundo 45 minutos foi enviar uma bola à barra pelo senegalês Mane.

Os ‘reds’ são, agora, os novos líderes da Premier League, com 28 pontos, mais três do que o segundo colocado Tottenham.

Troca de palavras entre treinadores

Após o final da partida, José Mourinho e Jurgen Klopp protagonizaram uma “azeda” troca de palavras, que o treinador português acabou por explicar depois.

Disse ao Klopp que a melhor equipa perdeu e ele discordou. Mas essa é a opinião dele”, afirmou José Mourinho, em declarações à Amazon. “Se me comportasse como ele junto ao banco, estava na rua, nem sequer tinha hipótese”, acrescentou, antes de dizer que a exibição do Liverpool não pareceu uma prestação de equipa campeã.

“Fizemos uma grande exibição, com alguns erros, claro, e coisas para melhorar, mas um resultado muito injusto. A minha equipa já me deu razão quando no início da época disse que iríamos para todos os jogos para tentar vencer. Jogámos contra o campeão, no seu estádio, e tivemos as melhores oportunidades para ganhar. A equipa foi brilhante”.

O Liverpool hoje não pareceu uma equipa campeã, campeã europeia, campeã mundial. Essa diferença não se viu em campo”, rematou.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …

Putin avisa que quem ameaçar a Rússia "se irá arrepender como nunca"

O presidente Vladimir Putin emitiu um alerta durante o seu discurso anual ao Governo. O líder frisou que qualquer membro da comunidade internacional que ameace a Rússia "se irá arrepender como nunca se arrependeu antes". O …

Nove anos depois, Bruxelas deixa de monitorizar atividade da CGD

A Direção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia (DG Comp) encerrou o processo de monitorização do plano estratégico da Caixa Geral de Depósitos (CGD). "A Caixa Geral de Depósitos, S.A. (CGD) informa que recebeu comunicação da Direção …

Se não fosse o vídeo de Darnella Frazier, "Derek Chauvin ainda seria polícia"

Darnella Frazier, na altura com 17 anos, foi a responsável pelo vídeo que mostra o ex-agente da polícia Derek Chauvin a prender o afro-americano George Floyd, que acabou por não resistir. Esta terça-feira foi um dia …

Eutanásia. Jurisdição do PSD considera haver matéria para processo disciplinar a Rio e Adão Silva

O Conselho Nacional de Jurisdição do PSD considerou que existe "matéria bastante para abertura de processo disciplinar" ao presidente do partido e ao líder parlamentar por violação de uma decisão do Congresso sobre eutanásia, faltando …

"Um charro para uma vacina." Ativistas oferecem canábis a nova-iorquinos vacinados

"Um charro para uma vacina." Este é o mote dos ativistas pela legalização da canábis que, esta terça-feira, ofereceram um charro às pessoas que receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 …

Recurso de Amorim arquivado. Sporting avança para a "impugnação judicial"

O Sporting anunciou, esta quarta-feira, que o seu treinador vai avançar com uma "impugnação judicial" do castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Portuguesa (FPF). Num comunicado, o clube de Alvalade lamentou …

Casa Branca exige que Congresso aprove reformas de práticas policiais

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, quer que o Congresso aprove reformas relativas às práticas policiais para fazer justiça ao legado do afro-americano George Floyd, depois de o ex-polícia Derek Chauvin ter sido …

Fernando Santos abre a porta da seleção a Otávio

O selecionador nacional admitiu a possibilidade de vir a convocar o médio do FC Porto ainda antes do Europeu, que acontece em junho deste ano. Em entrevista à "Bola Branca", da rádio Renascença, Fernando Santos não …