Lidl deixa de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas no mercado português até ao final do ano, medida que será faseada e arranca em maio na região Norte, anunciou a cadeia de supermercados.

Com esta decisão, o Lidl vai deixar de vender 25 milhões de sacos de plástico – compostos por 80% de material reciclado e 100% recicláveis desde 2015 e comercializados a dez cêntimos cada -, o que representa uma “faturação de cerca 2,5 milhões de euros” anuais.

A mudança “surge na sequência de um projeto-piloto de sucesso que decorreu em 12 lojas no verão passado, onde a empresa testou a aceitação desta medida, tendo obtido resultados muito positivos”, refere a cadeia de supermercados de origem alemã, em comunicado.

“Desta forma, o Lidl torna-se na primeira empresa do setor de retalho alimentar, em Portugal, a tomar esta medida”, sendo que “o processo se inicia em maio, na região norte, e dar-se-á por concluído até ao final de dezembro de 2019″, adianta.

“Como alternativa aos sacos de plástico, a empresa disponibilizará aos seus clientes sacos de papel em dois tamanhos, médio e grande, vendidos a dez e 14 cêntimos respetivamente, com 60% a 70% de pasta de papel reciclada na sua composição e certificação FSC Misto (embalagens provenientes de fontes responsáveis)”, acrescenta.

Além destes, o Lidl Portugal continuará “a oferecer os sacos de ráfia, com 60% do material reciclado e vendidos a 50 cêntimos, perfazendo o conjunto de opções mais sustentáveis para o transporte das compras e cumprindo o objetivo de sensibilização do consumidor”.

Em março do ano passado, no âmbito da sua estratégia global de redução de plástico, a cadeia assumiu o duplo compromisso de redução do consumo daquele material em pelo menos 20% e de incorporação de 100% de materiais recicláveis em todas as embalagens de marca própria até 2025, além de ter descontinuado a venda de artigos de plástico descartáveis.

De acordo com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), “cada português utiliza, em média, 466 sacos de plástico por ano, e esta medida corresponderá a menos 675 toneladas de plástico no ambiente”, por ano.

“Este é um compromisso que reforça a relevância da sustentabilidade na estratégia do Lidl Portugal. É nosso objetivo melhorar a conduta ambiental e contribuir também para a adoção de comportamentos mais responsáveis, seja do nosso negócio, seja junto dos consumidores”, refere Bruno Pereira, administrador de compras da subsidiária portuguesa, citado em comunicado.

Entre os objetivos assumidos pelo Lidl Portugal, contam-se, além da descontinuação da venda de artigos de plástico descartáveis, ações como a substituição de embalagens de plástico por embalagens de cartão nos têxteis e a mudança do eco-design das embalagens dos frutos secos e cápsulas de café – que se traduz numa redução de cerca de 13% de plástico usada por embalagem nos frutos secos e cerca de 74 toneladas de plástico nas cápsulas de café.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Quem acusou Sócrates tem de provar. Se não provar tem de ser punido"

O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, defende punição de procuradores da Operação Marquês, caso a acusação contra José Sócrates seja arquivada. Esta terça-feira, em entrevista à RTP, Lula da Silva defendeu a punição dos procuradores que …

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …

Família holandesa vivia há 9 anos numa cave à espera “do fim dos tempos”

A policia holandesa encontrou uma família de seis pessoas na cave de uma quinta no nordeste do país, onde viviam em isolamento há nove anos e, segundo a imprensa, esperavam “o fim dos tempos”. A polícia …