Encontrado esboço de Mona Lisa nua em museu francês

Musée du Louvre / Wikimedia

Mona Lisa (p.), por Leonardo Da Vinci

Um desenho a carvão que pertence há mais de 150 anos a uma coleção de arte pode ser um rascunho da Mona Lisa, obra-prima de Leonardo da Vinci.

Trata-se do retrato de uma mulher nua, conhecido por Monna Vanna, que era atribuído até agora apenas ao estúdio de da Vinci. Mas especialistas encontraram indícios de que o artista trabalhou em ambas as obras, avança a BBC.

O quadro em questão pertence desde 1862 à coleção de arte renascentista do Museu Condé, no Palácio de Chantilly, em Paris.

Museu Condé / Wikimedia Commons

Monna Vanna ou a Mona Lisa nua

Testes realizados no Museu do Louvre, onde Mona Lisa está exposta, sugerem que o esboço é “pelo menos em parte” de autoria de da Vinci.

Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um dos grandes artistas renascentistas italianos, e sua pintura a óleo Mona Lisa (também conhecida como La Gioconda) é uma das obras de arte mais conhecidas e valiosas do mundo. Acredita-se que o quadro seja um retrato de Lisa Gherardini, encomendado por seu marido, Francesco del Giocondo, comerciante de roupas e oficial florentino.

“O desenho tem uma qualidade na forma como o rosto e as mãos são apresentados que é de facto notável”, afirmou o curador Mathieu Deldicque à agência de notícias AFP. “Não é uma cópia inferior. Estamos a olhar para algo que foi trabalhado em paralelo à Mona Lisa no fim da vida de da Vinci. É quase certo que se trata de um trabalho preparatório para uma pintura a óleo.”

Bruno Mottin, especialista em conservação do Louvre, confirmou que a obra data do início do século 16, sendo contemporânea a da Vinci, e apresenta “qualidade muito alta”.

O complexo de Chantilly publicou no Twitter uma foto do trabalho de análise que está a ser feito no esboço.

Entre os indícios apresentados por Deldicque, estão: as mãos e o corpo são quase idênticos, o tamanho dos retratos ser quase o mesmo, os pequenos orifícios perfurados ao redor da ilustração que sugerem que podem ter sido usados para traçar a forma numa tela.

Mottin observou, no entanto, que o tracejado no topo do desenho, perto da cabeça, foi feito por uma pessoa destra, enquanto da Vinci desenhava com a mão esquerda.

“Devemos manter a prudência”, disse Mottin à AFP, já que a análise ainda está em andamento. “Esse é um trabalho que vai levar algum tempo. É um desenho muito difícil para trabalhar porque é particularmente frágil”, explica.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.