Legislação vai apertar o cerco à publicidade de alimentos para crianças

A partir de outubro, a publicidade dirigida a menores de 16 anos vai sofrer alterações significativas: bolachas e leites achocolatados, 90% dos cereais de pequeno-almoço e 72% dos iogurtes no mercado não vão ser publicitados perto de escolas e parques infantis e vão sair dos ecrãs, redes sociais, televisão e rádio.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) publica esta quarta-feira, em Diário da República, a tabela que define o perfil nutricional dos alimentos e bebidas cujo marketing será banido. O despacho entra em vigor dentro de 60 dias, em outubro.

Entre os produtos da tabela, constam comidas e bebidas com teores elevado de sal, açúcar e ácidos gordos saturados ou trans.

De acordo com uma análise da DGS, nenhum produto na categoria de bolachas e leites achocolatados e aromatizados vendidos em Portugal “está apto para publicidade dirigida a menores de 16 anos”. Na lista há ainda manteiga, queijos, pão, preparados de carne e conservas.

17% dos refrigerantes, 28% dos iogurtes, 21% dos queijos, 10% dos cereais de pequeno-almoço e 0,86% dos sumos de fruta identificados pela DGS podem continuar a ser publicitados.

Segundo o Expresso, os valores resultam de um trabalho de avaliação da DGS, que efetuou o estudo a partir de uma amostra de dois mil e 498 produtos alimentares à venda em Portugal.

“Provavelmente as categorias mais atingidas (pelas restrições) são também as que mais publicitam”, disse à Lusa Maria João Gregório, diretora do do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), citada pela SIC Notícias.

Maria João Gregório acrescenta ainda que produtos como chocolates ou barras energéticas podem ter a sua publicidade limitada, dentro de dois meses, se tiverem mais de 40kcal, ou mais de cinco gramas de açúcar ou 1,5 gramas de ácidos gordos saturados por cada 100 gramas.

A lista que estabelece os valores limite a considerar na identificação destes produtos baseou-se nas recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), ainda que esta proíba a publicidade dirigida a crianças de todos os chocolates, bolos, sumos, refrigerantes e gelados.

Dentro de 60 dias, produtos com aquilo que for considerado pela lista, excesso de açúcar, sal ou gordura têm a divulgação impedida em programas infantis ou outros genéricos, cuja audiência com menores de 16 anos seja superior a 25%.

Também será proibida noutras plataformas, como a publicidade em cartazes perto de escolas ou parques infantis, nas rádios, cinema e até na internet — algo em que a DGS ainda está a trabalhar.

Segundo o Jornal Económico, para quem infringir a nova lei que altera o código da publicidade, as multas rondam os mil e 750 euros e os 45 mil euros.

O perfil nutricional surge no seguimento da aprovação da lei 30/19, destinada a restringir determinados tipos de publicidade dirigida a crianças.

A legislação tem como objetivo reduzir o consumo dos produtos listados e, assim, contribuir para a redução da taxa de crianças obesas ou com excesso de peso.

daniellehelm / Flickr

DR, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …

Trump abandona conferência de imprensa após ser confrontado por jornalista com mentira que disse 150 vezes

O Presidente norte-americano abandonou uma conferência de imprensa, este sábado, depois de ter sido confrontado por uma jornalista com uma mentira que já terá dito mais de 150 vezes sobre cuidados de saúde para os …