Le Pen quer imposto sobre os contratos de trabalho com estrangeiros

A candidata da extrema-direita às presidenciais francesas defendeu a criação de um imposto para os contratos de trabalho com estrangeiros.

A receita gerada por esse imposto poderia ser utilizada para indemnizar os desempregados, explicou Marine Le Pen numa entrevista publicada esta quinta-feira pelo Le Monde.

A proposta insere-se no que a líder da Frente Nacional designa como “prioridade nacional” e quer aplicar se for eleita nas presidenciais de abril e maio.

No mesmo sentido, Le Pen disse ao jornal francês que pretende taxar as importações de bens e serviços com uma “contribuição social” de 3%, imposto com o qual prevê recolher “no mínimo 15 mil milhões de euros” e que, assegurou, não terá impacto significativo no poder de aquisição dos consumidores.

A base de tudo isto é o patriotismo, ou seja, cada medida e cada euro gasto têm como vocação defender o interesse dos franceses”, disse a candidata do partido de extrema-direita, que as sondagens dão como certa na segunda volta.

Le Pen defendeu “um protecionismo inteligente”, de “luta contra as deslocalizações selvagens”, e congratulou-se com a declaração do novo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no discurso de tomada de posse, da “morte do ultraliberalismo”.

“Trump foi eleito por promessas que está a aplicar. Esse respeito pelos eleitores devia ser um modelo para todos os políticos”, disse Le Pen, frisando contudo não ter como referência nem estar “fascinada” pelos EUA, como não o está pela Alemanha ou pela Rússia.

Sobre o seu programa eleitoral, que vai apresentar este fim de semana em Lyon, a líder da extrema-direita repetiu que quer tirar França da União Europeia.

“Irei imediatamente a Bruxelas para negociar o regresso das quatro soberanias: monetária, legislativa, orçamental e territorial. E seis meses depois das eleições, organizarei um referendo sobre a saída da UE”, disse.

A candidata manifestou-se convicta de que essa sua medida vai desencadear “um movimento” a que se vão juntar vários países para “obter a anulação de regras e tratados que prejudicam a sua segurança ou a sua economia”.

Investigada por alegado uso indevido de 340 mil euros dos fundos que recebeu como eurodeputada, Le Pen assegurou que não se retira da corrida presidencial se vier a ser formalmente acusada.

“Um juiz decidir quem é e quem não é candidato é o fim da democracia”, disse.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É a tal esperteza saloia.
    O Trump e agora esta “madame” querem proteger a sua industria, “patrioticamente”, para isso querem aplicar (se ela ganhar vai fazer o mesmo) um imposto adicional aos produtos importados. Tá boa! Então e se todos os outros decidirem fazer o mesmo? Isto é, taxar com imposto extra produtos importados dos EUA e da França?
    O problema é estas criaturas pensarem que podem fazer o que lhes apetece e estão convencidos que ficam sem resposta dos outros países.

RESPONDER

Conquistas da seleção renderam 140 milhões em menos de 20 anos

As conquistas da seleção portuguesa renderam já mais de 140 milhões de euros à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em menos de 20 anos. Os números são avançados esta terça-feira pelo O Jogo, que dá …

Rosa Grilo acusa PJ de "agarrar em dois idiotas" para acusar de homicídio

A arguida acusou a Polícia Judiciária (PJ), esta terça-feira, de "agarrar em dois idiotas que estavam a jeito", em alusão a si e a António Joaquim, para os incriminar da morte do marido, reiterando que …

Aeroporto de Lisboa encerra de madrugada entre janeiro e junho

O Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, vai fechar para obras de alargamento da pista de janeiro a junho, entre as 23h30 e as 05h30 da manhã. De acordo com a TSF, o Aeroporto Humberto Delgado, em …

Fase de Instrução do processo Hells Angels começa no dia 27

A fase de instrução do processo Hells Angels vai começar no dia 27 deste mês, no Tribunal Central de Instrução Criminal, e já há sessões marcadas até 19 de dezembro. Fonte judicial referiu à agência Lusa …

Horacio Cartes, ex-Presidente do Paraguai, alvo de mandado de prisão no Brasil

Um juiz do Brasil emitiu esta terça-feira uma ordem de prisão contra o ex-Presidente paraguaio Horacio Cartes (2013-2018), num caso relacionado com a Operação Lava Jato, informaram fontes oficiais. A decisão foi tomada pelo juiz brasileiro …

Ex-futebolista Koke detido em operação contra tráfico de droga

O antigo futebolista espanhol do Sporting é um dos 20 detidos pelas autoridades espanholas numa operação contra o tráfico de drogas. Esta operação foi desencadeada com 11 buscas simultâneas em Sevilha, Málaga e Granada, envolvendo 150 …

Brasil. Técnica que esteriliza o mosquito do zika e dengue será aplicada em 2020

O Brasil irá usar a partir do próximo ano mosquitos estéreis da espécie 'Aedes aegypt' para controlar a reprodução deste agente que transmite doenças como dengue e zika, anunciou a Organização das Nações Unidas (ONU). A …

FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A SAD do FC Porto encaixou 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 milhões em janeiro. Em …

Verdes denunciam depósito ilegal de amianto em aterros para resíduos não perigosos

Os Verdes questionaram o Governo sobre casos de depósito de amianto em aterros para resíduos não perigosos. Esta é uma prática ilegal segundo a legislação portuguesa. O Partido Ecologista "Os Verdes" entregou na Assembleia da República …

Autarquias desperdiçaram 128 litros de água por dia em 2018

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros encabeça a lista de entidades gestoras que mais água desperdiçam diariamente: 538 litros diários por ramal. Em 2018, a média de perda de água em Portugal continental situou-se nos …