Jihadistas avisaram pais de James Foley por email dias antes de o decapitar

Boston Globe / CNN / YouTube

-

Os jihadistas do Estado Islâmico (EI) enviaram uma mensagem de correio eletrónico à família do jornalista norte-americano James Foley alertando para a sua iminente execução, uma semana antes de divulgarem o vídeo da sua decapitação.

O GlobalPost, um dos órgãos com o qual o jornalista colaborava, publicou, esta quinta-feira, na íntegra, a mensagem de correio eletrónico que a família recebeu, no passado dia 12, “em nome da transparência e para contar toda a história de Jim”.

“Vocês e os vossos cidadãos vão pagar o preço dos vossos bombardeamentos. O primeiro com o sangue do norte-americano James Foley”, escreveram os extremistas na mensagem.

Na mensagem, publicada com a autorização da família, os jihadistas do EI adiantavam que o jornalista seria “executado como consequência direta” da recente intervenção no Iraque, onde os Estados Unidos levam a cabo há mais de uma semana ataques “seletivos” sobre posições do EI no norte do país.

O GlobalPost explica, num artigo que acompanha a mensagem que os `jihadistas`, que não é completamente verdade, como asseguram, que tenham dado à família “muitas oportunidades para negociar” a libertação de Foley.

Antes de publicar o email, o CEO do GlobalPost, Philip Balboni, tinha dito que os raptores entraram em contacto com o órgão de comunicação e com a família menos de uma dezena de vezes e que “os raptores nunca negociaram verdadeiramente” uma maquia, exigindo-a apenas.

“Nunca levámos os 100 milhões a sério”, disse Balboni à CNN.

c.v. / CNN / YouTube

Os pais de James Foley

Os pais de James Foley

A administração norte-americana opõe-se ao pagamento de qualquer resgate, sob o argumento de que encoraja a tomada de reféns.

“Não fazemos concessões a terroristas. Isso inclui não pagarmos resgates”, afirmou a porta-voz adjunta do Departamento de Estado norte-americano, Marie Harf, na quinta-feira, em declarações aos jornalistas.

O jornalista foi sequestrado em novembro de 2012 e desde então a família não tinha qualquer informação sobre si até ao dia 26 de novembro de 2013, quando os seus raptores pediram um resgate.

Em concreto, uma verba equivalente a 100 milhões de euros, além de exigência de que fossem libertados vários jihadistas presos nos Estados Unidos.

A segunda e última vez que a família do jornalista teve notícias dos raptores foi no passado dia 12, ou seja, apenas uma semana antes de vir a público a notícia da sua morte, no dia 19.

Foley foi sequestrado quando se dirigia para a fronteira com a Turquia e, apesar de inicialmente se pensar que estava nas mãos de milícias pró-governamentais, mais tarde concluiu-se que era refém dos jihadistas do Estado Islâmico na Síria.

No vídeo, publicado esta terça-feira pelos extremistas, em que se mostra a sua decapitação, Foley despede-se da família e acusa o Governo norte-americano de ser o responsável pela sua execução por causa da sua recente intervenção no Iraque.

Como assinalaram os jihadistas, a vida de outro jornalista norte-americano – Steven Joel Sotloff — “depende da próxima decisão de Obama”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Entrevista: "Demorei 2 anos a aperfeiçoar o meu passe; os miúdos de Timor já jogam lindamente!"

Sara Moreira Silva é a líder da primeira escola de voleibol em Timor-Leste, que vai arrancar em janeiro de 2021. Fica aqui a perspetiva de uma portuguesa que vê muito talento entre os timorenses...que não …

O edifício mais antigo do mundo ainda em funcionamento "mora" em Roma

O Panteão de Roma, o edifício mais antigo desta cidade italiana, continua a ser utilizado nos dias de hoje, cerca de 2.000 anos depois da sua construção. Edificado em meados de 125 a.C sob a …

Da cabeça de javali à perdiz. Historiadores e chefs ensinam a cozinhar pratos medievais

Uma equipa de historiadores e grandes chefs reuniu-se para oferecer um curso online para ensinar os alunos a criar banquetes medievais. Professores da Universidade de Durham e chefs do restaurante Blackfriars criaram o Eat Medieval, que …

The Climate Store. Os preços desta loja sueca variam conforme a pegada ecológica

Os rótulos dos alimentos já indicam o quão bom ou mau um produto é para a nossa saúde, mas e o planeta? Um número crescente de marcas está agora a rotular os seus produtos para …

A cidade-irmã mais famosa de Petra abre finalmente ao público. "Esconde" túmulos amaldiçoados

A cidade de Hegra, localizada nos desertos a norte de Al Ula, no noroeste da Arábia Saudita, vai pela primeira vez abrir ao público, podendo os visitantes explorar agora este local antigo sem quaisquer restrições. …

Falha no Microsoft Excel pode ter levado a mais de 1.500 mortes no Reino Unido

Um erro no Microsoft Excel que eliminou quase 16 mil casos de covid-19 das estatísticas do Reino Unido pode ter levado a mais de 1.500 mortes evitáveis, de acordo com um artigo da Warwick University. Os …

Pessoas com bons hábitos de sono têm menor risco de insuficiência cardíaca

Os padrões de sono saudáveis ​​incluem acordar de manhã cedo, dormir 7 a 8 horas por noite e não ter insónias ou sonolência diurna excessiva. Esta pode ser a receita secreta para evitar insuficiência cardíaca, …

Marcelo quer regras do Natal na próxima semana. E lembra que não há lugar para uma crise política

O Presidente da República defendeu, esta sexta-feira, que as medidas para o fim-de-semana do Natal devem ser conhecidas já na próxima semana. E congratulou-se com o facto de já haver um Orçamento aprovado. Em resposta às questões …

Jogos de guerra ajudaram exércitos a vencer guerras. É uma tradição secular

Alguns jogos de guerra foram utilizados por vários exércitos internacionais para simular conflitos e treinar militares para guerras reais, contou à revista Vice Antoine Bourguilleau, que escreveu recentemente um livro sobre o fenómeno. Estes jogos …

Código da Estrada alterado. Uso do telemóvel ao volante com multas mais pesadas

O uso do telemóvel durante a condução vai passar a ter uma coima entre os 250 e os 1250 euros, segundo as alterações ao Código da Estrada aprovadas, esta sexta-feira, em Conselho de Ministros. "O Conselho …