Jay-Z usa música de José Cid e Tozé Brito em novo álbum

NKR P3 / Flickr

O rapper norteamericano Jay-Z usou partes de uma música de Toze Brito e José Cid

O rapper norteamericano Jay-Z usou partes de uma música de Toze Brito e José Cid

O rapper e produtor norte-americano Jay-Z utilizou partes – samples, num termo mais técnico – do tema “Todo o mundo e ninguém” do grupo português Quarteto 1111. O álbum foi editado em 1970, num dos temas do seu novo álbum – 4:44 -, que foi divulgado esta sexta-feira.

“É uma honra perceber que estes anos todos depois há pessoas atentas à nossa obra e a ouvi-la”, afirmou, em declarações à Lusa, o músico e compositor Tozé Brito, um dos autores do tema no qual Jay-Z se inspirou.

O outro autor da canção é José Cid, cujo nome, tal como o de Tozé Brito, surge nos créditos de “Marcy Me”, o nono e penúltimo tema de 4:44.

Para Tozé Brito e José Cid “foi uma surpresa”. “A canção foi gravada em 1970, saiu num single e, para nosso espanto, foi apenas recuperada nos anos 1990 numa antologia do Quarteto 1111″, recordou.

Os dois artistas foram contactados pela editora de Jay-Z pedindo autorização para que o rapper compusesse um tema “usando samples da canção, inclusivamente vozes”, tendo respondido “com certeza que sim”.

“É uma honra que uma pessoa com o estatuto dele, a grandeza, a carreira que tem e o nome que tem, esteja a usar, 47 anos depois de a canção ter sido escrita, uma canção que nós escrevemos. Isto para nós é uma honra“, sublinhou Tozé Brito.

A autorização foi negociada, mas Tozé Brito escusa-se a adiantar montantes. “Os números não vou divulgar, são confidenciais. Uma parte dos direitos de autor da canção vai para o José Cid e para mim”, disse.

No ar permanece uma grande dúvida: “Ainda não consegui perceber como é que ele chegou à obra do Quarteto 1111, sendo que estamos a falar de uma canção de 1970, reeditada em CD nos anos 1990”.

Apesar disso, o importante “é que chegou”. “E isso honra-nos muito, porque quer dizer que a obra do Quarteto 1111 é considerada, é ouvida, às vezes por pessoas que nem nós suspeitamos que a podem ouvir”, afirmou.

“Todo o mundo e ninguém” foi escrita “sobre um poema de Gil Vicente”. Na altura, o Quarteto 1111 tinha “muitos discos proibidos pela censura”, então Tozé Brito e José Cid recorriam “a textos da literatura que não eram censuráveis”, mas continham críticas, ainda assim.

“Este tema é uma crítica social muito forte, e era por isso que íamos buscar estes textos”, recordou o compositor.

O novo disco de Jay-Z, “4:44”, sucessor de “Magna Carta Holy Grail”, de 2013, foi disponibilizado hoje em exclusivo na plataforma de streaming Tidal, criada pelo próprio.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise devido à covid-19

Quase um ano depois da imposição do confinamento na cidade de Wuhan para travar o vírus SARS-CoV-2, que se assinala este sábado, o mundo continua em luta contra a pandemia, apesar do aparecimento de vacinas. A …

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …