Míssil da Coreia do Norte atingiu zona económica exclusiva do Japão

(dv) KCNA / YONHAP

Teste de um míssil balístico norte-coreano Pukguksong-2

Os meios de comunicação japoneses estão a avançar que a Coreia do Norte disparou um míssil sobre as águas do Japão. no início do mês, Pyongyang já tinha afirmado que realizou com sucesso o teste do lançamento de um míssil balístico intercontinental.

A agência Reuters cita a japonesa NHK para comunicar que os norte coreanos lançaram um míssil que terá caído na zona económica exclusiva do Japão. A agência Kyodo também dá conta do lançamento, citando ainda o governo.

Segundo a Reuters, o primeiro ministro japonês Shinzo Abe convocou uma reunião com caráter urgente para analisar o lançamento em questão.

Esta não é a primeira vez que a Coreia do Norte lança mísseis com destino ao mar do Japão, mas nunca antes tinha “atacado” a zona económica exclusiva do Japão.

A zona económica exclusiva de um país é um espaço delimitado por uma linha situada a 200 milhas marítimas da sua costa – o equivalente a 370 km -, mas pode ter uma extensão maior, em função da plataforma continental.

Na sua zona económica exclusiva, cada país costeiro tem prioridade na utilização dos recursos naturais do mar, tanto vivos como não vivos, e responsabilidade na sua gestão ambiental. Esta zona foi estabelecida pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, também conhecida como Convenção de Montego Bay.

O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, alega que tem o país tem a capacidade de lançar mísseis balísticos intercontinentais com cargas nucleares. A 4 de julho, um teste bem sucedido terá sido, segundo alguns analistas, o primeiro lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte.

Teste de míssil intercontinental coloca EUA ao alcance da Coreia do Norte

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, afirmou que o segundo teste com um míssil balístico intercontinental (ICBM) coloca o território dos Estados Unidos ao alcance de um ataque de Pyongyang, segundo a agência norte-coreana KCNA.

Kim Jong-un afirmou que o teste demonstrou a capacidade da Coreia do Norte para disparar “em qualquer lugar, a qualquer hora“, de acordo com a agência estatal.

“O líder declarou orgulhosamente que o teste confirma que o território continental dos Estados Unidos está dentro do nosso alcance de tiro”, acrescentou. A KCNA disse que Kim expressou “grande satisfação” após o míssil Hwasong-14 ICBM, que tinha sido lançado pela primeira vez a 4 de julho, atingir uma altura máxima de 3.725 quilómetros e viajar 998 quilómetros, do ponto de lançamento até cair em águas próximas do Japão.

Kim disse que o lançamento de sexta-feira enviou um “sério alerta” aos EUA, que têm vindo a fazer ameaças de guerras e novas sanções, cita a KCNA.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, já convocou uma reunião do Conselho Nacional de Segurança.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Matteo Salvini considera que pode ser candidato à Comissão Europeia

Matteo Salvini, líder da extrema-direita italiana disse que deveria ser candidato à presidência da Comissão Europeia caso se verifique a vitória de "uma coligação soberanista" nas próximas eleições europeias. “É verdade. Amigos de diferentes países europeus …

Ryanair revela vídeo. Fotografia de tripulantes a dormir no chão foi encenada

Um vídeo divulgado pela Ryanair confirmou que a fotografia dos tripulantes portugueses a dormir no chão foi encenada. A imagem foi denunciada pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC). De acordo com …

Jornalista saudita. Arábia transferiu 100 milhões para os Estados Unidos

A Arábia Saudita transferiu 100 milhões de dólares para os EUA nesta terça-feira, no mesmo dia em que o secretário de estado norte-americano Mike Pompeo chegou à capital Riade para discutir os contornos da morte …

Benfica contratou russos para investigar e-mails

O Benfica contratou uma empresa de cibersegurança e um escritório de advogados russos para identificar os responsáveis das empresas onde estão alojados os e-mails confidenciais divulgados pelos blogues anónimos. De acordo com a página de jornal …

Demissão de Rovisco Duarte terá sido imposta por novo ministro da Defesa

Rovisco Duarte apresentou a sua demissão ao ministro da Defesa, tendo sido João Gomes Cravinho quem o "empurrou" para a saída, avança o Observador. Esta quarta-feira de manhã, o Chefe de Estado Maior do Exército, Rovisco …

Centeno pode ter mais 150 milhões para aumentos na função pública

O ministro das Finanças já disse e repetiu que só tem 50 milhões de euros para aumentar os salários da função pública em 2019. No entanto, esta verba faz plano de um plano mais generoso, …

Governo muda as regras do jogo. Reforma antecipada só para quem aos 60 tem 40 anos de descontos

O Governo quer limitar, a partir de outubro do próximo ano, o acesso à reforma antecipada aos trabalhadores que começaram a descontar para a Segurança Social antes dos 20 anos. O Governo vai alterar o regime …

Vistos Gold representam um "sério risco de segurança" para a União Europeia

A comissária europeia da Justiça, Vera Jourova, criticou esta terça-feira os Estados-membros que têm a prática de atribuir 'vistos gold' a cidadãos extracomunitários ricos, instando-os a assegurar que a cidadania europeia não é concedida a …

Espanha em alerta vermelho por uma das piores tempestades da última década

Espanha está em alerta vermelho por causa da aproximação de duas tempestades, uma oriunda do Mediterrâneo e outra do Atlântico. O instituto de meteorologia espanhol prevê acumulação de chuva que pode ultrapassar os 100 litros …

Governo quer substituir manuais gratuitos depois de três utilizações

Os manuais escolares gratuitos, que no próximo ano serão distribuídos a um 1,2 milhões de alunos do 1.º ao 12.º ano, deverão ser utilizados três vezes e depois substituídos por novos, afirmou o secretário de …