Míssil da Coreia do Norte atingiu zona económica exclusiva do Japão

(dv) KCNA / YONHAP

Teste de um míssil balístico norte-coreano Pukguksong-2

Os meios de comunicação japoneses estão a avançar que a Coreia do Norte disparou um míssil sobre as águas do Japão. no início do mês, Pyongyang já tinha afirmado que realizou com sucesso o teste do lançamento de um míssil balístico intercontinental.

A agência Reuters cita a japonesa NHK para comunicar que os norte coreanos lançaram um míssil que terá caído na zona económica exclusiva do Japão. A agência Kyodo também dá conta do lançamento, citando ainda o governo.

Segundo a Reuters, o primeiro ministro japonês Shinzo Abe convocou uma reunião com caráter urgente para analisar o lançamento em questão.

Esta não é a primeira vez que a Coreia do Norte lança mísseis com destino ao mar do Japão, mas nunca antes tinha “atacado” a zona económica exclusiva do Japão.

A zona económica exclusiva de um país é um espaço delimitado por uma linha situada a 200 milhas marítimas da sua costa – o equivalente a 370 km -, mas pode ter uma extensão maior, em função da plataforma continental.

Na sua zona económica exclusiva, cada país costeiro tem prioridade na utilização dos recursos naturais do mar, tanto vivos como não vivos, e responsabilidade na sua gestão ambiental. Esta zona foi estabelecida pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, também conhecida como Convenção de Montego Bay.

O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, alega que tem o país tem a capacidade de lançar mísseis balísticos intercontinentais com cargas nucleares. A 4 de julho, um teste bem sucedido terá sido, segundo alguns analistas, o primeiro lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte.

Teste de míssil intercontinental coloca EUA ao alcance da Coreia do Norte

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, afirmou que o segundo teste com um míssil balístico intercontinental (ICBM) coloca o território dos Estados Unidos ao alcance de um ataque de Pyongyang, segundo a agência norte-coreana KCNA.

Kim Jong-un afirmou que o teste demonstrou a capacidade da Coreia do Norte para disparar “em qualquer lugar, a qualquer hora“, de acordo com a agência estatal.

“O líder declarou orgulhosamente que o teste confirma que o território continental dos Estados Unidos está dentro do nosso alcance de tiro”, acrescentou. A KCNA disse que Kim expressou “grande satisfação” após o míssil Hwasong-14 ICBM, que tinha sido lançado pela primeira vez a 4 de julho, atingir uma altura máxima de 3.725 quilómetros e viajar 998 quilómetros, do ponto de lançamento até cair em águas próximas do Japão.

Kim disse que o lançamento de sexta-feira enviou um “sério alerta” aos EUA, que têm vindo a fazer ameaças de guerras e novas sanções, cita a KCNA.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, já convocou uma reunião do Conselho Nacional de Segurança.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …

FMI avisa que vêm aí "tempos sombrios" e que "todos vão sofrer"

Kristalina Georgieva, chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), avisou que os próximos tempos serão sombrios e que todos irão sofrer. Numa introdução às reuniões da primavera do FMI e do Banco Mundial, que decorrem entre 14 …

Merkel pede paciência: situação continua "frágil"

Angela Merkel pediu paciência aos alemães e admitiu que "não será necessário" impor no país medidas mais rigorosas de confinamento. A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou esta quinta-feira à paciência dos alemães, num momento de crescente …

Detido bilionário chinês que criticou Presidente Xi Jinping. Estava desaparecido há um mês

O bilionário chinês Ren Zhiqiang que criticou a forma como Presidente da China, Xi Jinping, lidou com a pandemia, está sob custódia das autoridades chinesas devido a uma investigação em que é o principal suspeito. …

Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é "irresponsável"

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é "irresponsável". O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio …

Creche recusou receber filho de enfermeira por falta de funcionários. Meteram baixa

A creche e pré-escolar "Voar mais alto", em Setúbal, recusou receber uma criança de três anos, filha de uma enfermeira, por falta de funcionários. A notícia é avançada esta quinta-feira pelo Observador que adianta que as …

Subsídio por assistência a filhos vai ser pago 100% em toda a função pública

O subsídio por assistência a filho sobe de 65% para 100% do salário aos funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações. O Governo aprovou, esta quinta-feira, um diploma que aumenta o subsídio por assistência …

Espanha avança com novo prolongamento do estado de emergência. Contágios em Itália voltam a subir

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, avançou que dentro de quinze dias terá de voltar ao parlamento para prolongar o estado de emergência por mais duas semanas. Depois de afirmar que Espanha não terá ainda "posto fim …

Boris Johnson saiu dos cuidados intensivos

O primeiro-ministro britânico saiu dos cuidados intensivos, avançou Downing Street. De acordo com o comunicado, Boris Johnson está "muito bem-disposto". Boris Johnson saiu esta tarde dos cuidados intensivos, segundo um comunicado de Downing Street. O primeiro-ministro …