Seca extrema em Itália revela bomba da II Guerra Mundial submersa num rio

Uma bomba não detonada da Segunda Guerra Mundial foi revelada devido à seca extrema que se vive em Itália. O engenho explosivo de 450 quilos foi encontrado por pescadores nas margens do rio Pó, perto da vila de Borgo Virgilio, na Lombardia, em julho.

“A bomba foi encontrada por pescadores na margem do rio Pó devido à diminuição do nível das águas causada pela seca”, disse o coronel Marco Nasi, em declarações à agência Reuters.

No domingo, cerca de três mil moradores foram retirados para que os especialistas pudessem realizar, com segurança, uma explosão controlada. O espaço aéreo da área foi encerrado durante um breve período de tempo, bem como o tráfego fluvial, ferroviário e rodoviário.

Segundo os engenheiros, o dispositivo, fabricado nos Estados Unidos, tinha 240 quilos de explosivos. Depois de destruído, o artefato foi transferido para uma pedreira no município de Medole.

O Pó é o rio mais longo da Itália, fluindo dos Alpes do sudoeste até ao Mar Adriático. O país está a viver a pior seca dos últimos 70 anos e, por isso, as autoridades italianas declararam, em junho, estado de emergência para as áreas que rodeiam o rio Pó, que irriga cerca de um terço da produção agrícola do país.

Também no mês passado, o leito do rio já tinha secado tanto que um navio naufragado da Segunda Guerra Mundial apareceu à superfície. O Zibello é uma embarcação de 49 metros que transportava madeira durante o conflito e que se afundou em 1943.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.