Israel vai às urnas decidir se Benjamin Netanyahu continua

D. Myles Cullen / CJCS

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

Quase seis milhões de israelitas vão às urnas esta terça-feira para decidir, em eleições legislativas antecipadas, se o atual primeiro-ministro Benjamin Netanyahu continua ou não na chefia do Governo.

A votação para as eleições legislativas antecipadas em Israel arrancou oficialmente, com a abertura das urnas às 7h locais (5h em Lisboa), constaram jornalistas da AFP.

Numa campanha eleitoral que relegou para segundo plano o conflito israelo-palestiniano, as eleições são, em grande medida, um referendo a favor ou contra Netanyahu, de 65 anos, primeiro-ministro desde março de 2009, que acumula já quase uma década no poder, tendo em conta o primeiro de três mandatos, de 1996 a 1999.

Durante 15 horas, até às 22h locais (20h em Lisboa), um total de 5,88 milhões de eleitores israelitas é chamado às urnas para decidir se o atual primeiro-ministro Benjamin Netanyahu continua ou não na chefia do Governo, e escolher 120 deputados nas mais de dez mil assembleias de voto instaladas em escolas, hospitais, ou mesmo prisões em todo o país.

Continuar ou não com Netanyahu “é a grande questão”, por estar “no poder há tanto tempo”, explicou Tamir Sheafer, professor de ciência política. “Trata-se do segundo maior período” de exercício do poder, depois de David Ben Gourion, o fundador do Estado de Israel.

Uma sondagem publicada na quinta-feira passada pelo jornal Haaretz atribui 24 lugares à aliança entre o Partido Trabalhista, de Isaac Herzog, o Kadima, de Tzipi Livni, a União Sionista (mais um do que na anterior), e 21 ao Likud, de Benjamin Netanyahu (menos dois), num total de 120 lugares no Parlamento.

Moshé Kahlon, antigo membro do Likud e atualmente líder de um novo partido de centro-direita (Kulanu) é considerado elemento decisivo para a formação do Executivo depois das eleições. As últimas sondagens dão-lhe entre oito e dez lugares.

Sem o apoio de Moshé Kahlon, os dois grandes partidos não deverão conseguir maioria no futuro Parlamento, indicam as sondagens.

No sistema israelita, o chefe do partido vencedor não é necessariamente chamado a formar governo, mas quem está mais bem posicionado para formar uma coligação. As diferentes alianças possíveis tornam muito incerto avançar o nome do próximo líder do executivo.

Netanyahu admitiu já que o risco de perder é real, depois de as sondagens darem a liderança à União Sionista.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As sestas podem ser boas amigas do coração

Fazer uma sesta uma ou duas vezes por semana pode reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC. No entanto, se fizer mais sestas do que o recomendado, os benefícios desaparecem. Uma equipa de cientistas decidiu …

Qual o tamanho mínimo para que um planeta possa ser habitável? Cientistas responderam

Uma equipa de cientistas de Harvard revelou o tamanho crítico abaixo do qual um planeta nunca pode ser habitável, mesmo que esteja numa área com uma distância à sua estrela que permita a existência de …

Criatura com "cabeça de canivete suíço" deu origem aos escorpiões e às aranhas

Encontrada no Canadá, esta nova espécie de fóssil provou ser o quelicerado mais antigo, situando a origem dos escorpiões e das aranhas há 500 milhões de anos. Com o tamanho de um dedo polegar, olhos em …

Benfica 2-0 Gil Vicente | "Águia" q.b. bate minhotos aguerridos

O Benfica cumpriu frente ao Gil Vicente, no Estádio da Luz, e venceu por 2-0, com um golo a fechar a primeira parte e outro a abrir a segunda. A formação “encarnada” sentiu muitas dificuldades para …

Há cidades que, em 2050, vão ser quentes demais para se visitar

Em 2050, há cidades que vão ser vítimas do flagelo das alterações climáticas. As altas temperaturas vão impedir que os turistas explorem cada recanto destas metrópoles. Os efeitos das alterações climáticas são cada vez mais visíveis.. …

As legislativas não se ganham nas sondagens, alerta Costa

Após ter sido divulgada mais uma sondagem este sábado, António Costa afirmou que as eleições não se ganham nas sondagens e apelou para a mobilização de modo a garantir a vitória. O secretário-geral do PS, António …

Prémios IgNobel: uma máquina para mudar fraldas e uma pizza anticancro

Os vencedores da 29.ª edição dos prémios IgNobel foram anunciados na quinta-feira, na Universidade de Harvard, no Estado norte-americano do Massachusetts. Os prémios IgNobel - uma paródia dos prémios atribuídos pelas academias suecas e norueguesa - …

Atriz Felicity Huffman condenada a 14 dias de prisão

A atriz de "Donas de Casa Desesperadas" foi ainda multada em 30 mil dólares e terá de cumprir 250 horas de serviço comunitário. Depois de cumprido o tempo de prisão, Felicity Huffman ficará um ano …

Casa Branca confirma morte de um dos filhos de Osama Bin Laden

Hamza Bin Laden, que teria cerca de 30 anos, era um dirigente destacado da al-Qaeda. “A morte de Hamza Bin Laden priva a al-Qaeda das suas relevantes capacidades de liderança e da ligação simbólica ao …

Portugal perde na Taça Davis frente à Bielorrússia

Pedro Sousa, colocado em 123.º no 'ranking' ATP, perdeu por 3-2 contra a Bielorrússia, na eliminatória do Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis. Este sábado, o tenista Pedro Sousa foi derrotado no último encontro …