Investigadores apresentam bateria cem vezes mais barata e que armazena o dobro de energia

O armazenamento de energia, um dos maiores problemas das renováveis, pode ser facilitado com uma bateria de enxofre, ar, água e sal cem vezes mais barata do que uma convencional e que conserva o dobro da energia.

A nova bateria foi apresentada, esta quarta-feira, na revista norte-americana Joule e foi desenvolvida por um grupo de cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), incentivados pelo Departamento de Energia dos EUA a reduzir o custo de armazenamento das energias renováveis.

Dizem os responsáveis pelo projeto que pode acumular o dobro da energia de uma bateria normal de chumbo e ácido.

“É cada vez mais claro que para que as energias renováveis se tornem a principal parte, se não a única, do nosso sistema de geração de eletricidade”, é preciso combinar a oferta com a procura que temos enquanto sociedade, disse um dos investigadores, Yet-Ming Chiang, do Departamento de Ciências e Engenharia dos Materiais do MIT.

O responsável assinalou que a invenção dá uma nova esperança nesta área mas adiantou que é preciso caminhar rapidamente, porque não há “muito tempo”.

A parte crítica das energias renováveis é a variabilidade, já que as nuvens podem impedir o sol de chegar a painéis solares ou pode não haver vento para mover as turbinas eólicas. Se a energia pudesse ser armazenada seria possível manter nesses tempos de não produção um fluxo de fornecimento ininterrupto.

Até agora, a ligação do armazenamento à geração de energias renováveis é incipiente. Guardar essa energia é possível mas a quantidade armazenada do total de energia solar e eólica produzida é ínfima e o custo é muito elevado.

O ex-secretário da Energia, Steven Chu, tinha estabelecido a meta 5-5-5, de reduzir cinco vezes o custo de armazenamento e aumentar em cinco vezes a capacidade de recolha, tudo isso em cinco anos. O trabalho do grupo do MIT concentrou-se na primeira parte da meta.

Os investigadores interessaram-se pelo potencial do enxofre, um não-metal abundante, e depois de pesquisas chegaram à bateria que agora apresentam, com um custo químico de cerca de um dólar por kWh (quilowatt hora).

Até agora, notam também, o único inconveniente da bateria é que ocupa mais espaço do que as tradicionais baterias existentes no mercado, o que é compensado pelo baixo custo.

A equipa promete continuar a trabalhar para tornar a bateria mais eficiente e aumentar o seu tempo de vida útil, estimado agora em dois meses, quando o normal seria entre cinco a 20 anos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …

Ryanair deixa de voar entre Porto e Lisboa em outubro (mas fica com base mais reduzida em Faro)

A transportadora aérea irlandesa Ryanair vai deixar de voar entre Porto e Lisboa a partir de 25 de outubro devido a “razões comerciais”. A confirmação foi dada pela empresa ao Jornal de Notícias. Em abril, a …

Frente-a-frente entre Costa e Rio teve menos 633 mil espectadores do que o debate entre Costa e Passos em 2015

O frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio, os líderes dos dois maiores partidos, teve menos audiência do que o confronto de há quatro anos, entre António Costa e Pedro Passos Coelho. Cerca de de …

EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula …

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no Ensino Superior não era tão alta

Há sete anos que a média de secundário dos colocados no ensino superior não era tão alta. Relativamente aos alunos de cursos científico-humanísticos, a média dos colocados tem vindo a aumentar desde 2015, tendo atingido …

Futebolistas internacionais russos Kokorin e Mamayev saíram da prisão

Pavel Mamayev e Alexander Kokorin foram detidos depois de atacarem dois homens, um responsável do governo, num estacionamento de um hotel, e um outro num café. Deixam a prisão por "bom comportamento". Os futebolistas internacionais russos …

Praga de baratas fecha refeitório do hospital Amadora-Sintra

Uma praga de baratas está a afetar o Hospital Amadora-Sintra, provocando sérios transtornos às centenas de trabalhadores desta unidade de saúde. O caso foi denunciado ao Correio da Manhã por funcionários e confirmado pelo hospital. A …