Investigadora alemã critica proibição de falar português nas escolas do Luxemburgo

hocolibrary / Flickr

-

Uma investigadora da Universidade do Luxemburgo especializada em multilinguismo afirmou à Lusa que a decisão de proibir alunos portugueses de falar a língua materna nas escolas “é errada”, defendendo o reforço da formação dos professores.

Adelheid Hu, investigadora alemã na Universidade do Luxemburgo, comparou o caso de um director de turma num liceu do Grão-Ducado que proibiu os alunos de falar português nas aulas com a situação vivida pelos imigrantes turcos na Alemanha, citando estudos que condenam este tipo de medida.

A investigadora comentou o tema na sequência da notícia, divulgada este domingo, de que há crianças castigadas nas escolas e creches do Luxemburgo por falar português.

“Tivemos a mesma situação com os imigrantes turcos na Alemanha, e as investigações que foram feitas indicam que não se deve proibir os alunos de falar a língua materna nas escolas”, disse à Lusa a investigadora alemã, sublinhando que “os alunos utilizam muitas vezes a língua-mãe para tentarem compreender aquilo que ouvem nas aulas, e não apenas para conversarem uns com os outros”.

Ao proibir os alunos de falar português, “não é só a língua que está em causa, a identidade cultural das crianças também é ameaçada“, defendeu.

DR sverigesradio.se

Adelheid Hu, investigadora alemã na Universidade do Luxemburgo

Adelheid Hu, investigadora alemã na Universidade do Luxemburgo

A investigadora, que participou este mês numa conferência sobre o 30° aniversário dos cursos integrados de Português no ensino luxemburguês, recordou que o domínio da língua materna “facilita a aprendizagem de línguas estrangeiras”.

Citando estudos na área, Adelheid Hu defendeu que é preciso dar mais formação aos professores para que estes possam “gerir a diversidade” linguística nas aulas.

“Eu compreendo que é difícil para os professores, mas é preciso encontrar métodos para tirar partido da diversidade linguística e promover a aprendizagem através das línguas”, disse a investigadora, cuja área de investigação inclui também a comunicação intercultural.

Polémica noutros países

A decisão de proibir os imigrantes de falar a língua materna nas escolas já provocou polémica noutros países.

Há um ano, a directora de uma escola no Texas, nos Estados Unidos, foi demitida pela direção do estabelecimento escolar depois de ter proibido os alunos, a maioria de origem hispânica, de falarem espanhol nas aulas.

Na Bélgica, país vizinho do Luxemburgo, um estudo conjunto da Universidade de Lovaina, Gand e Antuérpia concluiu que dois terços dos imigrantes são impedidos de falar a língua materna nas escolas da região flamenga do país, uma percentagem que sobe para os 80% no caso dos alunos de origem turca e marroquina.

Para os investigadores do estudo, publicado em 2012 e citado pelo jornal De Staandard, os resultados indicam que a proibição estigmatiza de forma diferente os imigrantes, sendo os alunos turcos e árabes mais discriminados do que estudantes de outras nacionalidades.

Portugueses no Luxemburgo

No Luxemburgo há cerca de 100 mil portugueses, que representam cerca de um quinto da população no país.

Segundo dados do Ministério da Educação do Luxemburgo, o português é a segunda língua materna mais falada nas escolas do país, com 28,9% de falantes, a seguir ao luxemburguês, com 39,8%, mas à frente dos outros dois idiomas oficiais do Grão-Ducado, francês (11,9% de falantes) e alemão (2%).

Os alunos portugueses representam mais de vinte por cento dos estudantes na maioria dos níveis de ensino no país, uma percentagem que no ensino secundário técnico ronda os 28 por cento, segundo dados do Ministério da Educação de 2012/2013.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O que a escola do Luxemburgo devia fazer era introduzir no seu currículo a disciplina de língua portuguesa, como opção, uma vez que tem tantos alunos luso-descendentes(30%)!!! iGNORÁ-LA E PROÍBI-LA É VERGONHOSO!!!

RESPONDER

Há cada vez mais cidades chinesas com cortes de energia — e isso poderá ter consequências globais

Embora o problema já se tenha começado a sentir em julho, na última semana deixou de atingir apenas as zonas industriais para se estender aos bairros residenciais. População foi desaconselhada a não usar dispositivos com …

Barack Obama: "Taxem os ricos, como eu," para financiar proposta de Biden

Apelo está relacionado com a aprovação de um grande plano legislativo proposto por Joe Biden e que deverá ser negociado nas duas câmaras do Congresso norte-americano ao longo das próximas semanas. Numa semana decisiva da governação …

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …