A medula espinal não está sozinha. O intestino também gera as suas próprias células sanguíneas

Os pacientes que recebem transplantes intestinais podem receber mais do que apenas um novo intestino saudável: um novo suplemento de células sanguíneas de outra pessoa.

Nos últimos dois anos, os cientistas começaram a aperceber-se de que os pacientes que recebem pedaços de intestino doados apresentam também quimerismo sanguíneo. Na prática, isto significa que os pacientes não só fabricam as suas próprias células sanguíneas como também possuem células outrora pertencentes ao seu doador.

Até hoje, pensava-se que o único lugar onde os seres humanos adultos produziam novas células sanguíneas era a medula óssea. No entanto, esta descoberta sugere que o nosso intestino contém também tecido hematopoiético capaz de bombear um fluxo de leucócitos e hemácias para o nosso sistema circulatório.

Apesar de não saberem ao certo, os cientistas estimam que o reservatório de células do intestino forma até 10% das células sanguíneas circulantes.

Para observarem de perto e verem o que acontece com estas células a longo prazo, a equipa de cientistas acompanhou 21 recetores de transplantes intestinais durante cinco anos. Os cientistas não só encontraram células estaminais e progenitoras hematopoiéticas (HSPCs) na mucosa do intestino doado, como também as identificaram numa secção do intestino delgado, fígado e gânglios linfáticos.

Além disso, a equipa notou que, com o passar do tempo, estas células foram sendo gradualmente substituídas por “tecidos de construção” do sangue do próprio recetor.

Num primeiro momento, os cientistas ficaram muito preocupados, dado que os glóbulos brancos são uma espécie de infantaria do sistema imunológico, que atacam os invasores. O órgão doado não é encarado como um imigrante amigável no corpo do recetor, sendo por esse motivo que muitas vezes são necessários medicamentos poderosos de anti-rejeição para amortecer a resposta imune e impedir que o órgão seja destruído.

No entanto, isto não constituiu um problema. “Provamos que há uma espécie de conversa imunológica cruzada entre os dois grupos de células do sangue que protegem o transplante do sistema imunológico e o paciente do transplante”, explicou Megan Sykes, investigadora do Centro de Imunologia Translacional da Universidade de Columbia.

Segundo o estudo, publicado recentemente na revista Cell Stem Cell, os HSPCs do doador estavam aparentemente a ser “educados” para reconhecer a sua nova casa, mesmo quando foram lentamente substituídos. Este clima de paz que envolve as células brancas do sangue pode traduzir-se num benefício surpreendente ao quimerismo sanguíneo.

Os transplantes intestinais apresentam uma grande taxa de rejeição, cerca de 50% nos primeiros cinco anos. Este estudo vem trazer alguma esperança, dado que é possível que em pacientes com um alto nível de células do doador possam não precisar de tanta imunossupressão quanto a que estão a receber atualmente. Por sua vez, reduzir a imunossupressão pode melhorar os resultados, esclarece a especialista.

A combinação entre órgãos transplantados com células estaminais hematopoiéticas do doador pode aumentar a interferência entre o doador e o recetor e, assim, aumentar a tolerância ao transplante.

“Isto poderia melhorar drasticamente a vida dos pacientes transplantados. O nosso objetivo final é obter tolerância imunológica, o que nos permitiria eliminar completamente a imunossupressão. Este é realmente o Santo Graal“, conclui Sykes.

Desta forma, os cientistas estão agora a planear um estudo futuro que tentará aumentar a quantidade de células estaminais hematopoiéticas durante o transplante intestinal, o que resultará em maiores níveis de circulação sanguínea do doador, tolerância imunológica e menor necessidade de imunossupressores.

LM, ZAP // ScienceAlert

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Tratem bem dos vossos intestinos. Probióticos ajudam imenso na manutenção de uma boa saúde geral.
    Suplementos de probióticos em especial se tomaram antibióticos, pois estes matam toda a flora intestinal e depois baixa a imunidade. E enemas com água morna (ou há quem faça com café!) também limpam bem a porcaria incrustada do “cano”.

Responder a Jo Cancelar resposta

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …

O primeiro local funerário de compostagem humana do mundo abre em 2021

Prevê-se que a primeira instalação funerária de compostagem humana do mundo abra na primavera de 2021, depois de os legisladores do Estado de Washington terem legalizado o processo póstumo no início do ano. A empresa Recompose, …