Inteligência artificial já consegue “ler” palavras diretamente das ondas cerebrais

Os neurocientistas estão a ensinar computadores a ler palavras diretamente das ondas cerebrais das pessoas.

Kelly Servick relatou esta semana três trabalhos publicados, no qual três equipas de investigadores demonstraram que poderiam descodificar a fala de gravações de neurónios.

Em cada estudo, os elétrodos colocados diretamente no cérebro registavam a atividade neural, enquanto os pacientes de cirurgia cerebral ouviam a fala ou liam palavras em voz alta. Então, os investigadores tentaram descobrir o que os pacientes estavam a ouvir ou dizer. Em cada caso, os cientistas conseguiram converter a atividade elétrica do cérebro em arquivos de som.

O primeiro artigo descreve uma experiência na qual os investigadores faziam gravações de fala para pacientes com epilepsia que estavam uma cirurgia do cérebro. As gravações neurais tiveram de ser muito detalhadas para serem interpretadas. Esse nível de detalhes está disponível apenas nas raras circunstâncias em que um cérebro é exposto ao ar e elétrodos são colocados diretamente nele, como em cirurgias cerebrais.

Enquanto os pacientes ouviam os arquivos de som, os cientistas registaram os neurónios disparando nas partes do cérebro dos pacientes que processam o som. Os investigadores tentaram vários métodos diferentes para transformar os dados em discurso e, quando tocaram os resultados através de um vocoder, que sintetiza vozes humanas, para um grupo de 11 ouvintes, os indivíduos interpretaram corretamente 75% das palavras.

O segundo artigo baseou-se em gravações neurais de pessoas submetidas a cirurgia para remover tumores cerebrais. Quando os pacientes leram em voz alta palavras – monossílabos -, os investigadores registaram os sons que saíam das bocas dos participantes e os neurónios a disparar nas regiões produtoras de fala dos cérebros.

Os cientistas ensinaram uma rede neural artificial a converter as gravações neurais em áudio, mostrando que os resultados eram pelo menos razoavelmente inteligíveis e semelhantes às gravações feitas pelos microfones.

O terceiro artigo contou com a gravação da parte do cérebro que converte palavras específicas que uma pessoa diz em movimentos musculares. Os investigadores relataram que reconstruíram frases inteiras e que as pessoas que ouviram interpretara-nas corretamente 83% do tempo. O método desta experiência dependia da identificação dos padrões envolvidos na produção de sílabas individuais, em vez de palavras inteiras.

O objetivo em todos estes estudos é, um dia, tornar possível que pessoas que perderam a capacidade de falar, possam falar através de uma interface de computador para o cérebro. No entanto, a ciência para isto ainda não existe.

 

Ainda assim, a ciência está a avançar – e os dispositivos de fala artificial ligados diretamente ao cérebro parecem ser uma possibilidade real no futuro.

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia de Nova Iorque de origem tibetana acusado de espiar ao serviço da China

Um polícia nova-iorquino originário do Tibete foi acusado de espionagem pelas autoridades norte-americanas por, supostamente, ter recolhido para o Governo chinês informações sobre a comunidade tibetana em Nova Iorque. De acordo com a acusação das autoridades …

Football Leaks. PJ desconhecia acesso das autoridades francesas às provas

O inspetor da PJ, José Amador, revelou, esta terça-feira, que esta polícia não teve conhecimento do acesso das autoridades francesas às provas apreendidas a Rui Pinto durante a sua detenção na Hungria. Na quinta sessão do …

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …

"Ato que nenhum fim pode justificar". Vaticano critica a aceitação mundial da eutanásia

Através de um novo documento, o Vaticano condenou a disseminação da aceitação internacional da eutanásia e do suicídio assistido, inclusive em alguns países tradicionalmente católicos da Europa. O Vaticano referiu no documento publicado hoje - e …

Facebook teme sair da Europa caso não possa transferir dados para os EUA

A Comissão de Proteção de Dados irlandesa propôs que os dados dos cidadãos europeus não possam sair do continente. O Facebook diz que não sabe como poderá continuar a prestar os seus serviços na Europa …

O guarda-redes do Chelsea é o melhor em quê? "Em cometer erros"

Kepa alvo de críticas fortes. Frank Lampard confirmou a chegada de mais um guarda-redes, proveniente de França. O Chelsea volta a ser notícia por causa do mercado e volta a ser notícia por causa de um …

Promotores assumem pela primeira vez que Trump pode ser investigado por fraude fiscal

O gabinete do procurador do distrito de Manhattan, que tem travado uma batalha legal com o Presidente dos Estados Unidos (EUA) para obter as suas declarações de impostos, sugeriu na segunda-feira, pela primeira vez, que podia …