Instalação de captura de carbono da Shell emite mais gases poluentes do que capta

1

albertanewsroom / Flickr

Complexo Scotford da Shell, em Alberta

O Complexo Scotford, uma instalação de captura de carbono da Shell em Alberta, tem a mesma pegada de carbono por ano que 1,2 milhões de automóveis movidos a combustível.

Entre 2015 e 2019, a instalação de captura e armazenamento de carbono Quest da Shell capturou cerca de 5 milhões de toneladas de dióxido de carbono na sua fábrica de produção de hidrogénio no Complexo Scotford.

Contudo, um novo relatório da organização de direitos humanos Global Witness descobriu que a fábrica de hidrogénio emitiu 7,5 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa no mesmo período, entre eles metano.

A VICE destaca que a fábrica tem a mesma pegada de carbono por ano que 1,2 milhões de carros movidos a combustível.

“Consideramos que a Shell está a enganar o público e a dar-nos apenas um lado da história”, disse Dominic Eagleton, autor do relatório, acrescentando que a indústria tem pressionado os governos a subsidiar a produção de hidrogénio fóssil (hidrogénio produzido a partir de gás natural), que é complementado com a tecnologia de captura de carbono como uma alternativa “amiga do clima”.

“A Quest foi originalmente concebida como um projeto de demonstração para provar a tecnologia (de captura de carbono) e, de um modo geral, cumpriu ou excedeu as nossas expectativas”, disse o porta-voz da Shell Canadá, Stephen Doolan.

Quanto à alegação de que a fábrica terá emitido 7,5 milhões de toneladas de gases com efeito de estufa, a empresa não respondeu, notando apenas que, à medida que o tempo passa, a instalação captura mais carbono, mas também emite mais.

O relatório da Global Witness indica ainda que os governos federal e de Alberta gastaram centenas de milhões de dólares de fundos públicos – pelo menos 654 milhões – para pagar o projeto Quest, de mil milhões de dólares.

À data de publicação deste artigo, o Ministério da Energia de Alberta recusou-se a fazer comentários por não ter lido integralmente o relatório.

Aos jornalistas, Joanna Sivasankaran, secretária de imprensa do Ministro dos Recursos Naturais, disse que “a utilização e armazenamento da captura de carbono não é uma bala de prata para a crise climática, mas uma ferramenta importante para alcançar os ambiciosos objetivos climáticos do Canadá e reduzir as emissões em muitas indústrias”.

  ZAP //

1 Comment

  1. Claro, a nova moda politicamente correcta e’ tudo pelo ambiente, para sacar milhoes em subsideos. Para capturar, ha’ uma “tecnica” muito mais simples, e garantida, ha’ milhoes de anos: plantar arvores, e parar com o abate criminoso de desflorestacao insustentavel, para sacar uns milhoes e deixar os netos pagar a conta… ou ter de andar de escafandro com oxigenio as costas, nao so’ mascara.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE