Inscrição antiga revela cidade esquecida na Turquia que terá derrotado o rei Midas

James Osborne

No inverno passado, um agricultor do sul da Turquia encontrou uma grande pedra semi-submersa num canal de irrigação com inscrições misteriosas. Agora, a rocha revelou a história de uma antiga civilização perdida que terá derrotado o reino da Frígia do rei Midas no final do século VIII a.C.

De acordo com um comunicado da Universidade de Chicago, alguns meses depois de descobrir a pedra, o agricultor avisou arqueólogos locais sobre a sua existência. Com um trator, o agricultor ajudou os arqueólogos a retirar o pesado bloco de pedra do canal.

“Imediatamente era claro que era antigo e reconhecemos a língua em que estava escrito: luvita, usada nas idades de Bronze e Ferro na região”, disse James Osborne, arqueólogo e professor assistente de Arqueologia Anatólia da Universidade de Chicago.

A estela estava coberta de hieróglifos escritos em luvita, uma das mais antigas línguas indo-europeias. A linguagem escrita, composta de símbolos hieroglíficos nativos da antiga Turquia, é lida em sequências alternadas da direita para a esquerda e da esquerda para a direita.

“Não fazíamos ideia da existência deste reino”, continuou Orborne. “Num piscar de olhos, tivemos novas informações profundas sobre a Idade do Ferro no Médio Oriente”.

A pedra conta a história de um reino antigo que derrotou Frígia, que era governado pelo rei Midas. Segundo a mitologia grega, Midas transformava tudo o que tocava em ouro. Um símbolo na pedra indicava que esta era uma mensagem que vinha diretamente do seu governante, o rei Hartapu. Uma parte da pedra dizia: “Os deuses da tempestade entregaram os reis [rivais] à sua majestade”.

O reino perdido terá existido entre os séculos IX e VII a.C. e, no seu auge, provavelmente terá cobrido cerca de 120 hectares. Era um dos maiores assentamentos existentes na Turquia antiga na época.

A sua capital localizava-se no que é hoje o sítio arqueológico de Turkmen-Karahoyuk. O Projeto de Pesquisa Arqueológica Regional de Konya identificou este assentamento como um importante sítio arqueológico em 2017.

Ainda não se sabe qual era o nome deste reino. Por outro lado, esta inscrição não é a primeira menção ao rei Hartapu. A 16 quilómetros a sul, os arqueólogos descobriram anteriormente inscrições hieroglíficas num vulcão que se referia ao rei Hartapu. Essa inscrição não revelava, porém, quem era nem que reino governava.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Correr é mais fácil com estes exoesqueletos para os tornozelos

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Stanford desenvolveu um exoesqueleto motorizado que reduz drasticamente o esforço de corrida. Correr é uma das formas mais acessíveis de fazer exercício físico e uma das mais odiadas, por …

Dados do observatório Chandra testam "teoria de tudo"

Uma das maiores ideias da física é a possibilidade de que todas as forças, partículas e interações conhecidas possam ser ligadas numa única estrutura. A teoria das cordas é sem dúvida a proposta mais bem …

Facebook promete investir 90 milhões para apoiar o jornalismo

A rede social Facebook prometeu esta segunda-feira investir 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) na indústria do jornalismo. “O setor das notícias está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante …

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …