Infantas Cristina e Elena vacinaram-se em Abu Dhabi

Juan Manuel Herrera / OAS

A Infanta Cristina de Borbón

As Infantas Elena e Cristina de Borbón foram vacinadas em Abu Dhabi, durante uma visita ao pai, o rei emérito Juan Carlos, que se refugiou no verão do ano passado.

Segundo o The Guardian, a Família Real espanhola está a ser alvo de duras críticas depois de as Infantas Elena e Cristina de Borbón terem sido vacinadas contra a covid-19 em fevereiro, durante uma visita ao seu pai, o rei emérito Juan Carlos, que se encontra em Abu Dhabi.

Elena e Cristina de Borbón, de 57 e 55 anos respetivamente, não cumprem critérios de prioridade para serem imunizadas em Espanha.

Em comunicado, a irmã mais velha de Felipe VI disse que o facto de terem sido vacinadas nos Emirados Árabes Unidos na primeira semana de fevereiro, com duas doses da vacina chinesa Sinopharm, “foi uma oportunidade que nos foi oferecida para podermos continuar a visitar o nosso pai”.

“Tanto a minha irmã como eu fomos visitar o nosso pai e, com o objetivo de ter um passaporte sanitário que nos permita fazê-lo regularmente, ofereceram-nos a hipótese de sermos vacinadas, a que acedemos”, lê-se na nota, a que o El Español teve acesso.

“Caso não se tivesse criado essa oportunidade”, a monarca afirma que iria continuar à espera que chegasse a sua vez para ser vacinada contra a covid-19.

A visita das Infantas terá servido para ajudar Juan Carlos a mudar-se do hotel Emirates Palace, onde vivia desde agosto, para uma moradia na ilha de Nurai. O antigo monarca também foi imunizado, tendo tido uma reação virulenta à vacina.

A Casa Real informou, esta terça-feira, que Felipe VI “não é responsável pelos atos das suas irmãs” e que ele, assim como a Rainha Letizia e as suas filhas, a Princesa Leonor e a Infanta Sofia, serão vacinados quando receberem indicação das autoridades de saúde espanholas, escreve o El País.

Segundo o Expresso, a ministra da Saúde espanhola também criticou, de forma indireta, o sucedido. “Neste país, precisamos de exemplaridade e por mim fico com a de Suas Majestades, que, como o resto dos espanhóis, serão vacinadas quando for a sua vez e com a vacina que lhes calhar”, afirmou Carolina Darias, questionada sobre o assunto.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE