Incêndio catastrófico destruiu a “Pompeia britânica” um ano depois de ser construída

(dr) Cambridge Archaeological Unit

O assentamento incrivelmente preservado na Idade do Bronze, denominado “Pompeia britânica”, foi destruído por um incêndio um ano depois de ser construído.

Um novo estudo, publicado na revista Antiquity, revela novos detalhes sobre Must Farm, uma cidade da Idade do Bronze localizada em Whittlesey, na Inglaterra. Descrita pela primeira vez em 2016,  o assentamento é conhecido como “Pompeia britânica” devido ao seu notável estado de preservação.

Como Pompeia, o assentamento captura um momento no tempo – embora seja um momento de tragédia. Há 3.000 anos, as estruturas de madeira começaram a arder e mergulharam nas águas abaixo, um evento que contribuiu para a sua preservação.

Entre as descobertas mais notáveis ​​está a surpreendente revelação de que Must Farm queimou cerca de um ano depois de ter sido construído. O novo estudo também detalha os artefactos encontrados no local, fornece um cronograma atualizado sobre o assentamento e oferece uma nova luz sobre as atividades diárias das pessoas da Idade do Bronze que lá viviam.

Must Farm foi construída entre 1100 e 800 a.C e consistia em várias casas redondas apoiadas em palafitas de madeira sobre um pequeno rio num ambiente húmido. As habitações são consideradas “as estruturas domésticas pré-históricas mais preservadas encontradas na Grã-Bretanha”, de acordo com a nova investigação, liderada por Mark Knight, do Departamento de Arqueologia da Universidade de Cambridge.

“Must Farm é inquestionavelmente um dos mais importantes sítios arqueológicos britânicos que foram escavados neste século e este artigo mostra algumas das excelentes pesquisas realizadas aqui”, Richard Madgwick, um arqueólogo da Universidade de Cardiff que não esteve envolvido no projeto, ao Gizmodo.

O site está bem preservado por vários fatores. Em primeiro lugar, o assentamento foi construído sobre um pequeno rio, uma grande parte do qual estava alagado desde o início. Em segundo lugar, alguns dos objetos dentro do assentamento que incendiou, como têxteis, ficaram carbonizados quando atingiram a água e depois protegidos durante milhares de anos por sedimentos de rios macios e não porosos. Por fim, o sítio não foi corrompido por atividades humanas, como agricultura ou drenagem.

As escavações no local revelaram centenas de troncos de estacas, que antes representavam a estrutura interna do assentamento, que contava com pelo menos cinco estruturas empoladas, uma passagem interna e uma cerca que cercava o grupo de moradias.

A análise das vigas de madeira encontradas no local mostrou que as madeiras ainda estavam frescas quando o fogo começou. Além disso, não há evidências de que a estrutura tenha sido submetida a reparação. Esta evidência sugere que a cidade tinha apenas cerca de um ano quando se incendiou.

Vicki Herring / Cambridge Archaeological Unit

Impressão artística de Must Farm, a “Pompeia britânica”

“O incêndio foi catastrófico”, disse Knight ao Gizmodo. O investigador está a analisar as possíveis causas e o curso do incêndio, com evidências sugerindo que “a conflagração começou dentro de pelo menos uma das residências”.

Quando o fogo devastou a estrutura, as pernas de madeira entraram em colapso, fazendo com que caísse diretamente na água. Este evento “trancou” o assentamento e os objetos dentro dele.

Escavações encontraram mais de 180 itens têxteis, 160 artefactos de madeira, 120 vasos de cerâmica, 90 peças de metal e quase 80 contas de vidro. Os itens consistiam em ferramentas de bronze e armas, tecidos e fibras, pedras de amolar para moer cereais em farinha, pesos de tear, espirais de fuso e outras relíquias.

Must Farm é crucialmente importante para os arqueólogos, uma vez que oferece uma imagem da vida na Idade do Bronze. Os investigadores acreditam que as pessoas da Idade do Bronze que habitavam o assentamento eram agricultores e proprietários de terras prósperos e bem equipados, armados com espadas e lanças.

As atividades diárias típicas incluiriam a produção têxtil (incluindo a tecelagem), a manutenção de animais de criação (vacas e ovelhas) e culturas (trigo, cevada e linho), colheita, caça, pesca (lúcios e enguias), cozinhar e comer, navegar pelas hidrovias com barcos a remos, proteger o território e trocar têxteis por objetos de metal ou de luxo, como contas de vidro ou tigelas de cerâmica polidas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Alimentos para bebés têm excesso de açúcar, alerta a OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) detetou em quatro cidades da Europa que pelo menos um em cada três alimentos infantis tem níveis de açúcar excessivos e são comercializados de forma incorreta como adequados para …

Estilo de vida saudável pode compensar risco genético de Alzheimer

Novas pesquisas sugerem que um estilo de vida saudável pode reduzir em um terço o risco de doença de Alzheimer ou outras formas de demência, mesmo existindo genes que aumentem o risco destas doenças. Investigadores britânicos …

Lançada Barbie em homenagem a David Bowie

A Matel acaba de lançar uma Barbie em homenagem ao músico britânico David Bowie, que faleceu em 2016, noticia esta semana a Associated Press. De acordo com a agência noticiosa, a nova da Barbie visa celebrar …

Netflix retrata a trágica história de Nicolau II, o último czar da Rússia

A Netflix acaba de lançar The Last Czars, uma série documental sobre a história de Nicolau II e a sua família, que acabou por ditar o fim da dinastia de 300 anos dos Romanov e …

Português desce e Matemática volta à positiva nos exames do 9.º ano

As médias dos alunos do 9.º ano nos exames desceram este ano a Português e subiram a Matemática, voltando a uma média positiva, mas com uma taxa de reprovação ainda a rondar os 30%. Os exames …

A famosa "Pirâmide Curvada" do faraó Senefuru foi aberta ao público pela primeira vez em mais de 50 anos

No Egito, foi aberta ao turismo, pela primeira vez desde 1965, a famosa "Pirâmide Curvada", construída por ordem do faraó Senefuru há 4.600 anos. Localizada em Dahshur, a 40 quilómetros a sul do Cairo, a pirâmide, …

Príncipe Carlos diz que temos 18 meses para salvar a humanidade

O príncipe Carlos admite que os próximos 18 meses serão cruciais para a sobrevivência dos seres humanos. Durante este tempo, os líderes mundiais terão de controlar as mudanças climáticas para evitar uma catástrofe irreversível. "Senhoras e …

Novo filme da saga Bond tem Agente 007 feminina

De acordo com jornais ingleses, o filme Bond 25 não terá um novo James Bond, mas sim uma nova Agente 007. No filme, que será uma homenagem ao legado de Roger Moore e de todos …

Manchester United não dá mais do que 33,5 milhões por Bruno Fernandes

O Manchester United só está disposto a pagar 33,5 milhões de euros pelo médio do Sporting Bruno Fernandes, escreve o jornal Mirror esta segunda-feira. De acordo com o diário britânico, a contratação de Harry Maguire …

Caso de ébola detetado em cidade com mais de dois milhões de habitantes

As autoridades de saúde detetaram o primeiro caso de ébola na cidade de Goma, na República Democrática do Congo, onde vivem mais de dois milhões de pessoas, confirmou no domingo o ministro da Saúde congolês. De …