Imagens 3D revelam como se moldam as cabeças dos bebés durante o parto

(dr) Olivier Ami

Não é novidade que as cabeças dos bebés mudam de forma durante o parto. Agora, cientistas franceses e norte-americanos criaram um conjunto de imagens em 3D que mostram como o cérebro fetal é afetado pela moldagem dos ossos cranianos.

As cabeças dos bebés mudam de forma durante o parto, num fenómeno conhecido como moldagem da cabeça fetal ao canal de parto. No entanto, os detalhes desta resposta natural do feto ainda estão por esclarecer. Um estudo publicado na PlosOne revela, pela primeira vez, um conjunto de imagens 3D que mostram como o cérebro fetal é afetado pela moldagem dos ossos cranianos.

Estas imagens, recolhidas através de ressonâncias magnéticas, podem ajudar a evitar partos difíceis que, à primeira vista, tinham tudo para correr normalmente.

Os cientistas submeteram 27 grávidas a ressonâncias magnéticas antes de entrarem em trabalho de parto, e destas, sete foram seguidas no momento do trabalho de parto e especificamente durante o momento da expulsão e do nascimento, durante a qual o feto percorre o canal de parto.

Em todos os sete casos foi observada e confirmada a moldagem da cabeça fetal: a cabeça dos bebés assume uma forma característica comum que os cientistas chamam “moldagem pão de açúcar”, numa alusão à silhueta que também deu o nome ao célebre morro do Rio de Janeiro, no Brasil.

“A moldagem da cabeça do feto é um fenómeno bem conhecido, mas apenas nos fetos onde ela persiste após o nascimento (cerca de 20% dos partos) com uma ‘forma de pão de açúcar'”, disse ao Público Olivier Ami, da Universidade de Auvergne, em França, que coordenou a equipa de cientistas.

Neste estudo, a a novidade “é que todos os fetos observados mostraram moldagem da cabeça no meio do canal, o que é diferente do que pensávamos anteriormente”.

As crianças experimentam maiores tensões cranianas do que se pensava durante o nascimento, pressões potencialmente subjacentes ao sangramento assintomático do cérebro e da retina que surgem em muitos recém-nascidos após o parto vaginal.

“Durante o parto vaginal, a forma do cérebro fetal sofre uma deformação em vários graus, dependendo do grau de sobreposição dos ossos do crânio. A moldagem do crânio do feto não é visível na maioria dos recém-nascidos após o nascimento. Alguns crânios aceitam a deformação (complacência) e permitem uma entrega fácil, enquanto outros não se deformam facilmente”, explica o cientista ao diário.

(dr) Olivier Ami

Reconstituições a 3D do crânio de bebés antes do início do trabalho de parto (em cima) e durante a segunda fase, que antecede o nascimento

As imagens revelaram uma significativa compressão do crânio em todas as crianças e sugeriu que as pressões exercidas sobre as cabeças e os cérebros dos bebés durante o parto são mais fortes do que pensávamos. Em todos os sete fetos, os ossos do crânio, que antes do nascimento não se sobrepunham, estavam visivelmente sobrepostos quando o trabalho de parto começou, deformando as suas cabeças e cérebros .

Em cinco deles, os crânios retornaram às suas formas pré-parto logo após o nascimento, e a deformação não foi percetível quando os recém-nascidos foram examinados.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Autarca de Torres Vedras condenado a multa de 5.000 euros por plágio na tese de doutoramento

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes (PS), foi esta quinta-feira condenado a pagar uma multa de 5.000 euros, pelo crime de contrafação na tese de doutoramento. A multa será aplicada durante …

Francisco J. Marques acusado de sete crimes por divulgar e-mails do Benfica

Francisco J. Marques, Júlio Magalhães e Diogo Faria estão a ser acusados de vários crimes relativamente ao caso da divulgação dos e-mails do SL Benfica. O diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, foi …

Depressão Jorge traz fim-de-semana com chuva e vento

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê um fim-de-semana chuvoso e ventoso, a começar já a partir de sábado. Em causa está a passagem da depressão Jorge por Portugal. O tempo de primavera …

Dieselgate. Volkswagen vai pagar 800 milhões de euros a clientes

O fabricante de automóveis Volkswagen está disposto a pagar cerca de 800 milhões de euros a 460.000 clientes afetados pela manipulação de motores 'diesel', após um acordo extrajudicial com o gabinete de proteção do consumidor …

Novo partido Volt Portugal perto de receber luz verde do Tribunal Constitucional

O novo partido Volt Portugal (VP) está muito perto de receber luz verde do Tribunal Constitucional para a sua formalização. De acordo com a edição desta sexta-feira do jornal Público, o processo dura já há quatro …

Vitalino Canas e Clemente Lima chumbados para o Tribunal Constitucional

A Assembleia da República 'chumbou' hoje Vitalino Canas e António Clemente Lima para juízes do Tribunal Constitucional (TC) e voltou a rejeitar reconduzir o ex-ministro Correia de Campos para presidir ao Conselho Económico e Social …

Turquia declara guerra ao regime sírio e abre portas da Europa aos refugiados após baixas em Idlib

A Turquia vai deixar de impedir que refugiados cheguem à Europa, por terra ou por mar, decisão que antecipa a chegada de refugiados da província de Idlib, no norte da Síria, onde a ofensiva do …

Cerca de 80% dos processos de racismo acabam arquivados

Cerca de 80% dos processos instaurados pela Comissão pela Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) entre 2006 e 2016 acabaram arquivados, concluiu um estudo do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, …

Liga Europa. Há um duelo entre treinadores portugueses nos "oitavos"

Com todas as equipas portuguesas fora de prova, conhecem-se os clubes que se vão defrontar nos oitavos-de-final da Liga Europa. Em competição continuam três treinadores portugueses. O sorteio dos oitavos-de-final da Liga Europa foi dado a …

Desigualdade entre homens e mulheres é "estúpida" e "inaceitável", diz Guterres

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, declarou esta sexta-feira que a desigualdade entre homens e mulheres é "estúpida" e "inaceitável" e enumerou ainda cinco áreas que necessitam de igualdade de género para "mudar o …