As ilhas havaianas atingem o jackpot da longevidade (e já se sabe porquê)

dronepicr / Wikimedia

Maui, ilha havaiana

As ilhas vulcânicas não duram para sempre, mas há algumas que atingem o jackpot da longevidade. De acordo com uma nova investigação, a explicação prende-se com dois fatores: a velocidade da placa tectónica e o tamanho do manto e da pluma.

Segundo um novo artigo científico, publicado no primeiro dia do ano no Science Advances, estes dois fatores são um bom presságio para o Havai, que recebeu um bom prognóstico em termos de longevidade.

As ilhas vulcânicas formam-se quando as plumas quentes das rochas emergem do manto terrestre, perfurando a crosta. À medida que as placas tectónicas se movem, as plumas permanecem no mesmo lugar e mais ilhas podem nascer, levando ao surgimento de cadeias, comummente conhecidas como arquipélagos.

No entanto, as ondas e o vento batem constantemente nas ilhas, fazendo com que estas se “afoguem”no mar. Até agora, não estava claro que fatores foram responsáveis por fazer com que umas ilhas vivessem mais tempo do que outras.

Para desfazer o mistério, investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, analisaram as 14 principais cadeias de ilhas vulcânicas do mundo, concentrando-se na direção e na velocidade com que as placas tectónicas se movimentam. A equipa também mediu o comprimento de cada swell (espécie de inchaço), que é formado quando a pluma de manto eleva o fundo do mar ao redor da ilha.

Segundo o Live Science, os cientistas dividiram os comprimentos de onda pela velocidade da placa e o número resultante mostrou o tempo médio que uma ilha vulcânica passou em cima do swell de uma pluma, que, por sua vez, determinou quanto tempo a ilha permaneceria acima da água.

Quando compararam os cálculos com as idades de cada ilha, encontraram uma correlação entre o tempo gasto em cima de um swell e o tempo gasto acima do nível da água do mar. Os resultados mostraram que a vida útil de uma ilha vulcânica depende da velocidade da placa tectónica e do tamanho da pluma ou do swell.

Portanto, se uma ilha se formar numa placa tectónica que se move muito rapidamente, terá uma vida útil muito curta. No entanto, se houver uma pluma grande – como é o caso das ilhas havaianas – a vida útil será muito maior.

O Havai tem essa sorte: as ilhas ficam na veloz placa do Pacífico, mas a sua pluma é uma das maiores da Terra. Como a pluma é tão grande, demorou muito tempo para a placa deslizar sobre ela, garantindo assim a longevidade das ilhas.

Pelo contrário, as Ilhas Galápagos assentam em placas tectónicas de movimento rápido, mas estão situadas sobre uma pluma muito mais pequena. Já as Ilhas Canárias, uma das mais antigas cadeias de ilhas conhecidas do mundo, ficam na lenta placa do Atlântico, em cima de uma pluma relativamente grande.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …