Ikea multada em um milhão de euros por espiar funcionários em França

Esta terça-feira, a Ikea foi condenada por um tribunal francês a pagar uma multa de um milhão de euros depois de ter sido considerada culpada por espiar os funcionários nas instalações francesas. 

De acordo com a Reuters, a filial francesa da Ikea foi multada no valor de um milhão de euros por espiar os funcionários. A cadeia de retalho sueca foi considerada culpada, por um tribunal francês, de armazenar dados dos colaboradores obtidos indevidamente ao longo de vários anos.

Registos obtidos de contas bancárias e relatórios sobre funcionários escritos por falsos empregados são algumas das situações em causa, que ocorreram entre os anos 2009 e 2012. O Ministério Público alega, contudo, que a espionagem começou em 2000.

“A Ikea Retail France condenou fortemente as práticas, pediu desculpa e implementou um grande plano de ação para evitar que isto voltasse a acontecer”, afirmou a empresa. Ao todo, terão sido espiadas perto de 400 pessoas.

Segundo a sentença, conhecida esta terça-feira, o ex-CEO da Ikea France, Jean-Louis Baillot, foi condenado a dois anos de prisão com pena suspensa e ao pagamento de uma multa de 50 mil euros.

No banco dos réus estiveram ainda 14 pessoas, entre altos executivos e ex-gerentes de loja e quatro polícias, por entregarem informações confidenciais.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE