Populações da Idade da Pedra Média ocuparam (repetidamente) a costa da África Ocidental

K. Niang

O local da escavação em Tiémassas, que preserva evidências de ocupações na Idade da Pedra Média entre 62-25 mil anos atrás.

A ocupação das costas tropicais de África durante a Idade da Pedra é pouco conhecida. No entanto, estudos recentes na África oriental deram uma nova perspetiva, detalhando as mudanças comportamentais dinâmicas perto da costa do Quénia durante a última fase glacial.

Nos últimos anos, a pesquisa antropológica iniciou uma investigação na relação entre a diversidade demográfica e os padrões de mudança de comportamento.

Uma série de estudos genéticos e paleo-antropológicos começaram a destacar a considerável diversidade demográfica presente na África Ocidental num passado recente, mas estudos arqueológicos de locais da Idade da Pedra ainda são necessários para entender como essa diversidade se relaciona com os padrões de comportamento mostrados no registo arqueológico.

“Existem muitos locais que demonstraram a riqueza da arqueologia da Idade da Pedra na África Ocidental”, diz Jimbob Blinkhorn, um dos autores do estudo, “mas para caracterizar os padrões de mudança de comportamento, precisamos de conjuntos de ferramentas de pedra grandes em que possamos claramente datar períodos específicos”.

Tiémassas é um local da Idade da Pedra com um historial notável de pesquisas, incluindo levantamentos de superfícies e escavações em meados do século XX, diz o Phys.

“No passado, Tiémassas foi descrito como um local da Idade da Pedra Média, Idade da Pedra Posterior ou Neolítico, e a resolução entre essas alternativas têm implicações importantes para a nossa compreensão do comportamento no local”, disse o autor principal Khady Niang.

O investigador explica que a equipa revisou “o material coletado anteriormente no local, conduzimos novas escavações e análises de ferramentas de pedra e combinamos isso com estudos que tornam Tiémassas um exemplo de referência da Idade da Pedra Média da África Ocidental”.

Outras pesquisas anteriores da equipa datavam uma ocupação da Idade da Pedra média em Tiémassas a 45 mil anos atrás. Agora, a nova pesquisa estende o prazo de ocupação do local para entre 62 mil e 25 mil anos atrás. De maneira crítica, esses conjuntos de ferramentas de pedra contêm tipos tecnologicamente distintos que ajudam a caracterizar a natureza da produção de ferramentas durante cada fase de ocupação.

“Os ocupantes da Idade da Pedra Média de Tiémassas empregavam duas tecnologias distintas”, disse Niang. “O que é realmente notável é que a produção das ferramentas de pedra são realmente consistentes umas com as outras e formam um padrão que podemos comparar com os resultados das escavações anteriores. O local conta uma história clara de surpreendente continuidade tecnológica de quase 40 mil anos”.

Os resultados deste novo estudo em Tiémassas, publicado no Journal of Archaeological Science, consolidam o escasso registo de ocupações da Idade da Pedra Média na África Ocidental.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …