Populações da Idade da Pedra Média ocuparam (repetidamente) a costa da África Ocidental

K. Niang

O local da escavação em Tiémassas, que preserva evidências de ocupações na Idade da Pedra Média entre 62-25 mil anos atrás.

A ocupação das costas tropicais de África durante a Idade da Pedra é pouco conhecida. No entanto, estudos recentes na África oriental deram uma nova perspetiva, detalhando as mudanças comportamentais dinâmicas perto da costa do Quénia durante a última fase glacial.

Nos últimos anos, a pesquisa antropológica iniciou uma investigação na relação entre a diversidade demográfica e os padrões de mudança de comportamento.

Uma série de estudos genéticos e paleo-antropológicos começaram a destacar a considerável diversidade demográfica presente na África Ocidental num passado recente, mas estudos arqueológicos de locais da Idade da Pedra ainda são necessários para entender como essa diversidade se relaciona com os padrões de comportamento mostrados no registo arqueológico.

“Existem muitos locais que demonstraram a riqueza da arqueologia da Idade da Pedra na África Ocidental”, diz Jimbob Blinkhorn, um dos autores do estudo, “mas para caracterizar os padrões de mudança de comportamento, precisamos de conjuntos de ferramentas de pedra grandes em que possamos claramente datar períodos específicos”.

Tiémassas é um local da Idade da Pedra com um historial notável de pesquisas, incluindo levantamentos de superfícies e escavações em meados do século XX, diz o Phys.

“No passado, Tiémassas foi descrito como um local da Idade da Pedra Média, Idade da Pedra Posterior ou Neolítico, e a resolução entre essas alternativas têm implicações importantes para a nossa compreensão do comportamento no local”, disse o autor principal Khady Niang.

O investigador explica que a equipa revisou “o material coletado anteriormente no local, conduzimos novas escavações e análises de ferramentas de pedra e combinamos isso com estudos que tornam Tiémassas um exemplo de referência da Idade da Pedra Média da África Ocidental”.

Outras pesquisas anteriores da equipa datavam uma ocupação da Idade da Pedra média em Tiémassas a 45 mil anos atrás. Agora, a nova pesquisa estende o prazo de ocupação do local para entre 62 mil e 25 mil anos atrás. De maneira crítica, esses conjuntos de ferramentas de pedra contêm tipos tecnologicamente distintos que ajudam a caracterizar a natureza da produção de ferramentas durante cada fase de ocupação.

“Os ocupantes da Idade da Pedra Média de Tiémassas empregavam duas tecnologias distintas”, disse Niang. “O que é realmente notável é que a produção das ferramentas de pedra são realmente consistentes umas com as outras e formam um padrão que podemos comparar com os resultados das escavações anteriores. O local conta uma história clara de surpreendente continuidade tecnológica de quase 40 mil anos”.

Os resultados deste novo estudo em Tiémassas, publicado no Journal of Archaeological Science, consolidam o escasso registo de ocupações da Idade da Pedra Média na África Ocidental.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Da terra à mesa". Contentores com quintas verticais produzem vegetais para restaurantes e supermercados

A agricultura tradicional envolve o uso de muitos recursos, quer durante o processo de cultivo, quer depois, durante o processo de distribuição. O conceito das quintas verticais tem vindo a difundir-se pelo mundo, e agora …

"O fecho das escolas resultou". Número de portugueses em casa aumentou para 50%

O número de portugueses que ficou em casa aumentou para 50% na sexta-feira, o primeiro dia de fecho das escolas, segundo os dados do índice de mobilidade divulgados hoje. Em comunicado, a empresa PSE, que tem …

Governo quer que coimas nos casos de incumprimento sejam cobradas de imediato

O Governo quer que as forças de segurança privilegiem a cobrança imediata de coimas nos casos de incumprimento das regras de confinamento e que verifiquem os comprovativos que justifiquem as deslocações de exceção, incluindo passeios …

Estado indiano muda nome da fruta-dragão. Soava demasiado chinês

As autoridades do estado indiano de Gujarat decidiram mudar o nome da popular pitaia, conhecida como fruta-dragão, que a partir de agora será chamada de "kamalam", que significa "flor de lótus" em sânscrito. De acordo com …

Hospital S.João com taxas de ocupação de 85% a 95%. Profissionais tomam hoje a 2º dose da vacina

O Hospital de São João, no Porto, regista hoje taxas de ocupação covid-19 entre os 85% e os 95%, revelou hoje o conselho de administração que descreveu um “panorama exigente e complexo”, mas “estável” apesar …

Rússia planeia vacinar 20 milhões de pessoas até final de março

A Rússia planeia vacinar cerca de 20 milhões de pessoas contra a covid-19 durante o primeiro trimestre deste ano, adiantou hoje a vice-primeira-ministra russa, Tatiana Golikova. "Estimamos que, se tudo correr bem, iremos envolver neste processo …

Sem reis nem rainhas. Jovem holandesa inventa baralho de cartas neutro

Uma jovem holandesa de 23 anos, chamada Indy Mellink, inventou um baralho de cartas de género neutro, sem reis, rainhas nem valetes, com o qual quer resolver a suposta desigualdade dos baralhos de cartas tradicionais. Tudo …

Portugal com mais 274 mortes e 15.333 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 274 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 15.333 casos de infeção com o novo coronavirus, também um novo máximo …

Colégios privados queriam continuar aulas, mas vão acatar decisão do Governo

A Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) esteve esta sexta-feira reunida de forma a apurar se os colégios privados podiam ou não dar aulas apesar da interrupção decretada pelo Governo no âmbito …

TikTok inspira jovens russos a protestar contra Putin (e a proteger Navalny)

O TikTok está a ser usado como uma ferramenta crucial num apelo à ação contra o Governo do presidente da Rússia, Vladimir Putin, após a prisão do crítico Alexei Navalny. De acordo com a Newsweek, as …