Primeiros humanos talhavam elefantes com ferramenta de 5 centímetros

Ran Barkai / Tel Aviv University

Retirar o máximo de carne possível de uma carcaça era algo importante há milhares de anos atrás. Para um melhor aproveitamento, eram usadas lâminas de apenas cinco centímetros, que os arqueólogos ignoraram até agora.

Normalmente, ao pensar em ferramentas de corte usadas por antigos humanos, somos remetidos para grandes ferramentas como machados e cutelos. Contudo, um estudo recentemente publicado na revista Scientific Reports, mostra que os primeiros humanos tinham um kit de talhante sofisticado. As pequenas ferramentas de sílex descobertas era recicladas a partir de instrumentados maiores que eram descartados.

As ferramentas foram encontradas no sítio arqueológico de Revadim, no sul de Israel, e pertencem à cultura acheuliana do paleolítico inferior. Os cientistas estimam que estas tenham entre 300 e 500 mil anos. No passado, já tinham sido encontrados vários machados e restos de elefantes em Revadim.

“A análise incluiu observações microscópicas do desgaste do uso, bem como resíduos orgânicos e inorgânicos. Estávamos à procura de sinais de danos nas bordas, polimentos e resíduos orgânicos presos nas depressões das pequenas lâminas de sílex, tudo para entender para o quê que eram usadas”, disse a arqueóloga responsável pelo estudo, Flavia Venditti, citada pelo Phys.

Ran Barkai, outro dos cientistas envolvidos no estudo, explica ainda que durante décadas os arqueólogos ignoraram estas pequenas lâminas de apenas cinco centímetros. “O ênfase estava nos grandes e elaborados machados e outras ferramentas de pedra”, explicou. “No entanto, agora temos provas sólidas do uso vital destas lâminas”.

A cultura acheuliana era conhecida por as ferramentas grandes mencionadas pelos arqueólogos, que eram usadas principalmente para talhar grandes animais. Contudo, segundo o estudo, estas pequenas lâminas eram usadas em processos que exigiam um corte mais preciso, como separação de tendões, remoção do periósteo para retirar a medula óssea.

“Os humanos antigos dependiam da carne e, especialmente, da gordura dos animais para a sua existência e bem-estar. Portanto, um talhamento de qualidade dos grandes animais e a extração de todas as calorias possíveis eram de uma crucial importância para eles“, realçou Barkai.

Isto mostra que os primeiros humanos eram mais avançados do que aquilo que se pensava. “As minúsculas lâminas agiam como instrumentos cirúrgicos criados e usados para o corte delicado de partes exatas das carcaças de elefantes e de outros animais”, acrescentou o arqueólogo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …