Nova descoberta pode ajudar humanos a colonizar Marte (e a encontrar extraterrestres)

Goddard Space Center / NASA

Cientistas conseguiram descobrir uma bactéria que será capaz de sobreviver em Marte, e potencialmente também noutros planetas. A descoberta abre a porta à colonização de Marte e até pode facilitar a busca por sinais de vida extraterrestre.

Uma equipa internacional de investigadores, composta por elementos da Universidade Nacional Australiana (ANU na sigla original em Inglês) e do Imperial College de Londres, e por cientistas de Itália e França, centrou-se no estudo das cianobactérias.

Estes pequenos organismos foram os grandes responsáveis pelo chamado “Grande Evento de Oxidação” que ocorreu há biliões de anos, provocando um aumento considerável do oxigénio na Terra, o que permitiu o desenvolvimento de formas de vida mais complexas.

As cianobactérias conseguiram despoletar aquele evento recorrendo a um tipo especial de fotossíntese que é capaz de converter a luz do sol em energia e de criar oxigénio como um produto de desperdício.

Ora a nova pesquisa descobriu que as cianobactérias podem reproduzir esse processo com menos luz do sol e, possivelmente, também noutros planetas, como se refere no artigo científico publicado na revista Science.

Em causa está especificamente a Chroococcidiopsis thermalis, um tipo de cianobactéria que sobrevive em condições extremas e que consegue absorver luz mais vermelha e de menor energia. Isto permite-lhe sobreviver em ambientes com muito pouca luz, como em águas profundas.

“Organismos adaptados a pouca luz, tal como as cianobactérias que temos estudado, podem crescer debaixo de rochas e, potencialmente, sobreviver nas difíceis condições do planeta vermelho”, aponta o professor Elmars Krausz, citado no comunicado sobre o estudo.

“Se importada para Marte, teoricamente a Chroococcidiopsis thermalis pode mudar a face do Planeta Vermelho, ou potencialmente fornecer as bases para um bio-reactor que cria oxigénio para ambientes humanos“, constata ainda Krausz, notando que isto abre a porta para a colonização de Marte e de outros planetas.

“Isto pode parecer ficção científica, mas as agências espaciais e as empresas privadas pelo mundo estão activamente a tentar transformar esta aspiração em realidade num não muito distante futuro”, acrescenta Krausz, concluindo que “a fotossíntese pode, teoricamente, ser aproveitada por este tipo de organismos para criar ar para os humanos respirarem em Marte”.

“Algumas cianoactérias, tal como as do tipo encontrado a crescer em ambientes como a Antárctida e o Deserto de Mojave, até sobreviveram no exterior da Estação Espacial Internacional”, refere o comunicado sobre a investigação.

Por outro lado, estudar as cianobactérias, através das clorofilas vermelhas, também pode dar pistas aos cientistas quanto ao que procurar na busca por vida extraterrestre,  explica a cientista Jennifer Norton da ANU.

“Procurar a fluorescência da assinatura destes pigmentos pode ajudar a identificar vida extraterrestre”, conclui Norton.

SV, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “até sobreviveram no exterior da Agência Espacial Internacional ”
    Não será antes ‘Estação Espacial Internacional’ ?

RESPONDER

Cientistas criam tinta ultra-branca que ajuda a arrefecer as superfícies

Cientistas criaram uma nova tinta ultra-branca que pode refletir 95,5% da luz solar que chega à sua superfície. De acordo com o site IFLScience, esta propriedade permite que algo revestido com esta tinta ultra-branca, como, por …

Morreu Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos

O empresário Sindika Dokolo faleceu, nesta quinta-feira, no Dubai, aos 48 anos de idade, durante a prática de mergulho. A morte do empresário de origem congolesa já foi confirmada à Lusa por uma fonte ligada à …

Lagostins autoclonados invadiram (e conquistaram) um cemitério na Bélgica

Um cemitério na Bélgica foi completamente invadido por lagostins marmoreado. De acordo com o Instituto Flamengo para Pesquisa da Natureza e da Floresta (INBO), a espécie representa uma grande ameaça para a biodiversidade local. Segundo o …

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …