Hospitais norte-americanos usam robôs para dizer aos pacientes que estão a morrer

COD Newsroom / Flickr

Uma nova tendência hospitalar está a causar controvérsia nos Estados Unidos (EUA), onde algumas dessas unidades de saúde estão a utilizar a telemedicina para dizer aos pacientes que os mesmos estão a morrer, substituindo assim a comunicação presencial.

Segundo noticiou o Fast Company, na terça-feira, um médico do Kaiser Permanente Medical Center, em Fremont, Califórnia, informou a um homem de 78 anos, cercado pela família na unidade de cuidados intensivos, que era improvável que sobrevivesse. A notícia, contudo, foi transmitida ao paciente através de um robô com tecnologia de vídeo. Uma enfermeira estava no quarto para acompanhar a conversa remota.

“Sabíamos que a hora estava a chegar e que ele estava muito doente”, disse a neta da paciente à KTVU, na sexta-feira. “Mas não acho que alguém deveria receber as notícias dessa forma. Deveria ter sido um ser humano”, sublinhou.

Além do desconforto, contou a família, a tecnologia teve alguns problemas de clareza e qualidade. O paciente, com deficiência auditiva, não conseguia entender o médico através da tela, o que levou a neta a ter que transmitir o diagnóstico ao avô.

Esta situação levou a críticas generalizadas. O método foi definido como “não profissional, insensível e francamente horripilante”, relatou o Fast Company. Algumas pessoas também não conseguiram justificar esta prática, já que Fremont, com 234 mil habitantes, não é uma cidade rural com poucos recursos para sobreviver.

Michael Gibson, professor de Medicina na Harvard Medical School, questionou se uma “comunicação cara a cara” é necessária em tais casos. Numa pesquisa no Twitter, responderam mais de 4.300 pessoas, com 79% a admitir que ficariam chateadas caso recebessem um diagnóstico terminal por telemedicina ou através de robô.

“Nenhuma tecnologia suplantará os benefícios da presença humana e do toque físico”, escreveu um seguidor. “O maior benefício da empatia é o facto de ser mostrada ao vivo, não na televisão”.

Outros, no entanto, tinham mostraram-se mais compreensivos com a nova prática. Zubin Damania, fundador de uma clínica de cuidados primários em Las Vegas, indicou que a questão reside não no método de transmissão, mais sim no conteúdo da mensagem. “É muito difícil dar e receber más notícias pessoalmente ou por telefone”, escreveu no Twitter.

De acordo com o Fast Company, médicos e enfermeiros têm vindo a adotar de forma constante a telemedicina, defendida como uma solução eficiente e económica para pacientes que vivem em zonas remotas ou para pessoas que sofrem de doenças crónicas que os impedem de se mover, como a artrite.

Please share this…. This was regarding a friends Dad a couple of hours ago. This is not the way to show value and…

Publicado por Julianne Spangler em Quarta-feira, 6 de março de 2019

Uma pesquisa médica recente do Kantar Media, mostra que dois em cinco médicos usam telemedicina ou planeiam utilizar no próximo ano. Enquanto isso, metade dos consumidores considera que se sentiria menos confortável ao receber um diagnóstico através desse método, em comparação com a comunicação presencial.

À medida que a indústria incorpora novos modos de comunicação, deve analisar as repercussões éticas de trocar os seres humanos por dispositivos, indica o artigo do Fast Company. Deve ser tido em consideração o impacto emocional e o facto de as populações mais velhas não se sentirem tão à vontade com as novas tecnologias.

Em resposta à controvérsia, o Kaiser Permanente Greater Southern Alameda County disse que o centro médico está a considerar as preocupações da família.

“A nossa equipa de saúde recebe treinamento extensivo no uso de telemedicina, mas a tecnologia de vídeo não é usada como substituto para avaliações e conversas presenciais com pacientes”, referiu Michelle Gaskill-Hames, vice-presidente do Kaiser Permanente Greater Southern Alameda County.

“Esta é uma circunstância altamente incomum. Lamentamos não atender às expectativas do paciente e da família nesta situação e usaremos isso como uma oportunidade para rever as nossas práticas e os padrões com a equipa de atendimento”, acrescentou.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Líder do CDS/Madeira recebeu 30 mil euros do financiador do Chega, a seis semanas das regionais

Rui Barreto, líder do CDS na Madeira, recebeu um total de 29.880 euros de César do Paço, o conhecido financiador do Chega. O "empréstimo" foi concedido a poucas semanas das eleições regionais que levaram o …

Autarcas e bombeiros exigem que Governo mantenha SIRESP a funcionar

As declarações do presidente da Altice Portugal de que o SIRESP ia "acabar a 30 de junho" fizeram soar os alarmes. Autarcas e bombeiros querem que o Governo mantenha a rede de emergência. Na quarta-feira, em …

Carlos Carreiras anuncia "vacina portuguesa" e causa mal-estar no Governo

O presidente da Câmara de Cascais afirmou que, "em completa articulação com o Governo", garantiu a compra e inclusive a cedência da patente de uma vacina para produzir na Área Metropolitana de Lisboa. Esta quarta-feira, num …

Pela primeira vez, Japão admite cancelar Jogos Olímpicos

O Japão admitiu pela primeira vez esta quinta-feira que o cancelamento dos Jogos Olímpicos, adiados desde o verão passado e com arranque marcado para 23 de julho, continua a ser uma hipótese em cima da …

Ataque de Sócrates ao PS é uma "tremenda injustiça". Costa não é um "traidor", diz Ana Catarina Mendes

A líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, criticou as declarações de José Sócrates que, em resposta a Fernando Medina, atacou a direção do partido. Em entrevista à TVI, na noite desta quarta-feira, José Sócrates respondeu …

Guardiola iguala recorde de Mourinho na Liga dos Campeões

Pep Guardiola igualou o recorde de presenças nas meias-finais da Liga dos Campeões. O espanhol tem agora as mesmas oito presenças de José Mourinho. Há muito tempo que Pep Guardiola enfrentava dificuldades nos quartos de final …

Responsável pela acusação da Operação Marquês fica fora da lista de promoções do MP

O procurador Rosário Teixeira, responsável pela acusação da Operação Marquês, não figura entre os candidatos da lista de promoções do Ministério Público — e já recorreu da decisão. O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) aprovou …

Investigação a ligações entre PJ e Doyen só ouviu 2 testemunhas antes de ser arquivada

A investigação a alegadas ligações entre um inspetor da PJ e representantes da Doyen, foi arquivada após apenas terem sido ouvidas duas testemunhas. A denúncia sobre estas alegadas ligações chegou da então eurodeputada Ana Gomes. Foi …

Depois de Benfica e Sporting, Beto também interessa ao FC Porto

Depois do interesse de Benfica e Sporting, o FC Porto também está atento a Beto, o avançado do Portimonense que tem dado cartas esta temporada. Se pensava que esta ia ser uma corrida de dois cavalos …

Depois de uma emergência a contragosto, decidem-se as medidas para a 3.ª fase do desconfinamento

Esta quinta-feira, o Conselho de Ministros decide se o desconfinamento avança na próxima segunda-feira. Em causa está o avanço da terceira fase como previsto, a estagnação dos concelhos de maior risco na segunda fase ou …