Hospitais norte-americanos usam robôs para dizer aos pacientes que estão a morrer

COD Newsroom / Flickr

Uma nova tendência hospitalar está a causar controvérsia nos Estados Unidos (EUA), onde algumas dessas unidades de saúde estão a utilizar a telemedicina para dizer aos pacientes que os mesmos estão a morrer, substituindo assim a comunicação presencial.

Segundo noticiou o Fast Company, na terça-feira, um médico do Kaiser Permanente Medical Center, em Fremont, Califórnia, informou a um homem de 78 anos, cercado pela família na unidade de cuidados intensivos, que era improvável que sobrevivesse. A notícia, contudo, foi transmitida ao paciente através de um robô com tecnologia de vídeo. Uma enfermeira estava no quarto para acompanhar a conversa remota.

“Sabíamos que a hora estava a chegar e que ele estava muito doente”, disse a neta da paciente à KTVU, na sexta-feira. “Mas não acho que alguém deveria receber as notícias dessa forma. Deveria ter sido um ser humano”, sublinhou.

Além do desconforto, contou a família, a tecnologia teve alguns problemas de clareza e qualidade. O paciente, com deficiência auditiva, não conseguia entender o médico através da tela, o que levou a neta a ter que transmitir o diagnóstico ao avô.

Esta situação levou a críticas generalizadas. O método foi definido como “não profissional, insensível e francamente horripilante”, relatou o Fast Company. Algumas pessoas também não conseguiram justificar esta prática, já que Fremont, com 234 mil habitantes, não é uma cidade rural com poucos recursos para sobreviver.

Michael Gibson, professor de Medicina na Harvard Medical School, questionou se uma “comunicação cara a cara” é necessária em tais casos. Numa pesquisa no Twitter, responderam mais de 4.300 pessoas, com 79% a admitir que ficariam chateadas caso recebessem um diagnóstico terminal por telemedicina ou através de robô.

“Nenhuma tecnologia suplantará os benefícios da presença humana e do toque físico”, escreveu um seguidor. “O maior benefício da empatia é o facto de ser mostrada ao vivo, não na televisão”.

Outros, no entanto, tinham mostraram-se mais compreensivos com a nova prática. Zubin Damania, fundador de uma clínica de cuidados primários em Las Vegas, indicou que a questão reside não no método de transmissão, mais sim no conteúdo da mensagem. “É muito difícil dar e receber más notícias pessoalmente ou por telefone”, escreveu no Twitter.

De acordo com o Fast Company, médicos e enfermeiros têm vindo a adotar de forma constante a telemedicina, defendida como uma solução eficiente e económica para pacientes que vivem em zonas remotas ou para pessoas que sofrem de doenças crónicas que os impedem de se mover, como a artrite.

Please share this…. This was regarding a friends Dad a couple of hours ago. This is not the way to show value and…

Publicado por Julianne Spangler em Quarta-feira, 6 de março de 2019

Uma pesquisa médica recente do Kantar Media, mostra que dois em cinco médicos usam telemedicina ou planeiam utilizar no próximo ano. Enquanto isso, metade dos consumidores considera que se sentiria menos confortável ao receber um diagnóstico através desse método, em comparação com a comunicação presencial.

À medida que a indústria incorpora novos modos de comunicação, deve analisar as repercussões éticas de trocar os seres humanos por dispositivos, indica o artigo do Fast Company. Deve ser tido em consideração o impacto emocional e o facto de as populações mais velhas não se sentirem tão à vontade com as novas tecnologias.

Em resposta à controvérsia, o Kaiser Permanente Greater Southern Alameda County disse que o centro médico está a considerar as preocupações da família.

“A nossa equipa de saúde recebe treinamento extensivo no uso de telemedicina, mas a tecnologia de vídeo não é usada como substituto para avaliações e conversas presenciais com pacientes”, referiu Michelle Gaskill-Hames, vice-presidente do Kaiser Permanente Greater Southern Alameda County.

“Esta é uma circunstância altamente incomum. Lamentamos não atender às expectativas do paciente e da família nesta situação e usaremos isso como uma oportunidade para rever as nossas práticas e os padrões com a equipa de atendimento”, acrescentou.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Se quer um coração saudável, desligue a televisão e tome um bom pequeno-almoço

É conhecida como a refeição mais importante do dia e não é por acaso. Os hábitos de vida que seguimos diariamente têm um impacto direto na nossa saúde vascular. Numa investigação recentemente apresentada na reunião anual …

Determinada temperatura das bebidas que aumenta risco de cancro

Cientistas da Universidade de Ciências Médicas de Teerão publicaram novas provas sobre a relação entre o consumo de bebidas quentes e o cancro do esófago. De acordo com o estudo publicado na revista International Journal of …

Descobertos 83 buracos negros supermassivos no Universo inicial

Astrónomos do Japão, de Taiwan e dos EUA descobriram 83 quasares alimentados por buracos negros supermassivos no universo distante, numa época em que o Universo tinha menos de 10% da sua idade atual. "É notável que …

Joy Milne consegue cheirar a doença de Parkinson antes de ser diagnosticada

Atualmente, não existe nenhum teste diagnóstico definitivo para o Parkinson, mas isso pode mudar graças a Joy Milne, uma mulher que consegue detetar a doença antes que os sintomas apareçam. Parece demasiado bizarro para ser verdade, …

Filho de José Eduardo dos Santos libertado da prisão. Estava preso desde setembro de 2018

O antigo presidente do Fundo Soberano de Angola, José Filomeno dos Santos, que se encontrava em prisão preventiva desde 24 de setembro de 2018, encontra-se já em liberdade, disse hoje à agência Lusa fonte oficial. A …

Naufrágio no Nilo é a primeira prova de que Heródoto não estava a mentir sobre os barcos egípcios

Um navio naufragado encontrado no rio Nilo pode ter permanecido inalterado durante mais de 2.500 anos. Agora, está finalmente a revelar os seus segredos: cientistas pensam que este navio revelou uma estrutura cuja existência tem …

A gravidade influencia a maneira como tomamos decisões

Todo e qualquer organismo vivo na Terra evoluiu a longo de milhares de anos sob um campo gravitacional constante, com a gravidade desempenhando um papel fundamental no comportamento e na cognição humana. Um estudo recente publicado …

"Atentado" na Disneyland Paris era apenas uma avaria nas escadas rolantes

Por volta das 21h00 em Paris, produziu-se um movimento de pânico na Disney Village, no parque de diversões francês da Disney. Rapidamente se multiplicaram mensagens sobre um "atentado". Ao jornal belga DH, uma fonte afirmou que …

Cientistas alargam limites físicos do grafeno

Até onde vão os limites físicos do grafeno? Uma equipa de cientistas do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, respondeu a esta questão e desafiou-os. Uma equipa de investigadores dos Departamentos de Materiais Quânticos …

Ilusionista britânico diz que vai travar o Brexit com o poder da mente

Uri Geller é um ilusionista israelista, com nacionalidade britânica, que se tornou famoso nos anos 1970 em programas de televisão em que realizava demonstrações dos seus alegados poderes paranormais. Agora, Geller deixa um aviso a Theresa …