Há vestígios no Brasil do asteróide que dizimou os dinossauros

Há 65 milhões de anos, um asteróide terá chocado com a Terra, sendo responsável pelo fim da era dos dinossauros no nosso planeta e abrindo caminho ao desenvolvimento dos pequenos mamíferos, marcando a transição entre os períodos Cretáceo e Paleógeno.

E, apesar de o asteróide ter caído na península de Yucatán, no México, há um pedaço do Brasil que guarda registos do acontecimento que mudou a vida terrestre para sempre.

Esse lugar fica em Pernambuco, especificamente no município de Paulista. Ali, a Mina Poty exibe nas suas rochas algumas microesféculas, que são grãos de vidro microscópicos, juntamente com fragmentos de quartzo do impacto, que são produzidos pelo calor gerado no momento da colisão com o asteróide.

Estes objectos foram lançados para a atmosfera, caindo em algumas partes do planeta — e uma delas é a cidade de Paulista.

A área traz marcas geológicas desse período histórico da Terra e também apresenta resquícios do mega-tsunami causado pelo impacto do asteróide que provocou ondas de 20 metros de altura a 112 km/h, que alcançaram o Nordeste brasileiro.

Dada a relevância histórica da região, o sítio será preservado e será aberto a visitas a partir de Novembro de 2017.

A descoberta

O responsável por descobrir a preciosa região pernambucana foi o geólogo brasileiro Gilberto Albertão, lá no início dos anos 1990, quando estava a fazer pesquisas para o seu mestrado na Universidade Federal de Ouro Preto. Ele pretendia verificar se nalguma bacia sedimentar brasileira havia evidências físicas ou biológicas das extinções do período Cretáceo — e conseguiu.

Além de descobrir fósseis vertebrados marinhos, o geólogo também localizou anomalias químicas e físicas mostrando os resquícios do asteróide em questão.

“O primeiro efeito do impacto foi um grande incêndio global, em função da chegada desse corpo. O atrito do asteróide gerou um super-aquecimento. E em todas as áreas desse limite que são continentais existem evidências de anomalia de carbono”, explicou.

Gilberto Albertão continuou a estudar a região até mesmo mais de duas décadas depois da conclusão do seu mestrado. Agora, a manutenção do local ficará a cargo da Votorantim, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco que, por sua vez, será responsável por novos estudos que serão conduzidos por lá.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …

Trump abandona conferência de imprensa após ser confrontado por jornalista com mentira que disse 150 vezes

O Presidente norte-americano abandonou uma conferência de imprensa, este sábado, depois de ter sido confrontado por uma jornalista com uma mentira que já terá dito mais de 150 vezes sobre cuidados de saúde para os …