Cientistas descobrem mulher com olhos “mutantes” que distinguem 100 milhões de cores

Depois de mais de 25 anos de busca, neurocientistas do Reino Unido encontraram uma mulher que tem um tipo de célula cone extra – a primeira tetracromata identificada até hoje. Os investigadores estão à procura de mais pessoas com esta particularidade.

Identificada apenas como cDa29, os cientistas identificaram esta tetracromata há quatro anos.

Segundo as estimativas, a paciente consegue ver 99 milhões de cores a mais que as outras pessoas, e provavelmente não é a única tetracromata do mundo.

A maioria dos seres humanos são tricromatas, o que significa que têm três tipos de células cone na retina.

Cada tipo de cone é capaz de distinguir cerca de 100 tonalidades, o que resulta em cada um de nós a ser capaz de perceber cerca de um milhão de cores diferentes.

Entre nós existem aqueles que são daltónicos, que têm apenas dois tipos de células cone funcionais, e que portanto conseguem ver apenas 10 mil tonalidades. Entre os mamíferos, incluindo cães e macacos do Novo Mundo, a maioria também é dicromata.

No entanto, o número de cores que a mulher com quatro tipos de células cone pode potencialmente distinguir chega a 100 milhões.

“Falsos” tetracromatas

A ideia de tetracromatas foi sugerida em 1948 pelo cientista holandês HL de Vries, que descobriu um facto interessante sobre os olhos de pessoas com daltonismo.

Segundo o investigador, os homens daltónicos possuem apenas dois cones normais e um cone mutante que é menos sensível à luz verde ou vermelha, mas as suas mães e filhas tinham um cone mutante e três cones normais.

Ou seja, as mulheres da família tinham quatro tipos de cones, apesar de somente três estarem a funcionar normalmente.

A descoberta não chamou muita atenção até o fim dos anos 1980, quando John Mollon, da Universidade Cambridge, resolveu procurar por mulheres que tinham quatro cones funcionais.

Pelas contas de Mollon, pelo menos 12% da população feminina deveria ser de tetracromatas, mas nos testes estas mulheres só conseguiam perceber a mesma quantidade de cores do resto dos humanos – ou seja, apenas três dos cones estavam a funcionar, e por isso não eram verdadeiras tetracromatas.

Encontrando a tetracromata

Em 2007 a neurocientista Gabriele Jordan, da Universidade Newcastle, UK, decidiu fazer um teste diferente para encontrar as tetracromatas.

Ela selecionou 25 mulheres que tinham um quarto tipo de cone, e colocou-as numa sala escura onde um dispositivo mostrava às mulheres três círculos de luz.

Para um tricromata comum, os círculos deveriam parecer iguais, mas pela hipótese de Jordan, uma verdadeira tetracromata seria capaz de notar a diferença.

Incrivelmente, uma das mulheres testadas, cDa29, foi capaz de diferenciar as cores nos círculos todas as vezes.

Tetracromatas, onde estão?

Se as filhas de homens daltónicos têm quatro cones, porque é que só agora encontramos uma verdadeira tetracromata?

Uma das respostas pode estar no facto de os cientistas estarem à procura apenas no Reino Unido. Outro problema maior é que a maioria dos verdadeiros tetracromatas nunca precisaram usar o seu quarto cone, e nunca perceberam que a sua visão era especial.

“A maioria das coisas que são coloridas são feitas por pessoas que tentam criar cores que funcionam para tricromatas” comentou Jai Neitz, investigador da visão da Universidade de Washington, não envolvido na pesquisa. “Talvez todo o mundo esteja afinado para o mundo dos tricromatas“, refere, sugerindo que as cores que usamos são tão limitadas que um eventual quarto cone nunca seria posto a trabalhar.

A pesquisa ainda não foi revista ou publicada, e Jordan continua a sua busca por mais tetracromatas. O trabalho ainda precisa ser replicado e verificado, mas espera-se que ajude os cientistas a desenvolver melhores sensores, e também a compreender como funciona a visão.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Físico diz que Marte é o único planeta para onde humanos podem fugir

Segundo o físico Brian Cox, o Planeta Vermelho pode ser a única opção caso os humanos tenham de abandonar o planeta Terra. O cientista diz que "não podemos ficar aqui para sempre". O professor e apresentador …

Décadas de estudos sobre "genes da depressão" podem estar errados

A ideia de um "gene da depressão" capturou a imaginação de cientistas durante décadas. Nos últimos 20 anos, centenas de estudos sugeriram que pessoas com a variação de determinados genes têm um maior risco de …

Formação da Lua trouxe água para o planeta Terra

A formação da Lua trouxe para a Terra condritos carbonosos, que são fonte provável da água no nosso planeta e de elementos altamente voláteis, como carbono, nitrogénio, hidrogénio e enxofre. A Terra é o único planeta …

Greve na limpeza vai parar Hospital de São João no Porto

Os trabalhadores da limpeza do Hospital de São João, no Porto, entraram em greve este sábado. As desinfeções em ambulatório ou a limpeza de consultórios e da urgência não estão a ser feitas. Na …

Há um enorme buraco na atmosfera de Marte (e a água está a escapar)

Uma vez a cada dois anos, um gigantesco buraco abres-e na atmosfera marciana, deixando escapar para o Espaço uma parte das escassas reservas de água do Planeta Vermelho. O estranho mecanismo meteorológico, nunca visto na Terra, …

Musk vai construir um túnel de alta velocidade em Las Vegas

A Boring Company conseguiu um contrato de 48,7 milhões de dólares para construir um sistema subterrâneo, chamado LVCC Loop, em Las Vegas. A empresa Boring Company, de Elon Musk, foi a escolhida para construir um túnel …

Cientistas podem ter descoberto a verdadeira origem da canábis

A origem da canábis é um mistério, mas a análise de pólen antigo sugere que a planta evoluiu cerca de três quilómetros acima do nível do mar no planalto tibetano. Documentos que datam da Idade Média …

Sporting vs FC Porto | Um ano depois, a Taça para os leões

O Sporting venceu o FC Porto, mais uma vez nas grandes penalidades, e arrecadou a 17ª Taça de Portugal. Num jogo muito disputado no Estádio do Jamor, que terminou empatado 1-1 no tempo regulamentar, o Porto …

Marcelo pede aos portugueses para votarem. "Ficar em casa é um erro enorme"

O Presidente da República pediu hoje aos portugueses que façam o "pequeno sacrifício" de votar nas eleições para o Parlamento Europeu e não deixem "nas mãos de 20% ou de 25% a decisão que é …

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas. Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware - um tipo de software nocivo que restringe …