Há um vegetal sempre presente na nossa cozinha que previne a perda de memória

Ingerir alho pode prevenir o esquecimento, sobretudo em pacientes com Alzheimer ou Parkinson. O benefício vem do sulfeto alílico.

O consumo de alho ajuda a neutralizar as mudanças relacionadas à idade nas bactérias intestinais associadas a problemas de memória, segundo um estudo recente, realizado em cobaias. O benefício vem do sulfeto alílico, um composto presente no alho e conhecido pelos seus benefícios para a saúde.

“A nossa descoberta sugere que a administração dietética de alho, contendo sulfeto alílico, pode ajudar a manter microrganismos intestinais saudáveis e melhorar a saúde cognitiva em idosos”, afirmou Jyotirmaya Behera, líder da equipa de cientistas da Universidade de Louisville, nos Estados Unidos.

Na prática, este composto restaura triliões de microrganismos, também conhecidos como microbiota, no intestino. Pesquisas anteriores já haviam sublinhado a importância da microbiota intestinal para a saúde humana, mas poucos estudos haviam explorado o bem-estar do intestino e as doenças neurológicas normalmente associadas ao envelhecimento.

“A diversidade da microbiota intestinal é diminuída em pessoas idosas, um estágio da vida em que as doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer e o Parkinson, se desenvolvem, e as habilidades cognitivas e de memória podem diminuir”, disse Neetu Tyagi, cientista que fez parte da equipa responsável e co-autora deste estudo.

“Quisemos entender melhor como as alterações na microbiota intestinal estão relacionadas ao declínio cognitivo associado ao envelhecimento”, acrescentou, citada pelo Science Daily.

Behera adiantou que os dados sugerem que o consumo dietético de alho “pode ajudar a manter os microrganismos do intestino saudáveis e melhorar a capacidade cognitiva e de raciocínio na população mais idosa”.

Os cientistas testaram esta teoria em ratos idosos de 24 meses, o que equivale à idade humana entre os 56 e os 69 anos. A estas cobaias foi-lhes dado sulfeto alílico e os animais foram, posteriormente, comparados a ratos mais novos e da mesma idade que não receberam aquela substância.

Os resultados desta experiência revelaram que os roedores mais velhos que consumiram o suplemento revelaram ter uma melhor memória a curto e médio prazo, assim como uma melhor saúde intestinal.

Além disso, pesquisas subsequentes concluíram que o sulfeto alílico preserva ainda uma expressão genética derivada de um fator neuronal natriurético no cérebro que é crucial para a preservação da memória. As descobertas foram anunciadas na reunião anual da American Physiological Society, em Orlando, Florida.

Ainda assim, as experiências continuam. Os cientistas têm como objetivo entender melhor a relação entre a microbiota intestinal e o declínio cognitivo como tratamento no envelhecimento da população.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Agiu com responsabilidade, legalidade e integridade". Boris Johnson segura assessor

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, apoiou este domingo o seu principal conselheiro, Dominic Cummings, acusado de violar as regras de confinamento impostas para combater a pandemia covid-19, assegurando que o assessor agiu legalmente e com …

Dieselgate. Volkswagen condenada a indemnizar cliente

A justiça alemã condenou hoje a Volkswagen a indemnizar em parte um cliente que comprou um automóvel equipado com um motor diesel falsificado, numa sentença que deve influenciar dezenas de milhares de processos cinco anos …

Caso prazo das moratórias não seja alargado "terão de ser criadas outras medidas extraordinárias"

Caso as "as moratórias dos créditos não forem prolongadas, ou o Governo ou a Assembleia da República terão de criar outras medidas extraordinárias para as apoiar", disse a coordenadora do Gabinete de Proteção Financeira (GPF) …

Santuário de Fátima retoma no sábado celebrações com presença de peregrinos

O Santuário de Fátima vai retomar as celebrações com a presença de peregrinos a partir de sábado, garantindo as condições de segurança para o maior número de pessoas. O Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, …

Ex-ministro da Saúde da Bolívia em prisão preventiva por suspeitas de corrupção

O ex-ministro da Saúde da Bolívia foi detido, na semana passada, por suspeita de corrupção na compra de ventiladores. O ex-ministro da Saúde da Bolívia, detido na última semana por suspeita de corrupção na compra a …

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Em entrevista à rádio …

Açores reabrem creches e jardins de infância. Aulas de 11.º e 12.º também em São Miguel

As respostas sociais, encerradas devido à pandemia, reabrem esta segunda-feira no Pico, Faial, Terceira e São Jorge, e na ilha de São Miguel são retomadas as aulas dos 11.º e 12.º anos para alunos inscritos …

"Há muita gente a passar fome" no sector das Artes (alguns artistas receberam 50 euros de apoio)

Não vai haver condições para abrir muitas salas de espectáculos a 1 de Junho, como está permitido, alerta-se no sector das Artes, onde há "há muita gente a passar fome". Alguns artistas só conseguiram receber …

Cancelamento de consultas leva a quebra de vacinação contra a pneumonia

O cancelamento ou adiamento de milhares de consultas levou a uma quebra na vacinação contra a pneumonia. É preciso "voltar a dar confiança às pessoas para que regressem aos estabelecimentos de saúde", apela o Mova. De …

Há 11.636 casos activos de covid-19 em Portugal (e duas crianças nos Cuidados Intensivos)

Portugal regista esta segunda-feira 1.330 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 30.788 infectados, mais 165, segundo o boletim da Direcção-Geral da Saúde (DGS). Há duas crianças internadas nos Cuidados …