Há mais florestas agora do que há 35 anos

O crescimento global das florestas nos últimos 35 anos mais do que compensou a perda global de árvores, de acordo com observações feitas com satélites.

Tem havido um consenso cada vez maior nos últimos anos de que o número total de árvores tem diminuído graças ao ser humano. No entanto, uma nova investigação, cujo artigo científico foi publicado recentemente na Nature, descobriu que, afinal, o número de árvores está a aumentar.

Para estudar as mudanças globais na cobertura arbórea, os investigadores analisaram dados de radiómetros de alta resolução a bordo de 16 satélites meteorológicos, de 1982 a 2016. Ao comparar as leituras diárias, os investigadores observaram tanto pequenas mudanças que ocorreram regularmente como grandes mudanças.

Assim, os cientistas descobriram que a nova cobertura arbórea compensou a perda da cobertura arbórea em aproximadamente 2,24 milhões de quilómetros quadrados que, segundo os investigadores, corresponde a aproximadamente o tamanho do Texas e do Alasca juntos.

De acordo com a Europa Press, a maior parte da cobertura de árvores deu-se em lugares que eram estéreis, como os desertos, as tundras, as montanhas, as cidades e outros lugares sem vegetação.

Além disso, grande parte deste novo crescimento foi impulsionado pelos esforços de reflorestação dos seres humanos e devido ao aquecimento global, isto porque as temperaturas tornaram-se mais quentes, permitindo florestas em áreas de tundra.

Os investigadores adiantam que os seus cálculos demonstraram que as atividades humanas causaram, aproximadamente, 60% do novo crescimento global de árvores.

Além disso, os autores do estudo sugerem que a sua técnica de monitorização poderia ser muito útil para prever as mudanças na cobertura arbórea no futuro, alterações essas causadas pelo aquecimento global.

  ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Certo, certo, até podia ser uma boa notícia…
    Deixo aqui algumas questões, que não foram abordadas: quanta biodiversidade se perdeu (e se perde) no abate massivo de árvores? Quantos ecossistemas se alteraram (e alteram) às custas da desflorestação e reflorestação?
    O artigo da Nature descreve o ecossistema terrestre dominado pelo ser humano. Isso é assim tão bom?
    Aliás, que interesses económicos e políticos estão por detrás do artigo da Nature? Será que o artigo da Nature (e a versão da ZAP) contribui para que o pessoal pense que o ser humano consegue resolver os problemas ambientais que anda a gerar?

  2. ou seja como alguém com dois neurónios pode concluir, o aumento do dióxido de carbono é bom para as plantas e claro para nós bem como o aumento da temperatura que de qq forma é negligenciável e que não sobe desde há quase 20 anos.

RESPONDER

Quase meio século depois, cientistas desvendaram o "mistério de Manu"

Quase meio século depois, os cientistas conseguiram finalmente resolver o "Mistério de Manu", relativo a uma planta tropical encontrada no Peru. Em 1973, Robin Foster descobriu no Parque Nacional de Manu, no Peru, uma planta com …

Afinal, a corrosão até pode aumentar a durabilidade de um material

Ao contrário do que se possa pensar, a corrosão até pode ser benéfica para um material, aumentado a sua durabilidade, revela um novo estudo. A corrosão é, regra geral, provocada pelo oxigénio. Os metais têm uma …

Encontrada explicação para a superfície surpreendentemente irregular do asteroide Bennu

Um novo estudo descobriu que as rochas altamente porosas são responsáveis pela superfície surpreendentemente irregular do asteroide Bennu. Os cientistas pensavam que a superfície do asteroide Bennu seria como uma praia arenosa, abundante em areia fina …

Mosteiro medieval abriga o mais completo museu do circo da Europa

Nos salões de um mosteiro medieval na pitoresca localidade de Besalú, em Girona, alojou-se o Circusland - Palácio Internacional do Circo, o primeiro museu profissional da Europa que se dedica ao circo. O espaço conta com …

Livro de estreia de José Saramago publicado em castelhano pela primeira vez

O livro “Terra do Pecado”, que marcou a estreia na ficção de José Saramago, em 1947, vai ser lançado em Espanha na quinta-feira, no que é a primeira vez que a obra está disponível em …

A Citroën concebeu um skate inspirado na mobilidade urbana

O Citroën Skate é uma plataforma de veículos elétricos, totalmente autónoma, que pode ser equipada com diferentes tipos de cápsulas. A plataforma Citroën Skate quer revolucionar o transporte em meio urbano sem que seja necessário um …

Bebeu demais na noite anterior? Não é aconselhado tomar um parecetamol

A combinação de álcool e este tipo de medicação pode sobrecarregar o fígado e provocar danos hepáticos, refere uma especialista. Muitas das vezes cometem-se excessos com o álcool e, tendencialmente, os sintomas de desconforto surgem no …

Portugal 5-0 Luxemburgo | Manita com três de Cristiano

Goleada das grandes. Portugal recebeu o Luxemburgo e não permitiu as mesmas dificuldades do jogo da primeira volta. Aos 17 minutos a formação das “quinas” já vencia por 3-0, com duas grandes penalidades a ajudar, e …

Vantablack. A tinta preta mais preta do mundo já é vendida em peças (que se unem como legos)

Desde a substituição dos ecrãs verdes à pintura dos cenários do teatro, o futuro do entretenimento tem tudo a ver com a Ventablack - a cor preta mais preta do mundo. Nenhuma cor - ou, melhor …

Itália vai exigir passaporte sanitário a todos os trabalhadores a partir de sexta-feira

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, assinou hoje um decreto com as normas sobre a obrigatoriedade de os funcionários públicos exibirem o passe sanitário a partir de 15 de outubro nos locais de trabalho, medida que …