Guilherme Teles, o primeiro livro aos 9 anos

Zita Teles / Facebook

Aos nove anos, Guilherme Pereira Teles publicou o seu primeiro livro.

Aos nove anos, Guilherme Pereira Teles publicou o seu primeiro livro.

Aos nove anos, Guilherme Teles, um menino de Alijó, publicou o seu primeiro livro, intitulado “O que podemos retirar destas histórias…”, com três contos que têm os animais como protagonistas e que refletem a sua paixão precoce pela escrita.

Guilherme Pereira Teles, aluno do 4.º ano do primeiro ciclo do ensino básico, que frequenta no Agrupamento de Escolas de Alijó, é também um dos autores que se destaca no Dia Mundial do Livro, que se assinala na quarta-feira, dia 23.

O menino lançou neste mês de abril o seu primeiro livro, mas foi aos sete anos que começou a escrever e a desenhar os animais que deram vida e ilustraram “O que podemos retirar destas histórias…”, publicado pela Chiado Editora.

É uma verdadeira paixão pela escrita que Guilherme revela. Por isso, aos nove anos, o menino também já tem a certeza do que quer ser quando for grande: escritor e médico.

Para já, garante que vai continuar a escrever. “Isso mesmo, porque médico ainda não posso ser”, gracejou.

A mãe, Zita Teles, contou à agência Lusa que o filho “aprendeu a ler muito rapidamente”.

“Em cerca de dois meses ele aprendeu a ler e a escrever correctamente. É uma criança extremamente sonhadora. Gosta imenso de construir histórias. Mesmo a brincar sempre se notou muito isso”, referiu.

E, por isso mesmo, Zita pegou nas histórias do Guilherme e fez uma edição caseira dos seus contos que ofereceu a familiares e amigos, iniciativa que chegou ao conhecimento da representante da zona norte da Chiado Editora e foi agora publicada.

Biblioteca Municipal de Alijó / Facebook

Capa de  “O que podemos retirar destas histórias…”, de Guilherme Teles

Capa de “O que podemos retirar destas histórias…”, de Guilherme Teles

Mas o pequeno promete não ficar por aqui e, até ao final do ano, poderá ver publicado mais um livro com uma peça de teatro que fez para a escola.

Tal como todos os outros meninos da mesma idade, Guilherme gosta de jogar na consola, de ver bonecos na televisão e de ir para a rua brincar, apesar de se queixar que já há poucas crianças para lhe fazerem companhia.

Mas tudo isto o pequeno concilia com os estudos e os desenhos que vai fazendo e as histórias que vai inventando, muitas vezes inspirando-se nos animais lá de casa.

“Tenho vários animais, porque eu adoro animais. Então às vezes olho para os meus animais e penso em histórias para eles”, salientou.

E foi assim que deu vida ao peixe que procura novos amigos ou ao cão ladrão que rouba a fortuna ao gato mas foi derrotado por uma pulga, que distribui a fortuna por todos os gatos.

Há ainda o conto do macaco que procura uma namorada e no dia do seu aniversário foi à procura do seu sonho e acabou por encontrar uma macaca que também gostou dele.

“Só falta o macaco lá em casa”, brincou o pequeno.

E, em todas estas histórias, Guilherme deixa uma mensagem aos seus leitores.

Através do peixe diz que “não importa que as pessoas sejam diferentes, mesmo assim todos podem ser amigos”, depois com o cão transmite a ideia de que “mesmo sendo pequeno é possível derrotar os maiores” e, através do macaco, garante que “nunca devemos desistir dos nossos sonhos”.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Me encantó esa noticia y felicito a Guilherme por su facilidad y encanto por escribir. No abandones esa actividad, es un don que tienes para seguir desarrollando.
    Adelante con tu creación, te envío un gran abrazo desde Uruguay.

  2. Olá Guilherme

    Que o teu percurso de vida seja sempre iluminado. Nunca desistas dos teus sonhos.

    Parabéns pelo teu livro, continua, quem sabe ainda os vou ler aos meus netos (quando os tiver claro).

    Beijinhos

    Maria de Lisboa

RESPONDER

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …

Secreto e lucrativo, o mercado de venda de "fezes de cachalote" pode também ser violento

O âmbar cinza é altamente raro, mas também altamente valioso. Usada na indústria dos perfumes, o mercado deste material pode ser muito perigoso. Deixa na pele uma resina oleosa e tem um cheiro a tabaco, madeira, …

Empresa norueguesa garante que pode "parar" furacões antes que estes se tornam destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de "cortina de bolhas" proposto pela empresa pode provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, uma startup norueguesa, assegura que a sua nova tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem …