Guerra interna no PSOE: 17 dirigentes demitem-se para fazer cair o líder

partyofeuropeansocialists / Flickr

Pedro Sánchez, líder do PSOE

Pedro Sánchez, líder do PSOE

Um número significativo de membros da comissão executiva do PSOE, partido atualmente na oposição em Espanha, apresentou esta quarta-feira à tarde em Madrid a sua demissão com o objetivo de obrigar à destituição do secretário-geral, Pedro Sánchez.

Segundo a imprensa espanhola, os críticos do secretário-geral conseguiram reunir até ao momento 17 dos 35 membros da comissão executiva, assegurando assim a extinção dessa comissão e a destituição de Pedro Sánchez.

De acordo com a imprensa, os pedidos de demissão já foram entregues na sede do PSOE.

Segundo os estatutos do PSOE, se se demitirem metade mais um dos membros da comissão executiva terá de se celebrar um Comité Federal (o órgão mais importante entre congressos) extraordinário para nomear a nova direção do partido, formando-se uma comissão de gestão que irá organizar um congresso do PSOE para escolher um novo líder socialista.

O passo dado pelo setor crítico de Sánchez acontece três dias antes do Comité Federal que ia decidir sobre a proposta do secretário-geral de realização de primárias a 23 de outubro e um congresso a 1 e 2 de dezembro.

Pedro Sanchez entrincheirado no posto

A luta interna no PSOE subiu de tom esta quinta-feira, com o secretário-geral a recusar-se a sair depois do setor crítico do partido ter conseguido a demissão da maioria de membros da comissão executiva.

A secretaria da Organização do PSOE, afecta a Pedro Sánchez, considerou nula a convocação feita pelo setor crítico da Comissão de Ética e Garantias, argumentando que se trata de uma convocação “unilateral” que não cumpre os regulamentos.

Os críticos pretendem que esta comissão confirme que a demissão da maioria da comissão executiva implica o afastamento de toda a direção, incluindo a de Pedro Sánchez, e a convocação de um congresso extraordinário para escolher um novo líder.

Segundo os estatutos do partido, a Comissão de Ética e Garantias só pode ser convocado pela sua presidente, María Isabel Celaá, que ainda não o fez e é vista como apoiante do secretário-geral.

Entretanto, esta manhã, a presidente da Comissão do Comité Federal (o órgão decisório máximo entre congressos) dos socialistas, Verónica Pérez, defendeu para si a condição de ser atualmente a única autoridade no partido depois da demissão quarta-feira de 17 membros da comissão executiva e dissolução dessa direção.

Verónica Pérez também pediu a convocação urgente da Comissão de Ética e Garantias para esclarecer a situação existente e afirmou esperar que ninguém estivesse sequestrado, uma alusão direta à presidente desse órgão que evita falar com ela, não lhe atendendo o telefone.

Para aumentar ainda mais a confusão, os membros que não se demitiram da comissão executiva estão reunidos esta manhã, considerando que ainda estão em funções.

Os restantes partidos políticos espanhóis esperam pela definição dentro do PSOE para poderem trabalhar uma cada vez menos possível solução para o atual impasse na escolha de um novo Governo.

Crise geral

O PSOE tem vivido uma crise interna depois de ter visto diminuir a sua base de apoio nas últimas eleições e de ter impedido o Partido Popular (PP, de direita) de formar Governo sem ter conseguido até agora apresentar uma alternativa viável.

Depois das críticas de vários dirigentes regionais, a posição de Pedro Sánchez ficou ainda mais enfraquecida após ser conhecido o resultado das eleições de domingo na Galiza e País Basco em que os socialistas recuaram para posições historicamente baixas.

Se o impasse político em Madrid não for debloqueado até 31 de outubro próximo, o rei Felipe VI terá de dissolver o parlamento nacional e convocar novas eleições.

Se isso acontecer, serão as terceiras eleições legislativas que se realizam no espaço de um ano, depois de na primeira consulta, em 20 de dezembro de 2015, e na segunda, em 26 de junho deste ano, as quatro principais forças políticas espanholas (PP, PSOE, Unidos Podemos e Ciudadanos) não terem conseguido chegar a um acordo para formar um Governo estável em Espanha.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E pretende este Sánchez ainda formar governo em Espanha?
    Que grande azelha! O Costa a este dava-lhe uma abada!
    Não se esqueçam que Costa disse, a tempo e horas, que caso em algum momento lhe faltasse o apoio do PCP ou do BE (o Podemos espanhol), só lhe restava meter os papéis para o divórcio. Mas nem precisava de o dizer…

RESPONDER

Nasceu o SeeArch, uma espécie de colete salva-vidas para resgates em mar aberto

Se uma pessoa se separar da sua embarcação em mar aberto, permanecer à tona não é o único desafio. Ser visto pelos salvadores é uma missão importante que o novo SeeArch, usável e insuflável, vai …

Há 127 concelhos que vão manter os limites no fim de semana. Saiba quais

Os concelhos que mantém risco muito elevado e extremamente elevado terão de manter até dia 23 deste mês as atuais restrições, incluindo de limitação de circulação ao fim de semana. Houve 27 concelhos que saíram …

Piscina mais profunda do mundo inaugurada na Polónia

Com 45 metros de profundidade, a piscina Deepspot foi recentemente inaugurada na Polónia. Vai servir de zona de treino para mergulhadores, bombeiros e forças armadas. A piscina mais profunda do mundo foi inaugurada esta semana em …

Mais 6087 novos casos de covid-19 em Portugal. Este é o maior número da semana

Portugal registou este sábado 6087 novos casos e 73 mortes por covid-19. No total, mais de 318 mil pessoas já foram infetadas com o novo coronavírus e 4876 morreram. Nas últimas 24 horas, mais 6165 …

Sedada e com um capuz sobre os olhos, a girafa Asiwa foi resgatada de uma ilha no Quénia

Conservacionistas, autoridades do Governo e membros da comunidade local uniram-se para resgatar oito girafas numa ilha no Quénia. A população de girafas em África tem diminuído nas últimas décadas devido à perda de habitat e à …

Governo mantém restrições. Exceções no Natal, mas no Ano Novo volta a ser proibida a circulação entre concelhos

António Costa falou hoje ao país para anunciar as novas medidas para a quadra festiva. O primeiro-ministro revelou que no Natal as medidas serão aliviadas, como já se esperava, porém voltam a apertar no Ano …

Joe Biden está a planear uma tomada de posse em versão reduzida. Trump pode não marcar presença

A pouco mais de um mês de tomar posse como Presidente dos EUA, Joe Biden anunciou que está a planear reduzir a dimensão da cerimónia para garantir a segurança devido à pandemia. Segundo o Público, Joe …

O Peru enfrenta o maior desafio político desde a ditadura de Fujimori. A responsabilidade está nas mãos de Sagasti

O novo presidente do Peru assumiu o cargo em 17 de novembro em circunstâncias nada desejáveis. O país, que até ao ano passado vinha a ser apontado como um exemplo na área económica, enfrenta agora …

Três anti-histamínicos mostram eficácia a inibir infeção pelo coronavírus

Três medicamentos anti-histamínicos mostraram alguma eficácia a inibir a infeção de células pelo novo coronavírus responsável pela covid-19, segundo os resultados preliminares de um estudo da Universidade da Florida divulgado na sexta-feira. As descobertas sobre os …

"Criminoso, cruel e traiçoeiro”. Sobrinha de Donald Trump diz que tio devia ser preso

A sobrinha do atual Presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump, referiu que o tio é “criminoso, cruel e traiçoeiro”, por isso, deveria enfrentar a justiça norte-americana, depois de todos os escândalos que o …