O glifosato pode estar a matar (também) as abelhas

O polémico glifosato, conhecido pela suspeita de que provoca cancro, pode também estar a prejudicar e a matar abelhas. Uma nova investigação aponta um novo efeito colateral do mais famoso herbicida da Monsanto.

De acordo com um novo estudo, publicado nesta semana na Proceedings of the National Academy of Sciences, os cientistas investigaram o efeito deste composto sobre as abelhas e concluíram que o glifosato não só é perigoso para estes insetos como pode ser fatal.

A Bayer, que comprou a Monsanto – empresa que desenvolveu o glifosato – disse que o estudo é baseado num número muito pequeno de abelhas – cerca de 30 – e, por isso, as conclusões não podem ser generalizadas.

Para a investigação, os cientistas estudaram dois grupos de abelhas. O primeiro, foi alimentado com uma solução de açúcar misturada com glifosato. Por sua vez, o segundo grupo recebeu apenas uma solução com açúcar.

De forma a conseguir identificar posteriormente quais os insetos que pertencem a cada grupo, os cientistas pintaram as costas das abelhas com pontos de cores diferentes.

Três dias depois, as abelhas foram novamente recolhidas e examinadas. Os cientistas constatam que as abelhas alimentadas com a mistura de glifosato tinham perdido algumas das suas bactérias benéficas no intestino sendo, por isso, mais suscetíveis a infeções e mortes causadas por bactérias malignas.

Os investigadores concluíram que, alterando a microbiota intestinal das abelhas, o glifosato enfraquece o sistema imunológico destes insetos e pode estar a contribuir para o declínio das populações de abelhas em todo o mundo.

Os herbicidas produzidos à base de glifosato, como o Roundup, da Monsanto, são utilizados em produções agrícolas em todo o mundo há mais de quatro décadas. O glifosato é o herbicida mais usado em todo o mundo, com uma produção anual de 700 mil toneladas.

A notícia de que o glifosato pode também ser prejudicial às abelhas é particularmente assustadora, tendo em conta que as populações de abelhas domésticas e silvestres têm diminuído drasticamente em muitas regiões do mundo. Na China, por exemplo, várias macieiras e pereiras tiveram que ser polinizadas à mão porque não havia abelhas suficientes para o fazer.

Provavelmente, o declínio das populações de abelhas deve-se a um conjunto de fatores, como pragas, uso de herbicidas e inseticidas. O novo estudo vem acrescentar um novo elemento a esta lista.

PARTILHAR

RESPONDER

Mais milhões para o SNS. "Reforço" serve sobretudo para pagar dívidas, mas não resolve o "buraco"

O anúncio do Governo do "reforço orçamental" no Serviço Nacional de Saúde (SNS) está a ser encarado com desconfiança pelos Sindicatos e entidades representativas dos profissionais de Saúde que alertam que o dinheiro não vai …

Ativistas do Greenpeace pendurados no edifício da União Europeia

Cerca de 30 ativistas do Greenpeace escalaram esta quinta-feira em protesto o edifício da União Europeia, em Bruxelas, onde decorre o Conselho Europeu e será discutido o combate ao aquecimento global. Depois de chegarem num carro …

"Fui muito feliz". Gaitán admite que gostava de voltar ao Benfica

O internacional argentino, que saiu do Benfica há três anos, admitiu em entrevista que gostava de voltar a jogar pelos encarnados. "Claro que gostaria, fui muito feliz no Benfica, senti-me muito confortável no clube. Mas também …

Harvey Weinstein perto de chegar a acordo de 22 milhões de euros com vítimas

O produtor, acusado de vários casos de abusos sexuais a atrizes e funcionárias, terá chegado a um acordo de 22 milhões de euros com 30 atrizes que o processaram. O acordo exige a aprovação do tribunal …

"A minha militância é já longa, nunca tive padrinhos" na política, diz Miguel Pinto Luz

O candidato à liderança do Partido Social Democrata (PSD), Miguel Pinto Luz, disse que o financiamento para a campanha vem de si próprio e de outros militantes. Afirmou que não recusa apoios de quem quer …

Nu num cavalo branco e de saltos altos. Retrato de Emiliano Zapata gera indignação no México

Centenas de manifestantes invadiram o Palácio de Belas Artes do México, na passada terça-feira, por causa de um retrato do general Emiliano Zapata (1879-1919), considerado um herói revolucionário no país. A obra, pintada pelo artista …

Felipe VI designa Sánchez como candidato a formar o próximo Governo

O Rei de Espanha designou, esta quarta-feira, em Madrid, o secretário-geral do PSOE e primeiro-ministro em funções como candidato a chefe do próximo Governo, anunciou a presidente do Parlamento. "Sua majestade o Rei [...] comunicou-me a …

No Porto, há um painel publicitário que recicla tanto ar como 230 árvores

O painel publicitário da Volvo, instalado na fachada de um prédio entre a Avenida da Boavista e a Rua 5 de Outubro, no Porto, é mais do que publicidade. A tela ajuda a reciclar o …

Governo recua e deixa cair proposta sobre perda de férias em caso de baixa prolongada

O Governo recuou e deixou cair a proposta apresentada aos sindicatos que previa que os funcionários públicos mais antigos que estivessem de baixa prolongada perdessem dias de férias, disse esta quarta-feira o líder da Fesap, …

Marta Temido recusa ser "refém" de Centeno e anuncia maior concentração de Urgências até ao verão de 2020

"Eu nunca me senti refém [de Mário Centeno]. Tenho alguma dificuldade nessa leitura. Este reforço de meios também permitirá injetar mais confiança no sistema e criar respostas. Mas não considero que tenho estado refém do …