Glaciar em Machu Picchu recuou 62 metros devido ao aquecimento global

mjcristphotos / Flickr

O glaciar de Machu Picchu

O glaciar de Machu Picchu

O glaciar Incachiriasca da cordilheira Vilcabamba, na região peruana de Cuzco, recuou 62 metros nos últimos oito anos devido ao aquecimento global, disse hoje o diretor do Santuário Histórico de Machu Picchu, José Nieto, à Efe.

Este glacial registou em 2007, ano em que começou o seu controlo, uma área total de 650 mil metros quadrados.

José Nieto explicou que o principal efeito da diminuição da massa de gelo de Incachiriasca, que está dentro da jurisdição do Santuario Histórico Machu Picchu, vai ser a redução da água disponível.

O recuo do glaciar vai afetar a agricultura e a produção de energia”, detalhou Nieto.

Com estes resultados, a direção do Santuário de Machu Picchu decidiu intensificar as ações de controlo do glaciar, em particular durante as mudanças de estação.

Os complexos arqueológicos radicados em Machu Picchu, segundo o diretor do Santuário, não vão ser afetados, uma vez que se encontram situados em zonas estratégicas que permitem a sua proteção.

“Para reduzir o impacto das alterações climáticas, o governo está a trabalhar na recuperação de ecossistemas, através da reflorestação e conservação de áreas naturais que representam 17% do território peruano”, acrescentou Nieto.

O controlo do glaciar Incachiriasca faz parte do trabalho realizado pelo Serviço Nacional de Áreas Naturais Protegidas pelo Estado (Sernanp) nos Andes peruanos para detetar a evolução e o retrocesso dos seus glaciares, por causa do aquecimento global.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas afinal o que é que os cientistas, ou aqueles que assim se intitulam querem, que o degelo pare? Não estamos a evoluir depois da idade do gelo? Já se perguntaram, ou já mediram a temperatura do solo para ver se este aumento da temperatura é externa ou interna. Gastam tanto dinheiro em fenómenos naturais e não se preocupam com o ser humano? Porque não dizimar as raças que nada contribuem para o bem estar do planeta.

    • Valdemar, a resposta vem tarde, mas no ponto.
      O seu comentário não contribui em nada para o problema, para os debates em curso, ou para o bem estar das pessoas, da fauna, flora e meio ambiente.
      Em vez de perguntar-se se devemos gastar dinheiro, pergunte-se se estamos a gastar eficiente para manter o planeta habitável para todos, e não é só nós humanos, porque sem as outras espécie, nós não vamos sobreviver. Podia dar mais argumentos como deixar legado positivo e algo para as futuras gerações admirarem, mas como somos todos egoístas, pelo menos que pensemos na nossa própria sobrevivência.

RESPONDER

Nicolas Sarkozy vai mesmo ser julgado por corrupção

A justiça francesa validou definitivamente a realização do julgamento do ex-Presidente num caso revelado por escutas telefónicas em que é nomeadamente acusado de corrupção de um magistrado. De acordo com a AFP, o Tribunal de Recurso de …

Luís Filipe Vieira pediu informações sobre Keylor Navas em Madrid

O presidente do Benfica aproveitou a visita a Madrid para saber mais pormenores sobre a situação do guarda-redes dos merengues. O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, dirigiu-se na passada segunda-feira a Madrid para ultimar os …

Jovens que acusaram Harry de “traição da raça” condenados com pena de prisão

O caso remonta a dezembro de 2018, quando surgiram as primeiras notícias de uma investigação da BBC que envolvia a família real britânica. Um grupo neonazi era responsável por uma propaganda online onde sugeriam que o …

UEFA confirma três jogos de suspensão para Neymar

A UEFA anunciou, esta quarta-feira, que rejeitou o recurso do Paris Saint-Germain e manteve os três jogos de suspensão a Neymar, na sequência de insultos aos árbitros na partida com o Manchester United, da Liga …

Transportes estão cada vez mais cheios. Carris vai comprar 100 novos autocarros

A Carris vai lançar dois concursos para a aquisição de 100 novos autocarros, 70 dos quais a gás natural e 30 elétricos, anunciou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina. Falando na apresentação da …

Apenas 59% dos habitantes da Europa ocidental confiam na vacinação. França é o país com mais dúvidas

Na Europa oriental, apenas metade da população olha para as vacinas como uma forma segura de prevenção de saúde. No caso da zona ocidental, o número sobe para os 59%, mas fica ainda distante dos …

César Peixoto é o novo treinador da Académica

O antigo futebolista é o novo treinador da Académica, sucedendo a João Alves no comando técnico dos estudantes, anunciou o clube que integra a II Liga portuguesa. César Peixoto vai ser apresentado às 17h00, em conferência …

Tribunal diz que ausência de resistência de vítima de violação é "desejo de sobreviver"

Quando as vítimas não resistem, revelam "o desejo de sobreviver a uma situação cujo controlo não detêm", adotando um comportamento de preservação, diz o Tribunal da Relação de Lisboa. O Tribunal da Relação de Lisboa considerou …

Draghi abre a porta a cortes nas taxas de juro

Mario Draghi afirmou esta terça-feira que se o objetivo de ficar abaixo dos 2% de inflação estiver ameaçado, "estímulos adicionais serão necessários". O presidente do BCE admitiu mesmo uma descida das taxas. O presidente do BCE, Mario …

SNS dá “sinais de cansaço” e tem sistema “que não é amigo do cidadão”

A Convenção Nacional da Saúde concluiu esta terça-feira que o SNS “dá sinais de cansaço” e avisa que os portugueses “não podem ter listas de espera de anos” por consultas ou cirurgias, nem ter “enormes …