Genes neandertais alteram a forma do cérebro de humanos modernos

Os genes que contribuíram para a construção dos crânios ligeiramente alongados do parente humano extinto ainda poderiam estar em ação em alguns seres humanos modernos, afetando o desenvolvimento neurológico.

Longe de terem “cérebros de ervilha”, os neandertais tinham crânios alongados, cheios de substância cinzenta – mais do que os nossos próprios ancestrais imediatos. Isto não faz deles génios. Mas levanta algumas questões sobre como e porque é que os nossos próprios cérebros evoluíram para cérebros redondos, em comparação.

A geneticista e neurologista Amanda Tilot, do Instituto Max Planck de Psico-linguística, recentemente liderou um estudo, no qual investigou o mistério dos cérebros humanos, em busca de genes neandertais ainda em circulação.

“O nosso objetivo foi identificar potenciais genes candidatos e vias biológicas relacionadas à forma de globo do cérebro”, disse Tilot, que publicou o seu estudo a 13 de dezembro no Current Biology.

Dado que o interior das cabeças de Neandertal há muito que apodreceram, só se consegue adivinhar como eram os seus cérebros, com recurso aos moldes da área oca dentro dos seus crânios fossilizados.

Ao comparar os modelos com aqueles feitos de crânios humanos modernos, podemos ver mais do que diferenças em volume e proporções médias. Estudos anteriores identificaram alguns contrastes bastante significativos nos tamanhos do cerebelo.

Dados de estudos anteriores foram usados ​​para mostrar que também pode haver grandes diferenças no córtex pré-frontal e nos lobos occipital e temporal.

“Nós capturámos variações subtis na forma endocraniana que provavelmente refletem mudanças no volume e conectividade de certas áreas do cérebro”, explicou o paleoantropólogo do Instituto Max Planck de Antropologia, Philipp Gunz, que liderou a investiagação com Tilot.

A evolução humana pode ser localizada há cerca de 300 mil anos no continente africano, onde diversas populações humanas espalhadas pela terra trocaram características que agora se considera como sendo o Homo sapiens. Os ancestrais diretos das populações neandertais afastaram-se um pouco mais cedo, separando-se da árvore genealógica partilhada há cerca de 400 mil a 800 mil anos atrás.

Isto significa que os corpos representam um conjunto de modificações únicas de um modelo ligeiramente mais antigo de caixa cerebral. Comparar os crânios com os deles poderia, portanto, sugerir movimentos evolutivos que moldaram os cérebros humanos.

Os neandertais e os nossos ancestrais diretos nem sempre se mantiveram no seu próprio ramo da árvore genealógica, trocando genes através de cruzamentos frequentes. O legado desta mistura genética persiste até hoje, com cerca de 1% dos nossos genes tendo origem em populações neandertais.

Os investigadores reuniram informações genéticas e dados de ressonância magnética em pouco menos de 4.500 indivíduos com ascendência europeia, dando-lhes um banco de dados de medições de crânio e genomas. Comparando as duas listas de dados levou a equipa a identificar, no cromossoma 1 e 18, um par de fragmentos de código genético de Neandertal conhecidos que parecem determinar a forma do crânio.

Um deles é influenciado pelo gene UBR4, que está envolvido na geração de novas células cerebrais. O segundo afeta a função do gene PHLPP1, relaciona-se com neurónios isolantes no que é conhecido como bainha de mielina.

Ambas as regiões desempenham um papel fundamental na aprendizagem e coordenação do movimento. Ter estes genes não significa que esses humanos pensem como neandertais. A sua influência é demasiado subtil para ser detetada a nível individual.

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista revela por que os mosquitos só picam a algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …